DF: Greve de ônibus vai afetar mais de 1 milhão de pessoas nesta segunda

sábado, 12 de junho de 2010


Um milhão de brasilienses podem ser afetados pela greve dos rodoviários marcada para começar segunda-feira próxima. A promessa é de caos para o transporte no Distrito Federal. Sem ônibus, a expectativa é de filas no metrô, congestionamento intenso devido ao maior número de veículos nas ruas e prejuízo para a população. A Justiça determinou que 60% das linhas de ônibus circulem durante a paralisação. O sindicato que representa os trabalhadores recorreu à Justiça trabalhista para baixar esse percentual para 20%, mas perdeu e garante que vai cumprir a determinação. Caso a decisão, pedida pelos patrões, seja descumprida, a entidade pode desembolsar multa diária de R$ 100 mil.

Os trabalhadores decidiram cruzar os braços em assembleia realizada no último domingo. Às 14h de amanhã, os rodoviários se reúnem novamente. O sindicato da categoria alega que os empresários não tentaram um diálogo e que afirmam não ter nada a oferecer à categoria. Os patrões, por sua vez, mantêm o silêncio. “Ninguém nos procurou para qualquer tipo de diálogo. Mas, em anos anteriores, essa aproximação já ocorreu minutos antes da assembleia. Estamos esperando por isso”, afirmou o diretor do Sindicato dos Rodoviários Lúcio Lima. Segundo ele, não ocorrerão paralisações hoje e amanhã, a exemplo do que aconteceu na última quinta-feira. “Já na segunda, haverá greve, mas vamos manter a frota mínima que for determinada pela Justiça”, garantiu Lima.

A Secretaria de Transportes informou que ficará de olho na pirataria. Segundo a assessoria da pasta, cerca de 80 fiscais do Transporte Urbano do Distrito Federal (DFtrans) estarão nas ruas para coibir o transporte ilegal de passageiros. Para minimizar os impactos da paralisação, a Companhia do Metropolitano (Metrô-DF) vai operar com a capacidade máxima. Os 19 trens farão viagens ao longo do dia. Além disso, será reforçado o número de vigilantes e operadores de manutenção das estações. A companhia também pediu ajuda à Polícia Militar para garantir a segurança dos passageiros. Cerca de 160 mil pessoas usam o sistema diariamente, número que deve aumentar na segunda.

Preocupação
A greve anunciada pelos rodoviários causa preocupação a quem depende do transporte público. A secretária-executiva Ana Paula Silva, 27 anos, que mora no Gama Leste e trabalha na Universidade Brasília (UnB), na Asa Norte, combinou com três amigos de irem para o trabalho no carro dela na segunda-feira. Cada um contribuirá com R$ 10, valor pago por eles nas quatro passagens de ônibus diárias. “Estamos com muito serviço acumulado por conta da greve que teve na universidade, não podemos deixar de ir trabalhar”, disse. Quem não tem a mesma opção, como o montador de móveis Esdras Mariano, 30 anos, morador de Santa Maria, preferiu deixar o chefe avisado. “Falei que se não tiver ônibus eu não vou”.

De acordo com o chefe da Fiscalização do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF), Silvain Fonseca, normalmente 700 mil automóveis circulam nas vias de Brasília. “Esse número deverá aumentar em 20% com a greve”, acredita. Agentes do órgão estarão nas ruas para evitar conflitos nos pontos de maior congestionamento. Desde junho de 2008, os rodoviários não realizam uma greve geral no DF. À época , uma decisão judicial também previa que 60% das linhas circulasse, o que , segundo os empresários, não foi cumprido pelos empregados. Neste ano, os rodoviários solicitaram à Justiça que os empresários repassem ao sindicato um documento com os números referentes a horários de ônibus, escala de trabalho, veículos, linhas e frota.

Fonte: Correio Braziliense
READ MORE - DF: Greve de ônibus vai afetar mais de 1 milhão de pessoas nesta segunda

Viação Zona Oeste é a pior empresa de ônibus do Rio, diz prefeitura


A Secretaria Municipal de Transportes divulgou o novo ranking das piores empresas de ônibus que circulam na capital. O levantamento abrange o período de março a maio, apontando a viação Zona Oeste como a campeã de irregularidades, com 56,05 pontos. Em seguida, aparecem Auto Diesel (26,71), Madureira Candelária (26,44), Rubanil (26,32) e Transurb (25,75).


