Em Uberaba, Prefeito descarta reajuste da tarifa de ônibus coletivo para R$ 2,53

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009


Pedido de reajuste da tarifa do transporte coletivo urbano formalizado pelas empresas Líder e Piracicabana tramita há algumas semanas na Prefeitura. Documento passou pela Secretaria de Governo e, segundo o secretário Antônio Sebastião de Oliveira, o prefeito Anderson Adauto, ao ser informado, de pronto descartou o índice de aumento pretendido (33,15%), que elevaria a tarifa de R$ 1,90 para R$ 2,53.
Na discordância, o chefe do Executivo recomendou alguns procedimentos a serem observados. As planilhas apresentadas pelas prestadoras do serviço foram entregues pelo Governo à Procuradoria Geral do Município, para que se manifeste sobre o aspecto jurídico, e também deverá ser direcionada à Superintendência de Planejamento de Trânsito e Transporte, para apuração dos números apontados nas tabelas de custos.
As empresas alegam a necessidade de reajuste baseadas na criação de novas linhas, percursos estendidos, aumento da frota e de insumos, reajuste de salário dos funcionários, entre outros.
A definição da nova tarifa ocorrerá após a verificação dos números apontados nas planilhas da Piracicabana e Líder, e daqueles que forem apurados pela Superintendência de Planejamento de Trânsito e Transporte, e que passam por revisão ainda neste fim de semana.

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960