Qual parada será a próxima?

sábado, 6 de março de 2010

Carro invade ponto de ônibus e 4 morrem em Guarulhos

Quatro pessoas morreram e uma ficou ferida na madrugada deste sábado, 6, após um veículo invadir um ponto de ônibus na Avenida Juscelino Kubitschek, no cruzamento com Rua Joaquim Moreira, no Parque São Miguel, em Guarulhos, na Grande São Paulo.

A Polícia Militar informou que o acidente aconteceu por volta das 5 horas. Entre os mortos estão três ocupantes do veículo. O ferido foi encaminhado ao Pronto Socorro Maria Dirce. O caso foi registrado no 4º Distrito Policial de Guarulhos.

Fonte: Estadão

O Blog Meu transporte vem denunciando por diversas vezes a falta de segurança nos pontos de ônibus, já enviamos projetos a diversos segmentos da aréa de transporte público, parlamentares e até agora nada de mudança, e o que estamos vendo são usuários tratados como números e não como clientes que pagam uma tarifa absurda e não são respeitados.

Será que é dificil reconhecer que você numa parada de ônibus numa avenida movimentada não corre risco sério de ser acidentado, até quando nossas paradas não vão ter uma barra de contenção em ferro ou de concreto para prevenir certos acidentes, continuaremos aqui denunciando essa falta derespeito até que um dia quem sabe eles passem a nos olhar como clientes e não como usuários, pois quem financia o transporte somos nós que pagamos essas tarifas absurdas que estamos vendo aqui neste Blog.

Abaixo, alguns videos sobre a gravidade do problema.
Ônibus invade Ponto de ônibus no Rio
Carro invade Ponto de ônibus em São Paulo
Mulher embriagada invade ponte de ônibus em Contagem-MG

READ MORE - Qual parada será a próxima?

São Paulo: Obras para ampliação do Metrô alteram itinerários de ônibus na zona sul