A lista negra das empresas é feita a partir das reclamações dos passageiros recebidas pela ouvidoria da secretaria. As principais irregularidades apontadas são o não atendimento ao sinal de parada para embarque e desembarque, atitudes inconvenientes de motoristas, trocadores e despachantes e superlotação.

Fonte: Extra online
READ MORE - Viação Zona Oeste é a pior empresa de ônibus do Rio, diz prefeitura

Transporte público de Itapevi terá frota de ônibus totalmente renovada


Em uma ação inédita no Estado, foi anunciada, nesta sexta-feira (11), a renovação de toda a frota de ônibus que atende às linhas municipais de Itapevi, durante solenidade na Secretaria Municipal de Educação e Cultura.
Segundo Leonel Gomide, gerente operacional da Benfica, a partir deste sábado (12), a população de Itapevi já poderá utilizar onze dos sessenta novos ônibus adquiridos pela Benfica. “Foi um investimento da ordem de R$ 15 milhões, no qual compramos sessenta veículos da marca Mercedes-Benz, modelo Apache-VIP, zero quilômetro, e os colocaremos todos à disposição da população de Itapevi em até 45 dias, após o emplacamento das unidades”, explicou Gomide.
Os novos ônibus – aprovados com a qualidade INMETRO – que passarão a atender a demanda do município são adaptados para utilização de pessoas com deficiências. Além de disporem de elevadores para pessoas com dificuldade de locomoção, as unidades oferecem adaptações para deficientes visuais, incluindo acesso para cães-guias, e assentos especiais para pessoas obesas.
Pessoas com deficiência puderam testar a qualidade dos novos ônibus e aprovaram a mudança. “Este novo ônibus é bem melhor que os antigos, que não transmitiam a segurança que hoje temos, inclusive com lugar apropriado e cinto de segurança”, disse Ana Maria Silva que, por ser cadeirante, será beneficiada diretamente com os novos ônibus. Os veículos ainda possuem padrão Eco III, com baixíssima emissão de gases poluentes, contribuindo com a qualidade do ar no município.
A renovação completa da frota de ônibus é, segundo Gomide, algo inédito em todo o Estado. “Normalmente, as empresas vão substituindo gradativamente os ônibus em circulação. Mas desta vez inovamos ao renovar, de uma só vez, toda a frota em uso na cidade, e Itapevi é a primeira em que uma ação como esta foi feita”, comentou. Além da renovação, a Benfica aumentou de 55 para sessenta o número de veículos em circulação no município, que atualmente possui vinte itinerários.
O secretário de Segurança, Kléber Maruxo, agradeceu à Benfica e disse que esta nova frota de ônibus é um marco histórico para o município de Itapevi e que população merece usufruir de um serviço eficiente e seguro. “Agora, nossa maior meta é preparar a cidade para receber os ônibus e dar condição para as pessoas usarem o transporte de forma segura”, complementou o secretário. Ele salientou também que em breve a cidade vai contar com semáforos inteligentes que serão controlados pela Central de Videomonitoramento da Guarda Municipal e que já há um projeto para implantar 150 novos abrigos de ônibus na cidade.
O vice-prefeito Jaci Tadeu, em sua explanação, disse sentir orgulho em ver que os cidadãos itapevienses vão poder desfrutar de um transporte público de qualidade para trabalharem no próprio município. “Isso é fruto do investimento da administração municipal que está trazendo novas empresas para a cidade e, assim, gerando novos empregos. E a população de Itapevi não pode aceitar menos do que é oferecido hoje”, ressaltou.
O presidente da Câmara Municipal, Marcos Ferreira Godoy (Teco), teceu elogios à atuação da prefeita Dra. Ruth na questão, buscando sempre um transporte coletivo de qualidade, sob a égide da legalidade. “Hoje a cidade de Itapevi tem nova frota de ônibus devido à força e à coragem da prefeita Dra. Ruth, que não deixou o transporte coletivo da cidade ser dominado por veículos clandestinos. A atual administração vem mudando a ‘cara’ de Itapevi, e parabenizo a todos os envolvidos pelo dinamismo e parceria e, principalmente, por enxergar e investir no desenvolvimento da cidade”, frisou.
Em discurso, a prefeita Dra. Ruth disse que todas as conquistas da Prefeitura foram alcançadas por meio do diálogo entre poder público, sociedade e empresas concessionárias. “Estes novos ônibus são um presente para a população e outras conquistas virão. Estamos trabalhando na pavimentação de novas ruas e tenho certeza que esta frota, em breve terá que ser aumentada, pois a chegada de novas empresas na cidade vai gerar ainda mais empregos. Estamos no rumo do desenvolvimento e as ações só estão se concretizando graças a vocês”, declarou Dra. Ruth.

