No Rio, Tarifas de trens e metrô ficam mais caras a partir deste fim de semana

sexta-feira, 16 de maio de 2014

Usuários dos serviços de trem e metrô do Rio de Janeiro passarão a pagar mais caro pelas passagens a partir deste fim de semana. No sábado (17), a tarifa do metrô será reajustada de R$ 3,20 para R$ 3,50. Já a passagem dos trens passará de R$ 2,90 para R$ 3,20 a partir de domingo (19).

O reajuste, previsto no contrato de concessão, é anual e foi autorizado, em março passado, pela Agetransp (Agência Reguladora de Transportes Públicos).   
As concessionárias realizam ações para incentivar a utilização do Bilhete Único, já que os usuário do cartão não terão o aumento repassado. 

A Supervia informou que os postos de cadastramento para uso do Bilhete Único das estações Central do Brasil e Madureira abrirão duas horas mais cedo e, excepcionalmente, neste sábado e domingo, todos os postos estarão em funcionamento. Na Central do Brasil e em Madureira, o atendimento será realizado das 6h às 20h. Os postos das estações Engenho de Dentro, Deodoro, Nilópolis, Bonsucesso e Duque de Caxias funcionam entre 11h e 20h.

De acordo com o Metrô Rio, os postos montados em parceria com a RioCard nas estações Carioca, Pavuna, Estácio, Siqueira Campos, General Osório e Coelho Neto estarão disponíveis também, neste sábado e domingo, para cadastramento no Bilhete Único. O usuário precisa levar identidade e CPF, além de fazer uma carga mínima de R$ 5,25 no cartão.

Estações do Metrô Rio e horários de atendimento:

Carioca (10h às 19h), Estácio (10h às 19h), Siqueira Campos (10h às19h), General Osório (10h às19h), Coelho Neto (11h às 20h) e Pavuna (11h às 20h).

No sábado e no domingo, os postos nas estações Coelho Neto e Pavuna funcionarão das 6h às 20h. Os demais postos estarão disponíveis de 8h às 20h. 

Informaões: R7com
READ MORE - No Rio, Tarifas de trens e metrô ficam mais caras a partir deste fim de semana

Grande Recife: Concurso do IFPE terá esquema especial de ônibus

Os candidatos inscritos no concurso do Instituto Federal de Pernambuco(IFPE) realizarão as provas neste domingo (18). Os portões dos locais de prova estarão abertos a partir das 7h e as avaliações devem seguir até às 20h. Para auxiliar os candidatos que participarão da prova, o Consórcio disponibilizará 39 veículos, realizando 316 viagens. Ou seja, 5 veículos e 38 viagens a mais do que nos dias normais.

Das 10 linhas que atendem aos locais de prova, quatro serão reforçadas, são elas: 202 - Barro/Macaxeira (Várzea), 522 – Dois Irmãos (Rui Barbosa), 060 – TI Tancredo Neves/TI Macaxeira e  920 – Rio Doce/CDU .

É importante lembrar que as linhas 303 – Curado II/Caxangá (BR-232) e 920 – Rio Doce/CDU atenderão, neste dia, o Campus da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Os atendimentos da linha 303 acontecerão nos dois sentidos das viagens, no horário das 6h30 às 21h. Já a linha 920, entrará no Campus apenas no sentido Rio Doce/CDU, no horário 6h às 19h30.

Confira abaixo as linhas que atendem ao local de prova: 

040 – CDU/Boa Viagem/Caxangá
440 – CDU/Caxangá/Boa Viagem
207 – Barro/Macaxeira (Várzea)
202 – Barro/Macaxeira (BR 101)
303 – Curado II/Caxangá (BR-232)
302 – TI TIP/ Caxangá
060 – TI Tancredo Neves/TI Macaxeira
522 – Dois Irmãos (Rui Barbosa)
920 – Rio Doce/CDU
432 – CDU/Várzea.

Para mais informações, os usuários devem entrar em contato com a Central de Atendimento ao Cliente, no 0800 081 0158.
READ MORE - Grande Recife: Concurso do IFPE terá esquema especial de ônibus

Em BH, Taxistas estão proíbidos de circular nas faixas de ônibus da Avenida Antônio Carlos

Taxistas reagem à proibição de trafegarem pela pista exclusiva de coletivos da Avenida Antônio Carlos a partir de sábado, quando será inaugurado o transporte rápido (BRT/Move) no corredor. Em oposição à determinação da BHTrans, o Sindicato dos Taxistas (Sincavir) apresentou nessa quarta-feira estudo de viabilidade técnica comprovando a possibilidade de táxis continuarem usando a chamada busway mesmo com o início da operação do novo sistema. Segundo a categoria, a exclusão vai quase dobrar o tempo de viagem do Centro de Belo Horizonte ao Aeroporto de Confins e ainda encarecer a corrida em 15,8%.

