No Rio, Detro tira 42 ônibus irregulares de circulação

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Equipes do Departamento de Transportes Rodoviários (Detro) do Rio estiveram, na manhã desta quarta-feira, em terminais rodoviários da capital e de municípios do interior do Estado, com a operação “Legal tem que ser Legal” que resultou em 42 ônibus recolhidos para as garagens das empresas e 52 multas aplicadas. Em paralelo, foi mantida a fiscalização no transporte complementar com 29 veículos irregulares apreendidos.
A operação “Legal tem que ser Legal” foi lançada pelo Detro com o objetivo de fiscalizar as condições da frota regular do transporte intermunicipal e dentro da mesma são realizadas ações para checar a qualidade do serviço prestado à população pelas empresas. Na ação desta quarta-feira, a Viação 1001 foi a que teve maior número de registros com 14 ônibus recolhidos e três multados.
As principais causas de recolhimento e multas dos veículos foram a má conservação (para-brisas trincados, lanternas e faróis queimados, entre outros), alteração de características (instalação de roleta em ônibus rodoviários e retirada do assento do trocador), documentação irregular, falta de trocador, descumprimento do quadro de horários e parada em fila dupla nos terminais.
No Rio, foram recolhidos ônibus nos terminais Américo Fontenelle (Central) das empresas Viação Jurema, Reginas, Transmil, sendo um de cada, além das multas aplicadas a dois carros, um da Tinguá e outro da União; e no Menezes Cortes, das empresas Reginas, Expresso Garcia e Nossa Senhora do Amparo, um ônibus recolhido de cada uma dessas, além de outros dois da 1001.
Em Niterói, na Região Metropolitana do estado, foram recolhidos sete veículos, sendo dois da Nossa Senhora do Amparo, um da ABC que também teve dois ônibus multados, dois da Rio Minho, um da 1001, um da Estrela, além de aplicadas multas a dois carros da Rio Ita e um da Fagundes. No Terminal do Alcântara, em São Gonçalo, foram recolhidos quatro ônibus da Viação Mauá e dois da Fagundes.
No interior do Estado, as equipes do Detro tiraram de circulação dois ônibus da 1001 em Cachoeiras de Macacu; dois ônibus da 1001 em Nova Friburgo; dois ônibus da 1001 em Cabo Frio; um ônibus da Nossa Senhora Aparecida, um da Colitur, dois da Normandy e dois da São João Batista em Volta Redonda; um da Evanil e outro da Falcão em Barra Mansa; um da Normady em Piraí; um da Falcão em Resende; dois da 1001 em Campos, onde a empresa teve também dois veículos multados; e três da 1001 em Macaé.
Os fiscais do Detro estiveram também em vários municípios do Estado para combater o transporte irregular de passageiros, registrando a apreensão de 29 veículos, na maioria vans piratas. No Rio, houve apreensão no Centro (cinco vans e dois carros particulares em lotada), Ilha do Governador (uma van e três kombis), Jacarepaguá (uma van) e Santa Cruz (duas vans e duas kombis).
A fiscalização apreendeu, ainda, irregulares nos municípios de Maricá (quatro carros particulares em lotada), de Cabo Frio (quatro carros particulares em lotada) e entre Macaé e Quissamã (sete vans).


0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960