Fonte: Itapevinotícias
READ MORE - Transporte público de Itapevi terá frota de ônibus totalmente renovada

Recife: Copa projeta o futuro nos trilhos


A excelência em mobilidade durante a Copa do Mundo é uma exigência da Fifa para os países que se propõem a organizar a maior competição esportiva do planeta. Estipular um tempo de acesso até a arena e cumpri-lo à risca é algo que não pode sair da pauta do comitê organizador do Mundial, que recebe telefonemas (cobranças pesadas) da diretoria da Fifa de 15 em 15 dias. Em Pernambuco, a Cidade da Copa está no papel para ser o legado do estado pós-2014. Entre os corredores elaborados para facilitar o caminho à arena está o metrô.

Principalmente o metrô, diga-se. Orçada em R$ 5,85 milhões, a estação Cosme e Damião, que ficará a 700 metros do futuro estádio em São Lourenço da Mata, já está em franco processo de construção e deverá receber a grande maioria dos 46 mil torcedores a cada um dos quatro (ou cinco) jogos do Mundial no Grande Recife. A obra está prevista para acabar em dezembro. Assim, a capital pernambucana será a primeira das 12 subsedes do Mundial de 2014 a ligar o aeroporto à estação do estádio.

Hoje,o tempo do Aeroporto Internacional dos Guararapes até o terreno do estádio, considerando a espera na estação e o percurso, é de 1 hora e 15 minutos. Muito alto. A meta é tentar fixar o acesso em, no máximo, uma hora. O percurso passa por 17 das 28 estações da rede Metrorec e conta com a vantagem de ter uma tarifa unificada (R$ 1,40), além de uma rota direta - exceção feita à conexão na estação Joana Bezerra, para a troca da linha sul pela linha centro. Além do metrô, o estádio também está programado para receber o movimento tradicional no Recife para jogos de futebol, via carro - já inflado. O estacionamento tem capacidade para seis mil veículos e o tempo médio entre o Marco Zero e a arena (19 quilômetros) é de 30 minutos. Durante a Copa de 2014 é possível que sejam criados corredores exclusivos para facilitar o acesso até a Cidade da Copa. Depois disso, é melhor pensar em andar de metrô mesmo.

Fonte: Diário de Pernambuco
READ MORE - Recife: Copa projeta o futuro nos trilhos

Em Salvador, lei do mais forte rege filas da Estação Mussurunga


Apesar de nova e conservada, a Estação Mussurunga não está livre de queixas e reclamações dos usuários. As placas indicam as linhas de ônibus que circulam por cada plataforma e facilitam a orientação dos passageiros. Por lá, não é difícil saber o local exato por onde os coletivos vão passar. Árduo, porém, é descobrir onde começam e terminam as filas para a espera das conduções.
No chão, a ausência de sinalização para delimitar as fileiras contribui para a falta de ordem e a formação das "invasões", que acontecem quando muitos passageiros tentam entrar no ônibus ao mesmo tempo. A situação se complica após as 17 horas. Arlinaldo Santos Novaes, promotor de vendas, é usuário da estação e conhece bem os desafios do local.
“Eu posso ficar seis meses, um ou dois anos sem aparecer aqui. Mas sempre que eu volto é amesmacoisa. Prefiro pegar dois carros e não ter que passar por isso”, diz, ao acompanhar a invasão ao ônibus da linha Boca da Mata - Estação Mussurunga. A queixa é a mesma entre os passageiros.
“Já é o segundo ônibus que eu vejo sair e não consigo pegar. Para pegar um carro sem tumulto, só depois das 20 horas ou antes das 17 horas”, desabafa o auxiliar eletricista Luís Henrique de Jesus. Gestantes, mães com filhos no colo, deficientes e idosos sofrem para conseguir um lugar no transporte.
“Ninguém respeita idoso. Fui buscar auxílio no módulo policial e disseram que era para eu ir para o final da fila. Como se enfrenta essa confusão? Eu tenho 62 anos e não é justo que eu vá para o final",reforça a professora Railda Martins. Jadson Dias trabalha como vendedor ambulante há três anos. Para ele, a obrigação deorganizar as filas não é dele e, tampouco, da polícia. Mesmo assim, não mede esforços para contribuir como pode.
“Só existe organização de fila aqui pela manhã. À tarde, a gente é que ajuda na organização. A gente também auxilia passageiro a pegar ônibus certo“, revela.

