SPTrans: Neste Carnaval, vá de ônibus para a folia!

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

O Carnaval chegou e, para os foliões aproveitarem a animação sem preocupação com deslocamentos, a SPTrans dá a dica: Vá de ônibus!

Aqueles que forem ao Anhembi assistir aos desfiles das Escolas de Samba, terão duas opções de linhas exclusivas de ônibus entre as estações do Metrô Barra Funda e Tietê até o Sambódromo.

Os serviços, que funcionarão nos dias 5, 6, 7, 8 e 9, também estarão ativos nos dias 12 e 13 de fevereiro, para o Desfile das Campeãs. Os ônibus irão operar das 17h à 1h30 no trajeto entre o Metrô e o Anhembi, para quem estiver chegando ao Sambódromo; e das 5h às 9h no sentido contrário, para a saída do público.

Por meio de aplicativos para celular ou pelo site Olho Vivo (http://olhovivo.sptrans.com.br/), será possível se organizar para acompanhar os blocos carnavalescos que estão espalhados pela cidade desde o dia 29 de janeiro e até o final do Carnaval.

Os ônibus do serviço Noturno também irão contribuir para a volta para casa já que rodam da meia-noite até as 4 horas da manhã. O horário de passagem dos veículos no ponto onde o passageiro quiser embarcar pode ser consultado no aplicativo Coletivo da Madrugada, que está disponível para download gratuito na Google Play aos usuários de smartphones com sistema operacional Android.

Todas as linhas serão tarifadas normalmente, tanto as exclusivas que vão até o Anhembi quanto as que passam nos trajetos em que haverá blocos. O valor da tarifa é de R$ 3,80, e serão aceitas todas as modalidades do Bilhete Único. Vale destacar que para os turistas os bilhetes nas modalidades Semanal e Diário são também boas opções.


Confira em detalhes as linhas com destino ao Anhembi

179A/10 “Metrô Tietê - Anhembi”

Ida: Rua Voluntários da Pátria, Rua Força Pública, Av. Cruzeiro do Sul, Rua Santa Eulália, Av. Santos Dumont, Praça Campo de Bagatelle, Av. Olavo Fontoura, Retorno ao portão 01 do Anhembi, Desembarque no portão 01.

Volta: Av. Olavo Fontoura – portão 01, Praça Campo de Bagatelle, Rua Paineira do Campo, Rua Voluntários da Pátria, Rua Pe. Idelfonso, Av. Cruzeiro do Sul, Rua Mal. Odílio Denys, Rua Voluntários da Pátria.

Obs.: Embarque na Rua Voluntários da Pátria, sentido C/B após a Rua Ma. Odílio Denys e no sentido B/C embarque na Av. Olavo Fontoura.


879A/10 “Metrô Barra Funda – Anhembi”

Ida: Rua Joaquim Manoel de Macedo, Rua do Bosque, Rua José Antonio Muniz, retorno sob Vd. Pacaembu, Rua Assis, Av. Dr. Abraão Ribeiro, Rua Baronesa de Porto Carreiro, Av. Rudge, Ponte da Casa Verde, Av. Braz Leme, Av. Santos Dumont, Praça Campo de Bagatelle, Av. Olavo Fontoura, Desembarque no portão 01.

Volta: Av. Olavo Fontoura – portão 01, Praça Campo de Bagatelle, Av. Santos Dumont, Av. Braz Leme, Ponte da Casa Verde, Av. Dr. Abraão Ribeiro, Rua José Antonio Muniz, Rua da Várzea, Av. Tomaz Edson, Rua Dr. Bento Teobaldo Ferraz, Desembarque Terminal Barra Funda.

Obs.: Embarque no Terminal Turístico Norte e desembarque na Av. Olavo Fontoura.


Bilhetes

BILHETE ÚNICO SEMANAL: Dá direito a viagens no período de 7 (sete) dias, contados a partir da data da 1ª utilização, após a recarga da tarifa definida. 

Como a  recarga da tarifa definida da seguinte forma:

I - R$ 38,00 exclusiva ônibus, exclusiva Metrô/CPTM;

II - R$ 60,00 integrada ônibus + Metrô/CPTM;

III - R$ 19,00 estudantes exclusiva ônibus, exclusiva Metrô/CPTM;

IV - R$ 38,00 estudantes integrada ônibus + Metrô/CPTM.


BILHETE ÚNICO 24 HORAS - DIÁRIO: Dá direito a viagens no período de 24 (vinte e quatro) hora contínuas, contadas a partir da 1ª utilização, após a recarga da tarifa definida.

Como a  recarga da tarifa definida da seguinte forma:

I - R$ 10,00 exclusiva ônibus, exclusiva Metrô/CPTM;

II - R$ 16,00 integrada ônibus + Metrô/CPTM;

III - R$ 5,00 estudantes exclusiva ônibus, exclusiva Metrô/CPTM;

IV - R$ 10,00 estudante integrada ônibus + Metrô/CPTM;

Assessoria de Imprensa - SPTrans
READ MORE - SPTrans: Neste Carnaval, vá de ônibus para a folia!

Frota de ônibus é ampliada em 30% para o carnaval de Salvador

A Secretaria de Mobilidade (Semob) preparou um esquema especial de ordenamento do transporte coletivo para o Carnaval. A iniciativa contará com a atuação de 870 prepostos em 40 viaturas, e todo o controle da operação será monitorado 24h em tempo real, a partir do Centro de Controle Operacional (CCO) localizado na sede da Semob, em Amaralina. Além disso, foram instaladas oito bases operacionais distribuídas nas adjacências dos circuitos e serão realizadas ações rotineiras de fiscalização em campo. 

