Em Jundiaí, Frota é renovada com mais 10 ônibus articulados

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

A Secretaria de Transportes e as empresas concessionárias colocaram em operação mais 10 ônibus articulados para atender as linhas de maior demanda do sistema de transporte coletivo da cidade. Os veículos são da Viação Jundiaiense e vão oferecer mais assentos para os usuários, especialmente nos horários de pico, já que cada ônibus consegue transportar uma média de 130 pessoas. Essa é mais uma importante melhoria para o SITU, que hoje conta com uma frota de 303 ônibus com idade média de 3,7 anos, sendo considerada uma das mais modernas do Brasil.

Foto: José Aparecido dos Santos
A frota conta com 30 ônibus articulados, sendo que agora entram mais dez. Outros cinco serão renovados, 21 ônibus com piso baixo, 111 com elevadores e três são articulados com elevadores. A frota de Jundiaí já está 45% adaptada para o atendimento de pessoas com deficiência, e esses veículos circulam por todos os bairros da cidade. Até 2014 a frota estará 100% adaptada.

Nas linhas
Os articulados foram disponibilizados nas linhas de maior fluxo de passageiros, entre elas a 940 (Terminal Eloy Chaves/Terminal Hortolândia – via Maxi Shopping), 961 (Terminal Cecap/Terminal Vila Arens – via Maxi), 962 (Terminal Cecap/Terminal Central), 540 (Almerinda/Terminal Eloy), 953 (Terminal Colônia/Terminal Central), entre outras.

O secretário de Transportes, Roberto Salvador Scaringella, destaca que a modernização do sistema de transporte coletivo faz parte de um programa contínuo de melhorias, que começou há três anos com a criação das linhas expressas Colônia, Eloy Chaves, Universitário, Expressa Mista e agora a Terminal Hortolândia/Terminal Colônia e Terminal Hortolândia/Vila Arens. E continuou com a implantação do Ganha Tempo, sistema que permite a integração entre linhas fora dos terminais com o pagamento de apenas uma única passagem, que fecha 2011 beneficiando 10 regiões da cidade: Jundiaí-Mirim, Caxambu, Agapeama, Parque dos Ipês, Trevo da Avenida Jundiaí, Distrito Industrial, Ponte São João, Vila Rio Branco, Rodoviária e Samuel Martins.

Além disso, o transporte coletivo local conquistou uma importante ferramenta de gestão, o GPS, que está colaborando diretamente no monitoramento do sistema e, consequentemente, no aprimoramento dos serviços. Por meio das informações disponibilizadas pelo GPS, a Setransp e as empresas concessionárias destinaram 26 ônibus para reforçar o atendimento em 20 linhas aos domingos, reduzindo o tempo de espera no ponto em até 50% em média em alguns itinerários. Também foram reforçadas as linhas de maior demanda nos horários de pico, durante a semana, para garantir mais oferta de assentos e instalados mais de 300 novos abrigos nos pontos, sem falar da criação da Central de Monitoramento – sala do GPS – no piso térreo do Paço.

Fonte: Prefeitura de Jundiaí


0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960