Fonte: A Tarde
READ MORE - Em Salvador, lei do mais forte rege filas da Estação Mussurunga

Fortaleza: Quinto dia de greve conta com 8 empresas de ônibus paradas


O quinto dia de greve dos motoristas e cobradores, em Fortaleza, começou com novas paralisações nas garagens das empresas. Neste sábado (12), o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Ceará (Sintro-CE) parou 8 garagens de ônibus, totalizando 310 veículos parados.

Foram impedidos de circular ônibus das empresas:
- Viação Montenegro (rua Seixas Corrêa 237 - Vila Peri); - Cearense (av. Gal. Osório de Paiva 4550 - Vila Peri); - Rota Expressa (av. Jornalista Tomás Coelho 2000 - Barroso); - São Benedito (r. Capitão Gustavo 3156 - Piedade); - Terra Luz (r. Dondon Feitosa 116 - Damas); - São José de Ribamar (próximo à Rodoviária).
Por reivindicação da categoria, outras duas empresas - de menor porte - foram incluídas no movimento de paralisação deste sábado (12); a Asa Azul e São Francisco.

Tentativa de acordo
Na manhã desta sexta-feira (11), foi realizada no Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região (TRT-CE) a primeira audiência a tratar do dissídio coletivo, quando o presidente do TRT, desembargador José Antônio Parente, e o procurador do Trabalho, Gérson Marques, fizeram propostas para estabelecer um acordo entes os sindicatos patronal e laboral - sem sucesso. O Sindiônibus solicitou a suspenção da greve e das paralisações, por entender que são ferramentas para pressionar os patrões e, agora que a decisão está nas mãos do judiciário, não faz mais sentido prejudicar a população.

Fonte: Diário do Nordeste
READ MORE - Fortaleza: Quinto dia de greve conta com 8 empresas de ônibus paradas

Série Transporte pelo Mundo Chega a Milão, na Itália


A Azienda Trasporti Milanesi opera dentro da área metropolitana, a gestão de uma rede de transporte público composto por três linhas de metropolitano e 120 bonde e ônibus. Globalmente, a rede cobre cerca de 1400 kms atingindo 86 municípios. Além do transporte público, ATM gere o estacionamento de um intercâmbio e os espaços de estacionamento de rua em no centro histórico e nas zonas comerciais que utilizam o sistema SostaMilano cartão de estacionamento.

Metro que é o que os americanos chamam o metrô e os ingleses chamam de metro. É composto de três linhas, a linha vermelha que vai do Nordeste e Oeste, a linha verde, executando o Nordeste e Sudoeste, e à linha amarela de norte a sul. Há uma linha azul adicionais executando a 3 paragens no centro de Milão e, em seguida, dirigindo-se para os subúrbios. Metro entradas são marcadas com um quadrado vermelho com um sinal branco "M". O metro funciona Milano 06:15 até 00:14, é uma boa idéia pegar o seu último trem, o mais tardar a noite.

Os bondes também conhecido como bonde, percorrem toda a cidade. Eles estão sempre laranja e têm uma longa ou um carro pequeno. Os bondes já não são mais modernos do que olhar o interior mais velha caixa de madeira em forma de bondes. Paragens de eléctrico, bem como as paragens de autocarro são marcados por altos postes de laranja com um diagrama de eléctrico ou autocarro.

Ônibus são sempre laranja. Há cabo elétrico ônibus, bem como barramentos independentes. Entre todos os sistemas de transportes públicos você pode ir apenas aproximadamente em toda parte no Milan.

Ônibus em Milão estão disponíveis na hora freqüentes para a melhor comodidade dos turistas para se deslocar de um lugar para outro e em cada canto da cidade. O serviço público na área do Milan é caracterizada pela presença de ampla rede de transporte rodoviário e faixas, os autocarros e os eléctricos são um recurso importante para todos aqueles que querem se mudar da cidade, como todas as grandes cidades europeias. Você pode obter todas as informações sobre o ônibus e Milão eléctrico e os seus horários e paragens do nosso site que pode alertá-lo sobre os horários e você pode planejar adequadamente mais se mover.

