Na Grande Goiânia, Eixo Anhanguera será ampliado até as cidades de Trindade, Goianira e Senador Canedo

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

O acordo que irá estender as áreas de atendimento do Eixo Anhanguera, até as cidades de Trindade, Goianira e Senador Canedo, foi assinado por quatro concessionárias da Rede Metropolitana de Transportes Coletivos na Grande Goiânia (RMTC) na última quarta-feira (7).

A assinatura do acordo contou com vários representantes do transporte coletivo em Goiânia e das empresas que fazem parte do consórcio. Atualmente o corredor do Eixo Anhanguera liga as regiões Leste e Oeste da capital, com um total de 13,8 quilômetros de extensão sendo coordenada pela Metrobus.

A partir do acordo, a linha ganhará mais 70 quilômetros de extensão, ligando não apenas as regiões Leste e Oeste de Goiânia, chegando agora as cidades de Trindade pela rodovia GO-060; Goianira pela GO-070 e Senador Canedo pela GO-403. As quais já são atendidas pela RMTC por ônibus convencionais das empresas Rápido Araguaia, Reunidas e Cootego.

Apesar do acordo assinado e protocolado na Companhia Metropolitana de Transporte Coletivo de Goiânia (CMTC), ele aguardará analise e a aprovação da companhia.

Informações: Diário da Manhã

READ MORE - Na Grande Goiânia, Eixo Anhanguera será ampliado até as cidades de Trindade, Goianira e Senador Canedo

Governo precisa refazer estudos se quiser trem-bala

Oito anos depois, o governo insiste em dizer que o projeto do trem de alta velocidade ainda está ativo. Não por acaso, o projeto continua a figurar na lista das obras prioritárias no balanço do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), onde recebe o "carimbo verde", para atestar que está adequado e em andamento.

Se a intenção, de fato, é levar o projeto adiante, o governo terá, efetivamente, de recomeçar tudo do zero. Nesta semana, o Tribunal de Contas da União (TCU) decidiu que o estudo de viabilidade técnica e econômica que a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) apresentou pode ir para o lixo.


A conclusão é de que, passados tantos anos desde que o processo teve início, simplesmente não há mais informações que façam aquele projeto parar em pé. Os estudos do trem que pretende ligar as cidades de Campinas, São Paulo e Rio de Janeiro foram apresentados ao TCU em 2009. À época, custaram R$ 29,1 milhões aos cofres públicos.

"Sob o viés tecnológico, o decurso de cinco anos pode significar o surgimento de novas tecnologias com melhor relação custo-benefício ou o barateamento de diversos equipamentos causado pela difusão tecnológica", declarou em seu voto o ministro-relator Benjamin Zymler.

Ele também chamou atenção para a definição da taxa de retorno do investimento previsto nos estudos. A taxa proposta era de 7% ao ano, quando as mais recentes concessões de transporte do governo elevaram essa taxa para 8%. "Não estou com isso defendendo a utilização desses valores, até mesmo porque as variáveis dependem do serviço público objeto da concessão, mas apenas que a conjuntura econômica pode ser diversa da existente em 2009", disse.


O tribunal chamou atenção ainda para outras mudanças, como crescimento populacional, renda per capita, rede de transportes atualmente existente (aéreo e rodoviário), quantidade de automóveis por habitante, acessibilidade aos diversos modais de transporte, entre outros.

"Caso o poder concedente retome a licitação do objeto em apreço, envie ao Tribunal novo estudo de viabilidade devidamente atualizado", determinou a Corte de Contas. O leilão do trem-bala passou por sucessivos adiamentos. O mais recente deles ocorreu um ano atrás, quando o cronograma foi suspenso por tempo indeterminado.

Embora a decisão do TCU esteja direcionada à ANTT, a agência informou, atualmente, que quem trata do assunto é a Empresa de Planejamento e Logística (EPL), estatal vinculada ao Ministério dos Transportes. Perguntada sobre a decisão do tribunal, a EPL não se manifestou até o fechamento desta matéria.

Informações: Estadão

Leia também sobre:
READ MORE - Governo precisa refazer estudos se quiser trem-bala

Com quase 600 radares, Multa em faixa exclusiva de ônibus em SP quintuplica

As multas por transitar na faixa exclusiva à direita para ônibus aumentaram quase na mesma proporção em que se ampliou a área reservada aos coletivos na capital. As autuações passaram de 78.446 para 383.093 (388%) no primeiro semestre - mais de uma por minuto. Já as faixas passaram de 100 km para 448 km (348%), também considerando o primeiro semestre.

