Transporte metropolitano da Baixada Santista recebe mais 90 ônibus novos

sexta-feira, 16 de março de 2012

No primeiro bimestre deste ano os usuários do Serviço Regular Comum do transporte metropolitano da Baixada Santista passaram a contar com mais 90 ônibus novos em operação. A Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos - EMTU/SP acompanhou a inclusão desses veículos, em substituição aos mais antigos, e tem agora cadastrada na RMBS a frota mais nova e moderna das Regiões Metropolitanas de São Paulo, com idade média inferior a um ano e composta por quase 100% de veículos acessíveis para atender às pessoas com deficiência.
Incentivar a renovação da frota que opera as linhas intermunicipais nas Regiões Metropolitanas faz parte da política do Governo do Estado de São Paulo para propiciar melhores condições de transporte à população.

Foto: Canal do Ônibus
Acessibilidade
Os 90 novos ônibus foram incluídos no sistema nos meses de janeiro e fevereiro deste ano e contam com elevador e espaço para cadeira de rodas. Também há área reservada para pessoas com deficiência visual e cão-guia. Os bancos têm cor diferenciada (amarela) para o uso dos passageiros especiais.
Aos usuários em geral há itens de conforto como bancos com assentos e encosto estofados, vidros climatizados que ajudam a regular a temperatura ambiente e diminuir o volume de ruídos, além de ventiladores internos no teto para garantir a troca de ar no ambiente.
Investimentos
No ano passado as empresas operadoras das 60 linhas intermunicipais da região já haviam investido cerca de R$ 70 milhões na compra de 200 veículos novos para a operação das linhas metropolitanas. Neste ano foram empregados mais de R$ 30 milhões.
Hoje, do total de 500 ônibus que operam as linhas intermunicipais na Região Metropolitana da Baixada Santista, 89,41% apresentam dispositivos de acessibilidade para atender às pessoas com deficiência. A idade média atual da frota do sistema é de apenas 11 meses.

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960