Ônibus e bondes em Milão
Se os turistas contam com o transporte rodoviário ou ferroviário, no centro da cidade que podem lhe permite admirar os palácios e pitoresca cidade pelo ponto de vista incomum, descobrindo os cantos mais escondidos da visão do turismo de massa. Você pode coletar as informações sobre os horários e as paragens dos eléctricos e autocarros que podem ajudá-lo a passar o tempo em lugares diferentes da cidade eterna durante o período de férias com a família e amigos. Milan tem muitas outras oportunidades para os turistas para apreciar o memorável feriados aqui e nos dias de hoje sempre lembro de você vir aqui e desfrutar de todos os anos umas férias pendentes.
READ MORE - Série Transporte pelo Mundo Chega a Milão, na Itália

Série Transporte pelo Mundo Chega a Istambul na Turquia

Geralmente existe muita dúvidas em relação ao transporte em Istambul e é importante notar que pela geografia da própria cidade os turistas geralmente tem dificuldade em localizar onde estão. A cidade de Istambul une dois continentes: a Ásia e a Europa. Assim você pode tomar café na Ásia e almoçar na Europa ! Mas para se locomover de um continente a outro você tem somente duas pontes e um sistema de transporte de barcos. Através deste artigo venho a esclarecer qual seria o melhor tipo de transporte e quando você deve usa-lo. Espero que ele seja útil na sua estadia em Istambul.

Istambul tem um trafego caótico !

Cuidado com os horários de pico ! Istambul tem cerca de 14 milhões de habitantes e como toda metrópole possui problemas de transito. Evite se locomover durante horários de pico. Não ha muito problema de locomoção durante a manhã nos pontos turísticos e áreas hoteleiras. Se você for fazer um passeio na área de Sultan Ahmet (onde se localiza a Mesquita Azul e o Museu de Santa Sofia) fique por ali até as 19:30 ou 20:00 e use o trem de superfície se você deseja retornar a área de Taksim-Beyoglu. Evite o trafego no horário entre as 18:00 e 19:30 horas. Verifique a quanto tempo de carro seu hotel se encontra distante do aeroporto e tente não sair em cima da hora ! É sempre bom bancar o bom mineiro e não perder o trem ! Caso você chegue em Istambul entre as 18:00 e 19:00 horas você provavelmente vai pegar um trafego bem pesado para chegar ao seu hotel. Clique aqui para ver o mapa e as opções de transporte citadas neste artigo

Passagens: As passagens para o trem de superfície, metro, trem subterrâneo, tramvay, tunel , funicular e barco se chama "Jeton" e você pode compra-las em quiosques perto de cada estação.
Horário dos transportes públicos: Istambul é uma cidade com vida noturna agitada, mas o transporte público deixa muito a desejar. A maioria dos transportes públicos termina seu serviço por volta da meia noite. Portanto fique atento ! Note que os taxis cobram tarifa noturna também a partir da meia-noite.

Istambul adquire 100 Evobus Mercedes-Benz Capacity

Os transportes urbanos de Istambul - IETT Istanbul Elktrik Tramvay ve Tünel Isletmeleri encomendaram à Evobus, uma centena de ônibus Mercedes-Benz Capacity, cuja operação será praticada numa linha em canal dedicado entre o subúrbio de Avcilar e o centro de Istambul.
Ônibus - Otobus :

Geralmente não são recomendados para os turistas a não ser que queiram ir a um bairro específico distante e não possam pagar por um taxi nem usar o trem de superficie. Evite tomar onibus em horários de pico na parte da manhã ( entre as 7:30 - 9:00 horas) e na parte da tarde ( entre as 18:00 - 19:30 horas). Neste horário estão sempre lotados !
Ônibus com passeio turístico: O ministério de turismo da Turquia criou um passeio com um ônibus com dois andares e teto aberto pela cidade. Você pega o ônibus na área de Sultan Ahmet, onde se localiza a Mesquita Azul e o Museu de Santa Sofia. Por favor se informe dos horários, preços e circuito no local.


Trem de Superfície - Tramvay:

O trem de superfície ou Tramvay é um ótimo meio de transporte para quem quer se locomover da área de Taksim para a região de Sultan Ahmet (onde se localiza a Mesquita Azul e o Museu de Santa Sofia) e para o Grande Bazar. Mais uma vez evite tomar o trem de superfície em horários de pico na parte da manhã ( entre as 7:30 - 9:00 horas) e na parte da tarde ( entre as 18:00 - 19:30 horas). Caso o trem passe e você veja que esta lotado, espere o próximo, os trens passam de 5 em 5 minutos. Cuidado com dinheiro e documento no trem, pois já houve casos de pequenos furtos quando o trem esta muito lotado. Esse é um transporte muito usado pelos turistas.