Somadas às invasões aos corredores de ônibus, trata-se do terceiro enquadramento ais recorrente nos registros da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), perdendo apenas para desrespeito ao rodízio de veículos e para excesso de velocidade.

As faixas exclusivas ganharam prioridade desde o início da gestão de Fernando Haddad (PT), que já instalou 347,9 quilômetros - 291,4 km em 2013. Antes do atual governo, a cidade tinha 100 quilômetros.

O líder no ranking das multas continua sendo excesso de velocidade. Do ano passado para cá, houve um aumento de 11,9% nas autuações, de 1.478.895 para 1.655.155. Juntamente com as infrações das faixas exclusivas e dos corredores, essas multas foram as principais responsáveis pelo aumento de 3,9% no total de 1.655.144 autuações registradas no Município.

Outras multas frequentes, como desrespeito ao rodízio (950.409), estacionamento irregular (459.560) e uso de celular ao volante (172.050) tiveram queda no período. Para o mestre em Transportes pela USP Horácio Figueira, deve haver mais fiscalização nas infrações que causam mais mortes no trânsito, como excesso de velocidade, além de educação ao motorista. "Não há cidade no mundo que não tenha trabalho permanente na educação de trânsito."

Figueira atribui o crescimento das multas nas faixas exclusivas a dois fatores: à extensão do dispositivo desde o início de 2013 e aos moradores que não acreditam na fiscalização.

Radares
A CET tem 1.854 agentes de fiscalização. Nos principais corredores, os radares também monitoram a faixa. A companhia informou que deve expandir o sistema, com mais 843 equipamentos. Hoje, há 598 radares fixos.

Informações: Agência Estado

Leia também sobre:
READ MORE - Com quase 600 radares, Multa em faixa exclusiva de ônibus em SP quintuplica

Aumento da passagem de ônibus em Sorocaba provoca manifestação

Mais de cem manifestantes barraram a entrada do Terminal Santo Antônio, na tarde dessa quarta-feira (06), em Sorocaba. O grupo levou caixas de som, alto-falante e cartazes para protestar contra o aumento na tarifa dos ônibus, em 8,47%, no final de julho. Este foi o segundo protesto da semana.

A reunião dos protestantes foi na Praça Frei Baraúna e a Rua Cesário Mota ficou bloqueada durante a tarde. O grupo seguiu pelas ruas Miranda de Azevedo e da Penha, no sentido do terminal. O caminho foi acompanhado de perto por agentes da Urbes e da PM, inclusive por um helicóptero Águia.

Durante a caminhada, algumas pessoas decidiram se reunir aos manifestantes e comerciantes encerraram o expediente mais cedo. A Guarda Municipal fechou uma das entradas e saídas de ônibus do terminal Santo Antônio.

Cerca de 20 minutos depois, o grupo continuou a caminhada pela Avenida Afonso Vergueiro, onde interditou a pista sentido bairro-cento, por volta das 19h. Em seguida, a outra faixa também foi bloqueada.

O protesto acabou por volta das 19h45, em frente à antiga estação ferroviária. Após intervenções de agentes de trânsito, a circulação de veículos se normalizou nas duas pistas da avenida.

A partir do próximo domingo, dia 9, o valor da passagem de ônibus irá de R$ 2,95 para R$ 3,20. Enquanto o vale transporte passará de R$ 3,15 para R$ 3, 35 e o de estudante permanecerá o mesmo, R$ 1,50.

Informações: Agência Bom Dia

Leia também sobre:
READ MORE - Aumento da passagem de ônibus em Sorocaba provoca manifestação

Recife: Mulher é atropelada por BRT na Avenida Conde da Boa Vista

Uma mulher foi atingida por um ônibus BRT (número 2412) enquanto atravessava a Avenida Conde da Boa Vista, Centro do Recife, às 14h40 desta quinta-feira (7). Segundo testemunhas no local, ela passava por uma das frestas das grades posicionadas na parada do coletivo.
Foto: Elvis de Lima/ NE10

O acidente provocou congestionamento no local. O veículo que atropelou a vítima só foi retirado da via por volta das 16h. De acordo com a Companhia de Trânsito e Transporte Urbano  (CTTU), o trânsito continou lento por causa do grande fluxo de veículos na área.

