Transporte público de Blumenau pode enfrentar uma greve de ônibus nos próximos dias

sábado, 3 de novembro de 2012


O Sindicato dos Empregados das Empresas Permissionárias do Transporte Coletivo Urbano de Blumenau e Gaspar (Sindetranscol) irá protocolar na segunda-feira o resultado da assembleia que ocorreu na quinta-feira, em três horários, onde os trabalhadores rejeitaram a proposta patronal e decretaram estado de greve. 

A partir disso, é necessário um prazo de 72 horas para que a classe inicie a paralisação do transporte na cidade. 

O sindicato, durante assembleia, disse que está aberto a novas propostas. Um dia antes, o Consórcio Siga apresentou contraproposta, onde o salário do motorista passaria de R$ 1.549,58 para R$ 1.664,24, do cobrador de R$ 907,23 para R$ 974,36 e os demais trabalhadores de R$ 725,92 para R$ 779,63, entre outras coisas. 

Os trabalhadores pedem 5,5% de aumento real dos salários, 100% do INPC, vale alimentação de R$ 351, redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais, entre os itens.

A lista de reivindicações da categoria foi apresentada no fim de agosto aos empresários. De lá para cá, foram três rodadas de negociação. 

Em 24 de novembro do ano passado, motoristas e cobradores paralisaram por três horas o serviço.

1 comentários:

Acesse e confira disse...

Sacanagem. E como a glória não vai ficar em desvantagem vai aumentar ainda mais a tarifa de ônibus. Ninguém merece >:X

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960