Trem subterrâneo Tunel - Tunel :

O tunel é uma pequena linha de trem subterrâneo que só tem duas linhas: Karakoy e Tunel. Esse transporte é usado quando os turistas estão no Bazar de Especiarias atravessam a ponte de Galata a pé e querem ir a Taksim-Beyoglu.

Metro:
O metro não é muito usado pelos turistas pois ele não liga nenhuma área histórica da cidade. O metro subterrâneo possui somente uma linha e liga o bairro de Taksim ao bairro de 4.Levent, mas se você quer visitar o shopping center mais moderno da cidade com uma arquitetura muito original, você pode pegar o metro em Taksim e descer em 4.Levent dentro do Shopping Center Kanyon. O metro de Istambul é muito moderno e cobre uma área restrita da cidade, com ele se tentou solucionar ou pelo menos amenizar o problema de transito. Clique aqui para ver o mapa e as opções de transporte citadas neste artigo

READ MORE - Série Transporte pelo Mundo Chega a Istambul na Turquia

Série Transporte pelo Mundo: Shanghai prioriza desenvolvimento do transporte metroviário

A metrópole costeira de Shanghai localiza-se na parte oriental da China. Nos últimos anos, a fim de cobrir a demanda por transportes de seus 18 milhões de habitantes e para garantir um bom fluxo durante a Expo Mundial de 2010, o governo local adotou a estratégia de priorizar o transporte público via metrô. A seguir, ouça uma reportagem da CRI sobre o assunto:
O desenvolvimento do sistema metroviário de Shanghai é uma medida de alta importância, pelas vantagens que esse tipo de transporte possui: praticidade, rapidez, economia de energia e proteção ambiental. Liu Min, porta-voz da Administração Municipal de Transportes da cidade, nos conta que o desenvolvimento do metrô é fundamental para aperfeiçoar o trânsito urbano.
"Shanghai desenvolverá de forma prioritária o transporte sobre trilhos, porque poderemos aproveitar plenamente os espaços subterrâneos, enquanto incentivamos os cidadãos a utilizarem este meio de transporte. Desta forma, serão atenuados de forma significativa os engarrafamentos na cidade. O metrô é rápido, seguro e pontual. No futuro, será o principal meio de transporte público de Shanghai. Acima de tudo, planejamos estabelecer um sistema integrado, composto pelo transporte sobre trilhos, que é o suporte principal, os ônibus que formam a base e os táxis como suplementos."

No final da década de 50, Shanghai planejou a construção de seu metrô e, desde então, foi realizada uma série de testes. Em 1995, a primeira linha entrou em operação. Zhu Husheng, vice-presidente da corporação Shentong, participou desde o início do planejamento e da construção. Ele recorda o que sentiu ao ver a obra concluída:
"Tivemos sentimentos muito profundos naquele momento. Finalmente Shanghai tinha sua própria linha de metrô, cumprindo assim o sonho de várias gerações nossas, os trabalhadores de transporte ferroviário. Foi uma grande satisfação para nós vermos nossa obra completa."
Desde então, o transporte sobre trilhos de Shanghai passou por grandes avanços. Até o fim de 2007, doze anos depois do início das operações da primeira linha, a cidade concluiu a construção de oito linhas, com uma extensão total de 234 quilômetros. A cifra a coloca entre as cidades mais avançadas do mundo neste tipo de transporte. Os habitantes do município comentam que o sistema melhorou muito suas condições de locomoção:
Além do metrô, o governo municipal também dá muita atenção aos ônibus. Foi adotada uma série de medidas, como melhorias no planejamento, implantação de corredores expressos para ônibus, criação de mais linhas interligadas ao transporte sobre trilhos, o incremento dos subsídios para empresas de ônibus e a gratuidade para os habitantes com mais de 70 anos de idade.
Em 2010, Shanghai sediará a Expo Mundial. Estima-se que mais de 70 milhões de turistas chineses e estrangeiros chegarão à cidade. O governo municipal está construindo uma linha específica que chega ao local deste importante evento e, antes de 2010, outras três serão abertas para o mesmo fim. Liu Min assegurou que o transporte público da cidade atenderá à demanda da exposição.
"Elaboramos um plano de transporte público para a Expo Mundial que já começou a funcionar. Durante o evento, nosso setor se encarregará da maior parte do serviço de transporte dos turistas provenientes de todo o mundo."