A mulher de identidade ainda desconhecida foi levada pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência  (Samu) e, aparentemente, ela teve apenas leves ferimentos.

Pedestres que utilizam a parada do BRT reclamam da falta de espaço nas calçadas, que estão tomadas pelo comércio ambulante, obrigando-os a caminhar na faixa dos carros. Carla Maria, 39 anos, estava próxima ao local do atropelamento. "O espaço para circular é muito estreito e já presenciei vários acidentes aqui", reclama.

Informações: NE 10

READ MORE - Recife: Mulher é atropelada por BRT na Avenida Conde da Boa Vista

Mulheres reclamam de homens (Os caras de pau) em vagão exclusivo no Metrô do DF

Uma passageira fotografou três homens dentro do vagão exclusivo para mulheres e deficientes no Metrô do  Distrito Federal. De acordo com a usuária, que não quis se identificar, o registro foi feito no horário em que o ocorre a restrição e que não havia seguranças no local no momento para fiscalizar o cumprimento da norma.
Três homens viajam em vagão exclusivo para mulheres no Metrô do DF (Fonte: G1)

Segundo o Metrô, os seguranças trabalham em esquema de ronda. A companhia informou que muitas das passageiras pedem para que homens saiam dos trens nos horários reservados ao carro exclusivo. “Em caso de insistência ou deselegância, as mulheres normalmente informam aos empregados das estações e seguranças”, disse a companhia.

A companhia informou que está produzindo um levantamento sobre os casos de respeitos aos passageiros do vagão exclusivo e que os usuários têm colaborado com a medida.

O vagão exclusivo para mulheres e pessoas portadores de deficiência foi implantado em julho de 2013 e funciona de segunda a sexta entre 6h e 8h45 e das 16h45 às 20h15.

A lei distrital foi aprovada em 2012. O texto, porém, não prevê punição para quem desrespeitar a medida. De acordo com o Metrô, os funcionários da empresa orientam os usuários sobre a legislação.

Informações: G1 DF

READ MORE - Mulheres reclamam de homens (Os caras de pau) em vagão exclusivo no Metrô do DF

Teste de VLT em Natal deve começar em 60 dias

A primeira composição do Veículo Leve sobre Trilho (VLT) que circulará na capital potiguar já está na superintendência da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), na Ribeira, mas ainda sem data definida para entrar em circulação. Mas a expectativa do órgão é que o primeiro VLT passe a circular com passageiros, em fase teste, no prazo de dois meses, sem previsão de aumento no valor da tarifa, que custa R$ 0,50. 
Foto: Frankie Marcone

Das 14 composições adquiridas para renovação da frota ferroviária na Região Metropolitana, 12 são VLTs e dois são locomotivas tradicionais. O conjunto foi adquirido por R$ 154 milhões através do PAC Equipamentos. Além da composição do VLT, as duas locomotivas também chegaram e estão sendo testadas. 

A primeira composição do veículo leve foi apresentada ontem pelo superintendente da CBTU em Natal, João Maria Cavalcanti, que também falou sobre o projeto de modernização do sistema ferroviário potiguar.  Além desse, o segundo VLT deve chegar à cidade no fim deste mês e, posteriormente, a chegada dos outros dez com intervalo médio de dois meses entre cada um. A previsão é de que a implantação do VLT seja concluída em três anos. 

“Quanto mais veículos, são mais viagens e mais demanda. A expectativa é passar da média de 6 mil passageiros diários para 18 mil. Um estudo indica que há uma demanda reprimida de 60 mil passageiros/dia das zonas Norte e Sul”, afirma o superintendente.

Os VLTs atuarão na linha Sul (Natal/Parnamirim) e parte da linha Norte (Natal/Nova Natal). Segundo Cavalcanti, a presença em parte da linha é necessária para cumprir o intervalo prometido de 20 minutos. No restante da linha Norte, entre a estação Nova Natal e a de Ceará-Mirim, atuarão as novas locomotivas.

Dentro da modernização do sistema na Grande Natal, o pré-projeto elaborado pela CBTU prevê reparos das 22 estações da década de 1980, criação de outras oito, manutenção e substituição de parte dos trilhos e dos dormentes (apoio para as linhas férreas). A expectativa do órgão é que a implantação das novas estações torne o sistema ferroviário mais acessível à população, deixando-a mais visível e próxima às paradas de ônibus e corredores viários. “O sistema de ônibus está saturado e o sistema de trem, transporte de massa de grande capacidade, pode ajudar a diminuir a demanda de veículos”, disse o superintendente.


