No Dist. Federal, Novo sistema de bilhetagem do metrô passa a valer a partir de segunda-feira

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Com a conclusão da transição para o novo sistema de bilhetagem eletrônica, a partir da próxima segunda-feira, os usuários dos serviços da Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF) terão que se adequar a novas regras. O acesso às estações não poderá mais ser feito por meio dos cartões antigos, que perderão a validade. Em virtude dissso, neste fim de semana, será montado um esquema de plantão para atender especificamente dois segmentos de passageiros: os proprietários dos modelos múltiplo e estudante. No primeiro caso, a troca poderá ser feita em qualquer estação. Já os alunos das redes pública e particular só serão atendidos na Estação Galeria. No local será possível fazer novo cadastramento e substituir os dispositivos.

Representantes do Metrô-DF calculam que 676 pessoas portadoras do Cartão Estudante e 979 do múltiplo ainda não tenham retirado os novos modelos. O acesso aos trens só será permitido até a segunda-feira, mas será preciso apresentar documento que comprove a matrícula em estabelecimento de ensino. Em caso contrário, os alunos serão barrados nas catracas. A partir da terça-feira, entretanto, esse procedimento não será mais permitido. Apenas quem possuir o modelo criado pela companhia poderá embarcar.
Desde janeiro, o Metrô-DF vem trabalhando na implantação do novo sistema de bilhetagem, sendo que, em fevereiro, foi iniciada a distribuição dos novos cartões para estudantes em seis estações %u2014 Galeria, Águas Claras, Guará, Terminal Ceilândia, Ceilândia Centro e Terminal Samambaia. Com as mudanças, os dispositivos de papel serão extintos, dando lugar apenas aos cartões magnéticos. Alguns deles terão foto, dados do usuário e um chip que registrará toda a movimentação do proprietário pela cidade.

A recarga dos cartões funcionará por meio da compra de créditos, via internet, no site do Banco de Brasília (BRB). O benefício estará disponível 48 horas depois do pagamento do boleto. Além das vendas on-line, os guichês dos terminais também venderão os passes.

O diretor Comercial e Financeiro do Metrô-DF, Nilson Martorelli, afirma que a mudança foi estruturada para proporcionar mais segurança aos usuários e evitar a venda indevida de bilhetes. Assim, ele pede aos usuários que tenham paciência nesse período de transição. %u201CEstamos em época de adaptação. Ao longo do tempo, o sistema será aprimorado, mas nenhum usuário será prejudicado por isso%u201D, garante.

Os interessados em fazer o cadastramento %u2014 tanto da modalidade estudante quanto do múltiplo %u2014 devem acessar o site do Metrô-DF, www.metro.df.gov.br. Basta clicar no selo do cartão correspondente, localizado à direita da página, para ler as instruções e seguir os procedimentos indicados. Um horário será agendado para o usuário comparecer a uma das estações do metrô. Os dispositivos destinados a alunos, idosos, além do que atende categorias como a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros, conterão foto para garantir mais transparência ao processo.



0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960