Por consequência das obras da Linha 5/Lilás do Metrô que exigirão remanejamento de uma adutora localizada na avenida Adolfo Pinheiro (região de Santo Amaro, na zona sul), com início neste fim de semana e previsão de duração de seis meses, a SPTrans irá modificar a partir de domingo, dia 7 de março, o itinerário das linhas que trafegam nas imediações. O serviço na adutora exigirá a interdição de trecho de 860 metros na avenida Adolfo Pinheiro sentido centro-bairro. No sentido bairro-centro foi construído um desvio.
Será retirado o ponto de parada na avenida Mário Lopes Leão, próximo à rua Barão do Rio Branco. O abrigo passará para o lado esquerdo da via, em frente ao número 307 da rua Barão do Rio Branco. Será implantado um ponto de parada na avenida Mário Lopes Leão após a Rua Barão do Rio Branco para as linhas que seguem direto pela via em direção à rua Engenheiro Francisco Pita Brito.
Para informações sobre os trajetos de linhas de ônibus consulte itinerários ou ligue 156.
  • Linhas e itinerários:
476A/10 Ipiranga - Terminal Santo AmaroIda: normal até a Rua Dr. Antonio Bento, Av. Mário Lopes Leão, Rua Eng. Francisco Pitta Brito, Av. Pe. José Maria, Terminal Santo Amaro.Volta: sem alteração.
609C/10 Jardim Caiçara - Praça Julio Prestes
637V/10 Parque América - Pinheiros
674A/10 Jardim Horizonte Azul - Metrô Praça da Árvore
675K/10 Terminal Jd. Ângela - Metrô Santa Cruz
677K/10 Jardim Nakamura - Metrô Santa Cruz
695J/10 Jardim Jacira - Metrô Santa Cruz
5342/10 Vila Santa Lucia - Largo São Francisco
5391/10 Terminal Jardim Ângela - Largo São Francisco
6081/10 Parque Residencial Cocaia - Shopping Morumbi
6414/10 Socorro - Terminal Bandeira
Ida: sem alteração.Volta: normal até a Rua Dr. Antonio Bento, Av. Mário Lopes Leão, Rua Barão do Rio Branco, Praça Suzana Rodrigues, Rua Suzana Rodrigues, prosseguindo normal.
527R/10 Vila Império - Terminal Santo Amaro
546T/10 Vila Guacuri - Terminal Santo Amaro
576C/10 Metrô Jabaquara - Terminal Santo Amaro
Ida: normal até a Av. Nossa Senhora do Sabará, Av. Washington Luis, Alameda Santo Amaro, Rua Paulo Eiró, Av. Pe. José Maria, Terminal Santo Amaro.
Volta: sem alteração
675P/10 Shopping SP Market - Metrô Conceição
Ida: normal até a Av. Vitor Manzini, Praça Dom Francisco de Souza, Av. Washington Luis, Av. Nossa Senhora do Sabará, prosseguindo normal.Volta: normal até a Av. Nossa Senhora do Sabará, Av. Washington Luis, Praça Dom Francisco de Souza, Av. Vitor Manzini, Rua Bruges, prosseguindo normal.
6071/10 Jardim Orion - Terminal Santo Amaro
6071/21 Jardim IV Centenário - Terminal Santo Amaro
Ida: normal até a Av. Mário Lopes Leão, Rua Eng. Francisco Pitta Brito, Av. Pe. José Maria, Terminal Santo Amaro.Volta: sem alteração.
637P/10 Terminal Santo Amaro - Pinheiros
5121/10 Terminal Santo Amaro - Metrô Santa Cecília
5121/41 Terminal Santo Amaro - Metrô Santa Cecília
5154/10 Terminal Santo Amaro - Estação da Luz
5300/10 Terminal Santo Amaro - Terminal Parque Dom Pedro II
6500/10 Terminal Santo Amaro - Terminal Bandeira
Ida: sem alteração.Volta: normal até a Rua Dr. Antonio Bento, Av. Mário Lopes Leão, Rua Eng. Francisco Pitta Brito, Av. Pe. José Maria, Terminal Santo Amaro.
5342/21 Moema - Vila Santa Lucia
5391/22 Moema - Terminal Jardim Ângela
Sentido único: normal até a Rua Dr. Antonio Bento, Av. Mário Lopes Leão, Rua Barão do Rio Branco, Praça Suzana Rodrigues, Rua Suzana Rodrigues, prosseguindo normal.
856R/10 Lapa - Socorro
Ida: normal até a Rua Dr. Antonio Bento, Av. Mário Lopes Leão, Rua Barão do Rio Branco, Praça Suzana Rodrigues, Rua Suzana Rodrigues, prosseguindo normal.Volta: sem alteração.
  • Linhas intermunicipais:
395TRO Itapecerica da Serra (Jardim das Oliveiras) - São Paulo (Metrô São Judas)
410BI2 Embu Guaçu (Cipó) - São Paulo (Santo Amaro)
226TRO Embu Guaçu (Chácara Flórida) - São Paulo (Metrô Santa Cruz)
Ida: sem alteração.Volta: normal até a Rua Dr. Antonio Bento, Av. Mário Lopes Leão, Rua Barão do Rio Branco, Praça Suzana Rodrigues, Rua Suzana Rodrigues, prosseguindo normal.
009TRO Embu Guaçu (Vila Louro) - São Paulo (Santo Amaro)
010TRO Itapecerica da Serra (Santa Júlia) - São Paulo (Santo Amaro)
237TRO Itapecerica da Serra (Jardim São Pedro) - São Paulo (Santo Amaro)
Ida: sem alteração.Volta: normal até a Rua Pe. José de Anchieta, Rua Dr. Antonio Bento, Av. Mário Lopes Leão, Rua Barão do Rio Branco, Praça Suzana Rodrigues, Rua Suzana Rodrigues, prosseguindo normal.
Fonte: SPTrans
READ MORE - São Paulo: Obras para ampliação do Metrô alteram itinerários de ônibus na zona sul