Devem ser feitos ainda viadutos ou túneis, nos cruzamentos da ferrovia com as avenidas João Medeiros Filho, Mário Negócio, Bernardo Vieira, e Capitão Mor Gouveia. Esses equipamentos para os automóveis visam dar mais celeridade ao tráfego dos dois tipos de veículo, mas, de acordo com a companhia, independe da implantação do VLT.

Essas demandas serão entregues à empresa vencedora da licitação, em fase de conclusão, para elaborar o projeto executivo dentro do prazo inicial de um ano. A expectativa de João Maria Cavalcanti é que os serviços durem dois anos. Para esse projeto e obras, a CBTU garantiu R$ 311,65 milhões através do PAC Mobilidade Grandes Cidades. 

Desse total voltado à reestruturação da rede, foram liberados R$ 53 milhões para pagar o projeto e parte do material a ser adquirido para substituição. Cavalcanti garante que os reparos a serem feitos, mesmo na linha, não impedem o funcionamento normal da rede. “Os trens e VLTs não vão parar de rodar por causa das obras. Esse pode ser feito com eles em circulação”. 

O que é VLT?
O Veículo Leve sobre Trilho (VLT) é um equipamento de transporte mais moderno que as tradicionais locomotivas férreas. Similar aos ônibus, o VLT é mais leve que as locomotivas em uso, em Natal. Serão compostas por três vagões, cada uma com capacidade para 200 passageiros, podendo transportar até 600 pessoas de uma vez. O VLT também se diferencia por ser bimotor e, por ter um em cada ponta, não precisa fazer curvas, indo para frente e para trás. Serão climatizados e, de acordo com a CBTU, passarão nas estações a cada 20 minutos.

Novas estações
Na modernização, serão implantadas oito novas estações na Região Metropolitana de Natal:

BR-101 Sul, próximo ao viaduto de Parnamirim
BR-101 Norte, próximo à fábrica da Ambev
Próximo à avenida das Fronteiras, na zona Norte
Estação Baldo, próximo ao Passo da Pátria
Estação próximo aos shoppings Estação e Norte Shopping
Estação no Bairro Nordeste
Estação próximo à Lagoa de Extremoz

Unificação das atuais duas paradas do Alecrim, uma para cada linha

Números 
R$ 154 milhões do PAC Equipamentos foram usados para aquisição de 12 VLTs e duas locomotivas.
R$ 311,65 milhões do PAC Mobilidade Grandes Cidades para reparos e modernização da rede ferroviária.
600 passageiros poderão ser transportados por VLT.
8 novas estações serão construídas na Grande Natal.
22 é o número de estações existentes na rede da CBTU Natal.
6 mil é a média de passageiros transportados diariamente.
18 mil é a projeção de passageiros/dia transportados quando implementados os quatro VLTs.
60 mil é a projeção de passageiros/dia, incluindo transporte pelas tradicionais locomotivas.
1.545.298 passageiros transportados em 2013.
1.126.629 passageiros transportados em 2012.
1.853.048 passageiros transportados em 2011.

Por Pedro Andrade
Informações: Tribuna do Norte
READ MORE - Teste de VLT em Natal deve começar em 60 dias

Mais quatro ônibus são proibidos de circular em Belém

A Superintendência de Mobilidade Urbana (Semob) realizou na noite da última terça-feira (5), uma fiscalização em uma empresa de ônibus localizada no bairro da Terra Firme, em Belém. O objetivo era verificar a qualidade dos coletivos que trafegam na capital paraense.

Alguns ônibus apresentavam vazamento de óleo do motor, o painel estava danificado, bancos estavam sem estofado e baratas foram encontradas dentro do veículo. Com situação, quatro veículos tiveram que ser lacrados e ficam proibidos de circular.

A Semob tem feito este tipo de operação devido muitas reclamações registradas pelos usuários.

Informações: G1 PA

READ MORE - Mais quatro ônibus são proibidos de circular em Belém

Em Maceió, Terminal do Benedito Bentes é reinaugurado

Nesta quinta-feira, a Prefeitura de Maceió, por meio da Superintendência Municipal de Transpores e Trânsito (SMTT), realizou a entrega de mais um terminal de ônibus reformado em Maceió. O terminal integrado do bairro do Benedito Bentes, o maior da cidade, será o quarto entregue em menos de um ano.