O Sistema de Transporte Coletivo por Ônibus (STCO) funcionará com cerca de 400 linhas e com frota total de 2.615 veículos, dividida em três faixas de horário, de acordo com a demanda apresentada. No período com menos usuários, das 5h às 13h, a frota das linhas atuará com 50% dos coletivos. Já no horário de maior pico, das 13h às 5h do dia seguinte, a Semob disponibilizou 70% da frota de cada linha para atender aos foliões. Destas linhas, 144 terão operação especial de funcionamento 24h para garantir a oferta de coletivos na madrugada. Cerca de 12 mil rodoviários atuarão durante todos os dias da festa. 

Os micro-ônibus do Subsistema de Transporte Coletivo Complementar (STEC) atuarão com 71 linhas e 163 veículos durante 24 horas, com maior intensidade no período da madrugada. Esses coletivos atenderão aos trechos do Vale do Canela, Avenida Garibaldi e Praça Cairu, com roteiros para Paripe, Ceasa, São Cristóvão, Periperi, Cajazeiras, Itapuã e Brasilgás.  Além disso, a Semob vai colocar à disposição dos usuários 57 ônibus da frota reguladora nas Estações da Lapa, Pirajá, Mussurunga e Barroquinha. Fora os pontos de ônibus já existentes na cidade, haverá a criação de pontos especiais de embarque e desembarque durante o Carnaval nas Avenidas Anita Garibaldi, Centenário e Reitor Miguel Calmon (Vale do Canela).

Informações: Tribuna da Bahia


Colabore com o Blog Clicando nos anúncios da página
READ MORE - Frota de ônibus é ampliada em 30% para o carnaval de Salvador

Em Blumenau, Nova empresa de ônibus começa a operar

Tudo indica que a Viação Piracicabana fez um negócio da China com o contrato emergencial do transporte coletivo em Blumenau.

Vai cobrar R$ 3,65 pela viagem, preço recém-reajustado e nunca cobrado pelo Consórcio Siga. Não vai precisar manter terminais e estações de pré-embarque, que passam para responsabilidade da prefeitura. Segundo um diretor do Siga, essa manutenção custava cerca de R$ 350 mil por mês.

A Piracicabana está contratando os funcionários pelo piso da categoria e sabemos que muitos tinham salários bem maiores nas empresas do Siga. Também ganhou da prefeitura espaço para abrigar os ônibus que não cabem na garagem da Penha. Isso sem falar do fato de ser uma empresa de atuação nacional que, provavelmente, consegue descontos maiores que o Siga para comprar insumos como óleo, diesel e pneus.

Ou seja, o custo de operação do sistema emergencial é menor que na época do consórcio Siga e, por isso mesmo, tem muita gente nas redes sociais sugerindo que o preço antigo seja mantido durante os seis meses do contrato.

É claro que não podemos desconsiderar o investimento que a empresa fez para implantar o sistema emergencial na cidade. Adaptar e trazer mais de 200 ônibus de São Paulo para Blumenau, contratar pessoal e garantir uma estrutura mínima para a operação têm seu preço. Mesmo assim, vale a reflexão. Especialmente para nortear a elaboração do edital de licitação para a concessão do serviço.

Informações: O Sol Diário


Colabore com o Blog Clicando nos anúncios da página
READ MORE - Em Blumenau, Nova empresa de ônibus começa a operar

Tarifa do ônibus em Curitiba sobe para R$ 3,70

O passageiro de Curitiba começou a pagar R$ 3,70 para andar de ônibus, o que representa um aumento de 12,12% sobre o valor atual. Pelo segundo ano consecutivo, a Urbs, empresa que administra o sistema, definiu o reajuste antes do anúncio de uma nova tarifa-técnica (valor real de cada passageiro repassado às empresas pela Urbs). Isso significa que, se houver um aumento salarial aos motoristas e cobradores acima do que ela prevê que as empresas concederão, é possível que a tarifa seja reajustada de novo após 26 de fevereiro (data do anúncio da nova tarifa-técnica). A data-base da categoria também ocorre em 1.º de fevereiro.

Também sobem os preços do Circular Centro e a tarifa domingueira - para R$ 2,50 - e a Linha Turismo - para R$ 40,00.

Segundo Roberto Gregório, presidente da Urbanização de Curitiba (Urbs), responsável pelo gerenciamento do transporte coletivo na capital, o aumento é necessário para o “equilíbrio financeiro do sistema”. Além disso, segundo Gregório, com o aumento fica garantida a manutenção da integração com o transporte metropolitano.

Para os passageiros da Região Metropolitana, foram criados quatro degraus tarifários.
- 1º degrau: R$ 3,70 – vale para linhas que vão para Curitiba a partir de Campo Magro, Campo Largo, Araucária e Pinhais.
- 2º degrau: R$ 3,80 – vale para linhas que vão para Curitiba a partir de São José dos Pinhais, Almirante Tamandaré e Colombo.
- 3º degrau: R$ 3,90 – vale para linhas que vão para Curitiba a partir de Piraquara e Fazenda Rio Grande.
- 4º degrau: R$ 4,70 – vale para linhas que vão para Curitiba a partir de Bocaiuva do Sul, Contenda, Itaperuçu e Rio Branco do Sul.

A tarifa domingueira também passou para R$ 2,50.
A integração entre as linhas metropolitanas e as da capital, portanto, está mantida. Ou seja, quem pegar as linhas integradas pode sair das cidades da RMC para Curitiba, onde podem se integrar com as demais linhas do sistema sem pagar uma nova passagem. Para voltar, vale o preço da tarifa de Curitiba, que é única, no valor de R$ 3,70.

Informações: Gazeta do Povo

Colabore com o Blog Clicando nos anúncios da página
READ MORE - Tarifa do ônibus em Curitiba sobe para R$ 3,70

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960