Pernambuco, Investimentos em Mobilidade Urbana chegará a R$ 1,4 bi com a 4ª perimetral inclusa

terça-feira, 6 de setembro de 2011

O Governo do Estado garantiu junto ao Governo Federal R$ 426 milhões para as obras do PAC Mobilidade em Pernambuco. O repasse dos recursos do Orçamento Geral da União foi acertado nesta segunda-feira (05) em reunião do governador Eduardo Campos com a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, em Brasília.

Outros R$ 688 milhões serão financiados pelo Governo Federal e mais R$ 299 milhões serão investidos em recursos próprios do Estado para viabilizar as obras do PAC Mobilidade em Pernambuco. O programa vai destinar R$ 18 bilhões para as 24 maiores cidades brasileiras investirem em projetos de transporte público visando a Copa do Mundo de 2014.

As prioridades do Estado são os projetos das Perimetrais II e IV. A II Perimetral prevê a duplicação de uma faixa exclusiva de ônibus de Beberibe até a PE-15, da PE-15 até a PE-001 e a construção da faixa exclusiva de ônibus, num valor de R$ 265.764.054,49.
Já a IV Perimetral – BR-101
 Já a IV Perimetral – BR-101, será a Implantação do Corredor Exclusivo de BRT, além de um trecho urbano da BR-101 - de Abreu e Lima à Cajueiro Seco – e de Cajueiro à Avenida Bernardo Vieira de Melo - Binário de Cajueiro Seco. Para isso, serão investidos R$ 328.077.612,03.

As obras para o Corredor Leste-Oeste, do Corredor da Av. Norte e do Corredor Norte-Sul são consideradas como a segunda prioridade. O Corredor Leste-Oeste será responsável pelo transporte dos passageiros na Praça do Derby até o Terminal Integrado de Camaragibe, com extensão de 12,3 Km. Serão construídos o Elevado da Benfica, o túnel Real da Torre, o Elevado da III Perimetral, o Elevado do Bom Pastor, o Viaduto da UPA, PE-05 (Binário Camaragibe/Avenida Belmino Correia) e cinco estações. Tudo, orçado em R$ 144.181.599,30.

O Corredor Norte-Sul será de BRT no trecho que vai do Terminal Integrado de Igarassu até a Estação Central do Metrô. Para isso, R$ 165.507.606,45 servirão para a construção de Viadutos da PE-15: nos Bultrins e em Ouro Preto. Viadutos ainda na Agamenon: Clube Português e Hospital da Restauração, além do alargamento do Viaduto João de barros, o Terminal Integral de Abreu e Lima, o acesso viário do Terminal Integrado Joana Bezerra e 35 Estações.

A terceira e última prioridade é o Programa de Navegabilidade dos Rios Capibaribe e Beberibe orçado em R$ 398 milhões. A ideia é aproveitar a calha dos rios para a implantação de um sistema integrado de transporte de passageiros, que utilize embarcações adequadas ao transporte de massa. Um estudo orientado será feito para a localização de estações de embarque e desembarque de passageiros, para o transbordo e a integração com o sistema de transporte urbano existente. As Rotas previstas são o corredor Fluvial Oeste - BR 101/ Centro, o Corredor Fluvial Norte - Centro/ Olinda e o Corredor Fluvial Sul - Centro/ Boa Viagem.



Informações do Pernambuco.com


Share |

3 comentários:

Wilson disse...

Nenhum Corredor Fluvial para a Orla de Paulista? Tem para Olinda,mais não para Paulista,ex; Janga,Pau-Amarelo,Maria-Farinha.....Realmente o litoral Norte está e continuara esquecido!!!!!

Wilson disse...

Nenhum Corredor Fluvial para a Orla de Paulista? Tem para Olinda,mais não para Paulista,ex; Janga,Pau-Amarelo,Maria-Farinha.....Realmente o litoral Norte está e continuara esquecido!!!!!

leonardo-pe disse...

apesar desse dinheiro q foi levantado,mantenho minha opinião de q é mais uma conversa mole para boi dormir.e fica cada vez mais reforçada,devido a reativação dos trucks(onibus de 3 eixos),da itamaracá.o custo de compra desses"artiCUlados de verdade",é caríssimo!

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960