Recife: Terminal da Joana Bezerra já não suportar mais tantos passageiros


No Recife, é preciso um planejamento profundo para solucionar os problemas no terminal integrado da Joana bezerra, a Linha Joana Bezerra/Boa Viagem por mais ônibus que tenha em horário de pico não dá conta do número de passageiros que desembarcam no metrô.
É preciso dá uma solução, pois o temor da população é de acontecer um problema maior que envolva a integridade fisíca dos usuários e principalmente Idosos, mulheres e crianças, os ônibus saem com as pessoas uma em cima da outra, sufocadas, passageiros relatam que não é preciso nem se seguram dentro do coletivo, pois não tem nem como cair pela falta de espaço de tão lotado que ôs ônibus saem. Em breve teremos respostas da Grande Recife sobre este problema.
READ MORE - Recife: Terminal da Joana Bezerra já não suportar mais tantos passageiros

Inacreditável, lotações clandestinas tomam conta de Suzano


Com o sinal verde do prefeito Marcelo Candido (PT) e da secretária Municipal de Transportes, Sistema Viário, Trânsito e Mobilidade Urbana (Setrans), Lucia dos Santos Montibeller, as lotações clandestinas tomaram conta de Suzano. Nos últimos meses, a atuação dos antigos perueiros cresceu vertiginosamente e, a qualquer hora do dia, os veículos (a maioria com placas de carros de passeio) circulam pelas ruas centrais da cidade.

Dados não oficiais dão conta de que as lotações estão transportando mais de 450 mil passageiros por mês no município.

O sistema de transporte de passageiros em Suzano está "dominado" pelos motoristas de lotações, que circulam sem qualquer fiscalização ou restrição da prefeitura. A liberdade é tamanha que a categoria investiu na construção de um terminal rodoviário (com várias tendas e bancos) ao lado do Terminal Rodoviário Norte, no Parque Maria Helena, construído pelo atual prefeito em seu primeiro mandato.

Sob a condição de anonimato, alguns condutores clandestinos admitiram que pelo menos 200 veículos estão circulando atualmente na cidade, sendo que quase 100% dos carros podem ser considerados irregulares. Sobre a concorrência pública aberta em 2009 pelo prefeito petista para regulamentar a categoria, os entrevistados garantiram não ter informações, ou preferiram não falar sobre o assunto. No entanto, eles foram enfáticos em relação à postura do prefeito: "Para nós, está muito bom do jeito que está.

O prefeito está deixando a gente rodar. Agora, para a Visul, deve estar péssimo", observou um entrevistado no Terminal Rodoviário Norte.No centro da cidade, os entrevistados observaram que, nos próximos dias, os motoristas de lotação deverão participar de uma reunião com o prefeito suzanense: "Volta aí depois. Pode ser que apareça alguma novidade", recomendaram os condutores.
Fonte: Mogi News
READ MORE - Inacreditável, lotações clandestinas tomam conta de Suzano

Manaus: Estudantes condenam transporte coletivo e exigem passe livre


Os estudantes voltaram às ruas por conta do caos instalado no transporte há cerca de 10 dias. Desde lá, uma série de modificações ocorreram e potencializaram os danos já vivenciados pela população. O prefeito de Manaus Amazonino Mendes reduziu a tarifa paga pelos usuários de R$ 2,25 para R$ 2,10. Em represália, os empresários reduziram a frota de ônibus que diariamente circulam nas ruas, fazendo com que as espera pelos ônibus aumentassem e ainda provocando elevando a superlotação destes. Para piorar a vida de milhões de pessoas que dependem do transporte coletivo para se locomoverem, Amazonino ainda reduziu a quantidade dos executivos e aumentou sua tarifa dos então R$ 2,50 para R$ 3,00.

A justificativa é de que a frota dos executivos estava muito maior do que os 10% em relação a frota tradicional, conforme o texto da Lei que regulamenta o serviço. Além da tarifa que estava abaixo dos 50% a mais em relação ao valor cobrado nas linhas convencionais. Critério também previsto na Lei.Indignados por conta das novas leis que foram criadas para não atender as necessidades de serviços públicos da sociedade, os estudantes retornaram para cima dos carros de som e, em frente ao Sinetram, condenaram a mais nova afronta contra a população.

