Rio dá início à elaboração do Plano de Transporte Não-motorizado

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Nesta quarta-feira, a Secretaria de Transportes do Estado do Rio realizará a primeira etapa de um grande seminário envolvendo 27 prefeituras do estado - sendo 15 da Região Metropolitana e 12 do interior – para iniciar a elaboração do Plano Diretor de Transporte Não-motorizado.
O objetivo é que cada prefeitura apresente ao estado suas demandas, ideias e projetos para melhorar a mobilidade urbana para pedestres e ciclistas. Os dados coletados servirão para definir os projetos e investimentos em infraestrutura de forma a garantir uma mobilidade segura e adequada para pedestres e ciclistas nestes municípios.
A elaboração do plano diretor tem o financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento.
"Depois de ser o primeiro estado do Brasil a utilizar biodiesel na frota de ônibus, o Rio será o primeiro também a ter um Plano Diretor de Transporte Não-motorizado, o que confirma a vocação do estado na busca por um transporte sustentável e melhoria da mobilidade urbana. A meta do Governo do Estado é aumentar significativamente a utilização de bicicleta em todas as cidades do Rio de Janeiro, seguindo uma tendência mundial e crescente. Saber das prefeituras locais quais os equipamentos e instalações são necessários para facilitar o uso das bicicletas é o primeiro passo para isso", comentou o secretário de Transportes Sebastião Rodrigues, que vai conduzir o seminário junto com a equipe do programa Rio Estado da Bicicleta, do Governo do Estado.
Além do vice-prefeito do Rio e secretário de Meio Ambiente da Capital, Carlos Alberto Muniz, e o subsecretário da pasta Altamirando Moraes, responsáveis pelos programas cicloviários da cidade, participarão do seminário representantes das prefeituras de Belford Roxo, Duque de Caxias, Itaboraí, Itaguaí, Magé, Maricá, Mesquita, Nilópolis, Niterói, Nova Iguaçu, Queimados, Rio de Janeiro, São Gonçalo, São João de Meriti, Seropédica, Araruama, Barra do Piraí, Barra Mansa, Cabo Frio, Campos dos Goytacazes, Macaé, Resende, Volta Redonda, Rio das Ostras, São Pedro da Aldeia, Saquarema e Valença.

Agência Rio

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960