READ MORE - Série Transporte pelo Mundo: Shanghai prioriza desenvolvimento do transporte metroviário

Série Transporte pelo Mundo: Pequim terá o maior e mais avançado sistema de metrô do mundo

China terá sistema gigante de metrô e especialistas em transporte público ocidentais aplaudem

Chan Shao Zhang vive um dos melhores momentos de sua vida. Depois de quatro décadas de falsos começos, Chan, engenheiro de 67 anos, está supervisionando um exército de trabalhadores que operam 60 enormes máquinas de perfuração sob esta metrópole chinesa. Eles estão construindo o maior e mais avançado sistema de metrô do mundo. A questão, no entanto, será se estas máquinas conseguirão vencer a crescente paixão chinesa pelos automóveis - a venda de carros aumentou nove vezes desde 2000.
O Metrô Guangzhou é apenas parte da construção de um amplo sistema de transporte público em toda a China. Ao menos 15 cidades estão construindo metrôs e outra dezena têm planos para isso.
O ritmo de construção só irá acelerar agora que Pequim pressionou os governos locais para que melhorem os gastos com infraestrutura para compensar a perda que o país tem enfrentado nas exportações. Especialistas em transporte público ocidentais aplaudem a China por investir bilhões em sistemas que prejudicam menos o meio-ambiente e as cidades. Mas eles alertam que outras políticas chinesas, como permitir o desenvolvimento desenfreado de prédios em novos subúrbios, prejudicam os benefícios da melhora do transporte público.
Chan defendeu a combinação de carros e metrôs de Guangzhou, dizendo que a cidade construiu uma estação de metrô perto de uma nova fábrica da Toyota para que os funcionários e fornecedores cheguem ao local.Hoje, Guangzhou tem cerca de 115 km de linhas subterrâneas, que foram construídas em grande parte nos últimos três anos, e ainda assim amplas áreas da cidade em expansão ainda estão distantes da próxima estação.
A cidade planeja ter outros 133 km de linhas até o final do ano que vem (além de um sistema de bondes e trens de alta velocidade). A longo prazo o plano promete 805 km de metrôs e trens, que poderão ser expandidos ainda mais.Mas os carros ainda resistem. Chen Hao Tian, 43, planejador econômico do governo municipal de Guangzhou, costumava gastar meia hora em um ônibus gratuito para funcionários do governo a caminho do trabalho.
A maioria dos visitantes, chineses ou estrangeiros encontra um metrô limpo, rápido e relativamente confortável, exceto nos fins de semana ou hora do rush, quando o metrô está muito lotado. O metrô funciona a cada 4 ou 5 minutos, das 5:00 às 22 ou às 23:00 h, de acordo com diferentes estações de primeira eo preço é por 3CNY passeio para qualquer distância. Existem duas linhas de metrô em Pequim: um é executado na Avenida Chang'an e sua linha se estende desde Sihuidongzan no leste de Pingguoyuan no oeste; outro círculos sob a parte setentrional do segundo anel rodoviário. Você pode transferir entre estas linhas de Fuxingmen estação e estação Jianguomen sem taxa de transferência.


Esses são os primeiros ônibus elétricos de Pequim a utilizar tecnologia de baterias de lítio, que suportam alta densidade energética. Após os Jogos os veículos serão incorporados ao sistema de transporte público da capital chinesa. “Além de ajudarmos a cidade a atingir as metas de baixa emissão de carbono na operação olímpica, vamos procurar usar as Olimpíadas como plataforma para aumentar a percepção das pessoas sobre as opções sustentáveis de transporte público na China”, disse Subinay Nandy, diretor do PNUD chinês. Estatísticas oficiais prevêem que em 2012 as grandes cidades serão responsáveis por 64% do total de emissões na China. A aplicação de soluções para transportes públicos com pouco carbono é um desafio fundamental tanto para a segurança energética do país quanto para o enfrentamento do aquecimento global. Além da diminuição da poluição atmosférica, os ônibus também ajudarão a diminuir a poluição sonora, outro problema grave nas ruas de Pequim.