O estudante secundarista Marcelo Gomes afirmou que as novas intervenções no transporte coletivo da capital do Amazonas foram arbitrárias. “Cortaram a frota dos executivos, que atendiam uma boa parcela dos usuários dos ônibus, sem consultar o povo e nem debate prévio para saberem se era isso mesmo”, criticou.Na opinião dele, os executivos foram criados para atender a demanda reprimida por conta da precariedade e da baixa quantidade de coletivos da frota convencional. “Até então eles vinham cumprindo esse papel”, disse Marcelo. “Não dá para entender essas leis que são criadas para não atender a demanda do povo”, indignou-se.

A dirigente da UEE-AM Beatriz Calheiro mencionou o projeto aprovado em 2009, que reduziu a meia passagem estudantil e restringiu o acesso ao benefício, como o princípio do caos agora vivenciado. “Ano passado reduziram a meia passagem com a justificativa de que era isso que impedia novos investimentos no transporte. E agora saem com essa pequena redução da tarifa. Vimos aqui dizer que não é com essa saída que eles vão resolver nossos problemas”, disse.

De acordo com Beatriz, está ainda mais provado a viabilidade do passe livre para os estudantes. “Já reduziram uma série de direitos com a desculpa de ampliarem e melhorarem a frota de ônibus e nada acontece. O que se percebe é que está ainda pior. Por isso, vamos retomar a luta pelo passe livre. A única que precisa para ser aprovado é vontade política em legislarem segundo as necessidades do povo”, destacou.

Várias iniciativas de CPI’s para apurarem a fragilidade do sistema de transporte vigente em Manaus estão sendo apresentadas na Câmara Municipal de Manaus (CMM). Curiosamente, nenhuma pauta os benefícios estudantis perdidos e tão pouco anunciam avanços como o passe livre defendido pelo movimento estudantil.O que não dá, segundo os estudantes, é para uma cidade que será sub-sede da Copa de 2014 continuar oferecendo um transporte que desloca sua população sob condições impróprias.
Fonte: Portal Veremelho
READ MORE - Manaus: Estudantes condenam transporte coletivo e exigem passe livre

Curitiba: Transtorno para recarregar o cartão de transporte

Os usuários do transporte coletivo de Curitiba estão enfrentando problemas na utilização dos equipamentos de recarga dos cartões de transporte. Na última quarta-feira, de acordo com a Urbanização de Curitiba S/A (Urbs), um vírus derrubou parte do sistema que integra as máquinas, deixando boa parte dos equipamentos fora de funcionamento.
No terminal do Capão Raso, nenhum dos carregadores está funcionando por conta de uma falha no cabeamento das máquinas. Ontem, a Urbs confirmou falhas pontuais nos equipamentos nos terminais Pinheirinho, Fazendinha, e Cidade Industrial de Curitiba (CIC).
Com as falhas nos carregadores, os passageiros relatam transtornos para utilizar os serviço de transporte. Segundo a promotora de vendas, Karina Aparecida de Oliveira, os carregadores não funcionam há mais de um mês.
Nesta semana, ela conta que precisou sair do itinerário para tentar carregar o cartão de transporte em outro terminal. “Outro dia eu paguei a passagem do meu bolso porque nenhum dos carregadores funcionava”, relata.A mesma dificuldade teve a auxiliar de perecíveis Mariza de Ramos. “Hoje (ontem) de manhã eu tentei carregar no terminal do Pinheirinho e também não deu certo. Vou tentar carregar no terminal do Santa Quitéria. Se eu não conseguir, terei que pagar o valor da passagem”, diz.
Já prevendo o problema, a zeladora Elza Francisca Rosa afirma que procura carregar o cartão antes mesmo que os créditos acabem. “Não dá para confiar nessas máquinas. É melhor prevenir para não ficar sem a passagem”, conta.
Fonte: Paraná online


READ MORE - Curitiba: Transtorno para recarregar o cartão de transporte

Justiça mantém passagem de ônibus de Blumenau em R$ 2,30


Foi negado na tarde desta sexta-feira o pedido de reconsideração feito pela prefeitura de Blumenau ao juiz Osmar Tomazoni sobre a liminar que suspendeu o aumento do transporte coletivo. O documento explicava os motivos do reajuste e demonstrava como eram feitos os cálculos que resultam na tarifa proposta de R$ 2,55.

