Sem Metrô, Salvador terá linhas de ônibus exclusivas para o público na Copa das Confederações

sábado, 30 de março de 2013

Sem o metrô, o plano B para a mobilidade urbana durante a Copa das Confederações inclui sete grandes áreas de estacionamento com serviço de transporte até o estádio, linhas exclusivas de ônibus e 13 pontos de táxi nas proximidades da Fonte Nova, além dos anéis de isolamento de trânsito nos entornos do Dique. Pelo menos, é o que garantem a prefeitura e o governo do estado que, juntos, montaram um plano específico para o evento.

“Adaptamos a ideia inicial, porque estava previsto que o metrô operaria no trecho que vai da Lapa até o Acesso Norte. Como não vai funcionar, criamos um plano B”, explicou a subcoordenadora de transportes da Secretaria Municipal de Urbanismo e Transporte (Semut), Marisa Oliveira.

Apesar de ainda poder sofrer alterações, o projeto prevê que quem vai de carro para o jogo poderá deixar o veículo na região do Iguatemi, no Porto ou na Conceição da Praia.

No Iguatemi, haverá áreas de estacionamento atrás do Shopping Iguatemi, no Suarez Trade, no Centro Médico Iguatemi, na Tancredo Neves, próximo à loja Tok & Stok e no Detran. É onde devem ficar os estacionamentos designados pela Semut para o público em geral, de acordo com Marisa, já que os carros não poderão se aproximar do estádio.

Pelo plano, 21 dias antes do início da Copa das Confederações - que começa no dia 15 de junho -, serão interditados para  carros o Dique sentido Lapa e a Ladeira da Fonte das Pedras, nos dois sentidos. Além disso, nos dias de jogos, será interditado um trecho do Vale de Nazaré (entre o retorno após o Aquidabã e a entrada do Vale do Ogunjá) nos dois sentidos; Av. Presidente Costa e Silva (Dique); Av. Vasco da Gama (Dique) sentido Arena e a Av. Joana Angélica sentido Campo Grande. Todas as linhas de ônibus que passam nesses pontos serão desviadas. 

Shuttle
Depois de deixar o carro no estacionamento, o torcedor deve seguir até os pontos que devem ficar no Iguatemi ou na Conceição da Praia e no Porto. De lá, sairão, respectivamente, quatro e três linhas de ônibus, chamadas shuttle. A linha Iguatemi deve levar as pessoas até as quadras de esporte da Avenida Bonocô, enquanto o fim das linhas do Comércio deve ser em um ponto próximo ao Colégio Severino Vieira, na Avenida Joana Angélica. 

Para conseguir fazer o deslocamento das pessoas, o plano prevê uma frota de 99 veículos, entre ônibus, micro-ônibus e vans. Outros 51 devem ser exclusivos para as delegações. 

Aeroporto 
A subcoordenadora de transportes informou, ainda, que duas linhas devem sair do aeroporto. “Uma delas,  só para os dias de jogos, que deve seguir pela Paralela, Bonocô, Vale de Nazaré”. Já a outra, que vai operar durante os outros dias, sai do aeroporto pela orla, passando por Ondina, Barra, Ladeira da Barra, Avenida Sete e retorna no terminal da Rua Chile, no Centro.  “Esse não passa na Arena, mas o cidadão pode descer no Relógio de São Pedro, por exemplo, e andar pela Avenida Joana Angélica”, explicou.

Ainda não está definido, contudo,  se esses serviços – tanto o estacionamento quanto as linhas especiais – serão pagos. “Nós priorizamos estacionamentos em espaços públicos, mas tem o atendimento de transporte, de modo que ainda estamos estudando isso. Mas é certeza que quem tiver seu ingresso do jogo em mãos, vai poder usar as linhas sem pagar”, garantiu. 

Segundo o secretário estadual para assuntos da Copa do Mundo, Ney Campello, os viadutos para o acesso à Arena devem colaborar para o condicionamento do trânsito. “Também pretendemos estabelecer segregação em vias importantes da cidade, como divisões com cones, para auxiliar o fluxo de veículos para o estádio”, disse.

Outra estratégia que pode ser adotada é a decretação de feriados nos dias dos jogos e adequação dos calendários escolares. “Ao mesmo tempo que facilita a circulação e o trânsito, incorpora esses públicos aos espetáculos, sem desrespeitar a legislação do Ministério da Educação”.

Táxi no entorno da Fonte Nova

Conceição da Praia, (próximo ao Elevador Lacerda)  
20 vagas

Vale dos Barris (Acesso à Lapa)
26 vagas

Terreiro de Jesus (Praça) 
8 vagas

Carlos Gomes (Entrada da Rua  2 de Julho)
10 vagas

Rua da Misericórdia (ao lado da prefeitura)
10 vagas

Por Thais Borges

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960