Com a reforma, grande parte física do terminal ganhou novas instalações para melhor comodidade dos usuários do transporte público. Banheiros, piso tátil, pintura da cobertura e troca de iluminação fizeram parte das melhorias do terminal por onde circulam diariamente cerca de 40 mil pessoas.

“O terminal do Benedito Bentes é um dos que necessitavam urgentemente de reforma para oferecer um melhor atendimento às pessoas que o utilizam. A SMTT e a Prefeitura de Maceió vêm buscando nesta gestão priorizar sempre o transporte público, e os terminais de ônibus fazem parte dos investimentos necessários para que o passageiro tenha mais conforto e segurança”, disse o superintendente da SMTT, Tácio Melo, ao lembrar que foram anos sem que nenhum terminal tivesse qualquer reforma.


A reforma do terminal integrado do Benedito Bentes ainda contempla a ampliação da plataforma de embarque e desembarque para passageiros, com a remoção de ambulantes para uma área mais externa, locais de estacionamento para bicicletas. Além disso, houve reforço na fiscalização dentro do terminal com fiscais e agentes da SMTT.

Antes mesmo da reforma, a SMTT, em parceria com a Guarda Municipal providenciou a instalação de um contêiner para a acomodação de guardas que auxiliam na manutenção do patrimônio público e na segurança do local. Há quase três meses, as linhas que operam no bairro ganharam o reforço de mais 24 coletivos e no último sábado (02), o trânsito nas ruas Juçara e Cainha, ambas próximas à Praça Padre Cícero, tiveram o fluxo alterado e passaram a ser mão única. A medida serviu para facilitar o fluxo de veículos e dar mais mobilidade aos corredores de transporte próximo ao terminal de ônibus integrado.

No entorno do terminal, a SMTT fez a colocação de novas sinalizações verticais, faixa de pedestres e placas de embarque e desembarque das linhas alimentadoras ao lado do terminal. Além do Benedito Bentes, tiveram os terminais reformados os bairros do Vergel do Lago, da Levada (Mercado da Produção) e o do Conjunto José da Silva Peixoto, no bairro do Jacintinho.

Para este ano, a estimativa da SMTT é de que mais seis terminais sejam reformados e construídos, inclusive o do Village Campestre, na parte alta da cidade. Estão previstos ainda para este ano a reforma dos terminais do Trapiche da Barra, Cruz das Almas, Osman Loureiro, Colina dos Eucaliptos e Rio Novo. Na próxima semana, a prefeitura já realizará a entrega do calçamento do terminal de estocagem do Conjunto Rosane Collor, no Tabuleiro do Martins.

Nicollas Albuquerque / Ascom SMTT
READ MORE - Em Maceió, Terminal do Benedito Bentes é reinaugurado

Em Florianópolis, 21 linhas de ônibus mudarão de plataformas no Ticen

O embarque e desembarque de 21 linhas do transporte coletivo de Florianópolis devem ser alterados no próximo domingo (10). A mudança inclui 15 linhas continentais, três de Santo Antônio e três da Lagoa da Conceição que fazem parada nas plataformas A e B do Terminal de Integração do Centro (Ticen).

Todas as linhas continentais de Florianópolis das empresas Enflotur e Estrela que desembarcavam os passageiros na plataforma A do Ticen passarão a sair do ônibus no mesmo local de embarque dessas linhas, na plataforma B.

Os passageiros das três linhas do Lagoa da Conceição, da empresa Transol, com saída do Ticen passarão a embarcar na plataforma A. Haverá ainda alteração em três linhas da empresa Transol com destino a Santo Antônio de Lisboa. O embarque e desembarque passará a ser feito na plataforma B, no local onde opera atualmente as linhas do Lagoa da Conceição.

Segundo a Companhia Operadora de Terminais Intregração (Cotisa), essa última mudança deve facilitar o embarque dos passageiros, pois as três linhas do ônibus Santo Antônio da empresa Transol ficarão próximas as linhas com mesmo destino da empresa Canasvieiras.

De acordo com a Cotisa, as alterações estão sendo estudadas pelas empresas de ônibus há aproximadamente três semanas. O objetivo é garantir mais organização no terminal. As mudanças começam a valer a  partir da 0h de domingo (10). Mesmo com as alterações, a integração entre linhas de ônibus continuam normalmente.

Informações: G1 SC

READ MORE - Em Florianópolis, 21 linhas de ônibus mudarão de plataformas no Ticen

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960