Transporte público de ônibus é executado a partir de 05:30 h às 23:00 h diariamente. Tomar ônibus em Pequim é bastante barato, mas menos confortável do que um táxi ou o metrô. A taxa de alugueu de um carro elétrico e de estacionamento público comum é 1CNY. Os ônibus são equipados com ar condicionado ou de linha especial são cobradas de acordo com a distância. Poucos estrangeiros se locomovem de ônibus, porque está sempre lotado, especialmente durante as horas de rush (6:30 - 09:00 e 17:00-19:00). Os turistas preferem os Microônibus, servindo de 7:00 até 19:00, cobrar a taxa fixa de 2CNY com garantia de assento. Eles são mais rápidos e confortáveis.
READ MORE - Série Transporte pelo Mundo: Pequim terá o maior e mais avançado sistema de metrô do mundo

Manaus: A passagem aumentou, porém os ônibus continuam lotados


Após a implantação da nova tarifa de ônibus, ao preço de R$ 2,25, na manhã desta sexta-feira (11), muitos passageiros desconheciam que o valor havia sido reajustado. A informação foi confirmada por alguns cobradores dos veículos usados como “alimentadores” no Terminal 3, da Cidade Nova, que fazem o traslado de passageiros dos bairros até o terminal.
A motorista e cobradora de uma das linhas, Zilda dos Santos Oliveira, diz que muitas pessoas não sabiam da mudança, mas também não chegaram a reclamar quando informadas da nova tarifa. “Algumas pessoas não sabiam do reajuste da passagem, mas não houve nenhum tipo de problema. Todos os que desconheciam o novo valor pagaram normalmente”, afirma a cobradora.
O mesmo afirma a cobradora Valéria da Silva. Para ela, as pessoas não se importaram de pagar a nova tarifa, embora a reclamação do tempo de espera fosse constante entre a maioria.
Para a funcionária pública Elizabete Nunes, que precisa pegar quatro coletivos para ir e voltar do trabalho, o reajuste da tarifa não vai melhorar o serviço. “Nós gastamos muito para andar de ônibus e temos de tirar do nosso bolso. E agora temos mais um aumento. Eu não acredito que o serviço vai melhorar. Já teve outros aumentos e nada mudou”, diz.
A estudante Ana Priscila, 14, abordada pela reportagem enquanto comprava a meia-passagem nos postos do terminal 3, também não acredita que o reajuste vai melhorar o serviço. “O aumento é injusto, porque o serviço não melhora. Se aumenta, deveria ser melhor e não demorar tanto para que o ônibus passe”, reclama a estudante.

Demora e desconforto
No Terminal 3, o desconforto pela surpresa era visível em algumas pessoas, mas não houve tumulto. O fiscal Orígenes Magno, do Instituto Municipal de Trânsito e Transporte, que atua no local com a função de organizar as filas de entrada nos ônibus, diz que não foi registrado qualquer problema.
“A maior parte das pessoas reclamavam do tempo nas paradas, mas não houve tantos questionamentos sobre o reajuste da passagem”, explica o fiscal, que atua, segundo ele, junto com outros 42 fiscais em todos os cinco terminais de integração da cidade. Policiais Militares presentes no local também não registraram qualquer incidente.
“Nós estamos com um contingente de quatro policiais aqui fazendo a patrulha e não registramos nenhum tipo de confusão entre usuários e funcionários das empresas”, conta o policial militar Oris Lima. Apesar do aumento na tarifa, o serviço continua o mesmo, com os ônibus saindo lotados de locais como o Terminal 3, na Cidade Nova.
O valor da tarifa foi reajustado pelo prefeito Amazonino Mendes na última quarta-feira (9).

Fonte: D24 am
READ MORE - Manaus: A passagem aumentou, porém os ônibus continuam lotados

São Paulo: O transporte público ou o privado está causando o caos?


A política de investimentos em obras no sistema viário para atender só ao transporte individual sinaliza que os ônibus continuarão ruins e que a saída é comprar um veículo para fugir do rodízio.
A aplicação de cerca de R$ 148 milhões em um único túnel, enquanto 34,93% das rotas de ônibus transitam a menos de 15 km/h (fonte: CET-2008), mostra que o fato de os ônibus não andarem não incomoda a Prefeitura.
Uma pista com três faixas na Sena Madureira registra 450 automóveis parados com cerca de 630 pessoas em 1 km de extensão. Quando anda, atende a até 1.500 pessoas/hora por faixa. Ao lado, no "corredor Ibirapuera", mais de 150 ônibus/hora, transportando mais de 10 mil pessoas/hora, se arrastam a menos de 7 km/h no pico da tarde em uma faixa. E nada é feito, quando a operação em duas faixas nos picos resolveria.
A implantação de uma ligação expressa entre duas vias já congestionadas não resolverá o problema de mobilidade. Mais perguntas: os ônibus circularão no túnel e terão tratamento prioritário? Ou teremos mais um grande estacionamento coberto com os carros parados e motores ligados nos horários de pico?

Fonte: Estado de S. Paulo
READ MORE - São Paulo: O transporte público ou o privado está causando o caos?

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960