SuperVia pagará R$ 6 mil a passageiro retirado de trem por seguranças

sábado, 20 de março de 2010

A Justiça do Rio condenou a SuperVia a pagar R$ 6 mil de indenização por danos morais a um passageiro retirado indevidamente de um dos vagões. Tiago de Jesus, que se dirigia para o trabalho, foi arrancado bruscamente da composição por seguranças da concessionária. Os homens alegavam que Tiago estaria impedindo o fechamento das portas, fato que acabou não se comprovando. A decisão é dos desembargadores da 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio.
Na ocasião, Tiago foi levado para a delegacia policial mais próxima e só foi liberado com a chegada de sua mãe, Cristina Campos, que teve que sair do trabalho para buscá-lo. A indenização será repartida entre mãe e filho, que receberão R$2 mil e R$4 mil, respectivamente.
De acordo com a desembargadora Maria Augusta Vaz de Figueiredo, relatora do processo, a SuperVia não apresentou provas suficientes acerca de desvios na conduta do passageiro, não havendo razão para a sua retirada do trem. Ainda segundo a desembargadora, é obrigação da transportadora, por contrato, conduzir os passageiros em segurança até o destino final, salvo motivo comprovado e válido para interrupção do serviço.
Fonte: O Globo

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960