Com o posicionamento do juiz, a liminar continua valendo. Por enquanto, os usuários do transporte coletivo continuam pagando R$ 2,30 pela passagem.

No início da noite desta quinta-feira o Consório Siga também protocolou um pedido de reconsideração ao juiz Tomazoni. Não há previsão de quando o juiz irá se pronunciar. Na última quarta-feira o Consórcio também entrou com um agravo de instrumento no Tribunal de Justiça de Santa Catarina na tentativa de derrubar a liminar.

O desembargador responsável, Paulo Roberto Sartorato, continua analisando o pedido.A prefeitura de Blumenau ainda não se manifestou sobre a decisão.

Fonte: Jornal de Santa Catarina
READ MORE - Justiça mantém passagem de ônibus de Blumenau em R$ 2,30

Uberaba: Ônibus atrasado e lotado gera reclamação


Usuária reclama de lotação e atraso em transporte coletivo da empresa Líder. A doméstica Maria Aparecida Pereira da Silva conta que, ao retornar do trabalho na tarde da última quarta-feira (3), teve que esperar mais de 1h20 no ponto de ônibus pela linha Gameleiras.
Ela reclama que, além do atraso, o coletivo está sempre lotado, ocasionando desconforto aos passageiros. “A cobradora não tem um pingo de educação e fica pedindo para os passageiros se amontoarem dentro do ônibus. É uma falta de respeito, até porque não há espaço para todos”, pontua. Maria Aparecida também revela que por diversas vezes as pessoas são obrigadas a trocar de carro em pontos de rendição por conta de problemas técnicos nos veículos.
De acordo com o superintendente de Trânsito e Transporte Coletivo de Uberaba, Robinson do Amaral Camargo, será realizada uma análise para verificar se o problema acontece com frequência ou se trata apenas de caso isolado.
Fonte: Jornal da Manhã
READ MORE - Uberaba: Ônibus atrasado e lotado gera reclamação

Agetran busca incentivar o uso correto do passe do estudante


1967 - 1983 - A Divisão de Educação da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) está reforçando a campanha nas escolas públicas e particulares sobre a utilização correta do passe do estudante. A estratégia da campanha envolve a distribuição de folders educativos e a realização de palestras (pela equipe da Agetran ou pelos professores das escolas municipais) orientando os jovens a usarem adequadamente o benefício.

O passe do estudante foi instituído pela lei municipal nº 3.026, de dezembro de 1993 e regulamentado pelo decreto 8.284, de agosto de 2001. Dentre as regras estabelecidas pela normatização, destaca-se o uso do benefício apenas no horário em que o aluno está matriculado na escola. O cartão também só poderá ser utilizado no trajeto (residência/escola) cadastrado na Agetran, e não são permitidos a cedência, o empréstimo ou a negociação do passe do estudante com outra pessoa.

O descumprimento de qualquer uma dessas determinações resulta no bloqueio, temporário ou durante todo o ano letivo, do cartão. O julgamento da infração é feito pelo Conselho do passe do estudante, que funciona na Assetur (Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano).

A questão do comportamento do usuário do transporte coletivo é outro assunto enfatizado pela Agência Municipal de Trânsito.

"Os estudantes não podem fazer bagunça e causar transtornos dentro do ônibus. Eles devem respeitar o próximo e deixar disponíveis os assentos destinados aos idosos e gestantes", esclarece Silvana Pereira, técnica em Educação para o trânsito.

Quem tem direito ao passe do estudante - Alunos dos ensinos fundamental, médio e superior, de instituições de ensino públicas e privadas, podem requerer o benefício.

Os principais pré-requisitos são: estar matriculado em alguma escola ou universidade e morar a uma distância mínima de dois mil metros do local em que estuda. Em 2009, a Agetran concedeu o passe para 53 mil estudantes da Capital.
Fonte: PMCG
READ MORE - Agetran busca incentivar o uso correto do passe do estudante

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960