O estudo encomendado pelo Sincavir ao engenheiro de trânsito Nélson Prata atesta que, no cenário com o maior número de ônibus articulados em circulação, com intervalos de dois minutos, ainda sobraria espaço para 54 táxis circularem entre os coletivos. Segundo o presidente do sindicato, Ricardo Faedda, a capacidade é, inclusive, superior à necessidade da categoria. “Hoje, temos, no máximo, 10 táxis circulando a cada dois minutos na Antônio Carlos”, ressalta. Atualmente, 6,5 mil táxis circulam na capital. A estimativa do Sincavir é de que, do total de 80 mil corridas diárias em BH, 2,4 mil (3%) delas passem pelo corredor.

Segundo o engenheiro Nélson Prata, não há qualquer problema em relação ao compartilhamento. “A Antônio Carlos, com suas pistas duplas, tem desenho compatível para que haja segurança e fluidez”, reforça Prata. Conforme o estudo de viabilidade técnica, que também propõe regras para o tráfego dos táxis no corredor da Avenida Antônio Carlos, ficaria autorizada apenas a circulação dos veículos em percursos longos, como a Cidade Administrativa, aeroportos da Pampulha e Confins, além do Mineirão. Os veículos só poderiam circular embarcados e pela faixa da direita.

Eles também seriam proibidos de ultrapassar o BRT, dando prioridade total ao novo sistema. A ideia é que os táxis sejam equipados com aparelhos GPS e interligados à Central de Controle de Operações da BHTrans. O estudo identificou na Antônio Carlos pontos adequados para a entrada e saída dos táxis. “Estamos propondo à BHTrans que faça uma simulação para comprovar a viabilidade. Se hoje, num cenário em que ônibus coletivos, BRT em teste, ambulâncias e táxis trafegam juntos, somente com o BRT será possível”, afirma Prata.

O estudo foi finalizado há duas semanas e, desde então, o sindicato tenta apresentá-lo à BHTrans, sem sucesso. “Havia uma promessa do prefeito Marcio Lacerda de verificar a viabilidade do compartilhamento. Nós nos antecipamos e fizemos esse estudo, mas fomos pegos de surpresa com a decisão de jogar os táxis no trânsito geral”, ressalta Faedda, que teme a piora da situação. “A tendência é de expansão do BRT para outros corredores e não sabemos como os táxis vão ficar. Também somos um serviço de transporte público alternativo aos carros”, afirma.

Confins

O Sincavir alerta para o custo da mudança para o passageiro. A estimativa é que a viagem de uma hora da Praça Sete ao Aeroporto de Confins demore pelo menos mais 40 minutos. O preço também vai ficar maior. “Considerando o tempo que o motorista vai ficar parado no trânsito, a corrida para Confins vai aumentar cerca de R$ 17, vai passar de R$ 107 para R$ 124”, afirma Faedda.

Insatisfeito também com a proibição do uso da busway, o presidente da Associação dos Condutores Auxiliares de Táxi (Acat), José Estevão de Jesus Paulo, alerta para outro problema, que são as faixas exclusivas do BRT no Centro. “Como as faixas ficam na pista da direita, isso dificulta o embarque e desembarque de passageiros”, afirma. 

Conforme havia anunciado anteontem, a BHTrans reforçou que está estudando a autorização para circulação de táxis em eventos especiais e com destino ao aeroporto de Confins. “Os táxis não vão circular pela pista exclusiva por questões de segurança e para garantir o desempenho do Move”, informou.

Restrição em São Paulo
A Prefeitura de São Paulo também proibiu este ano a circulação de táxis pelos corredores exclusivos de ônibus, atendendo a uma recomendação do Ministério Público estadual. A exceção são veículos com passageiros nas faixas exclusivas do corredor Norte-Sul, marginais e avenidas Indianópolis, Corifeu de Azevedo Marques e Sumaré.

Por Flávia Ayer
Informações: Estado de Minas

READ MORE - Em BH, Taxistas estão proíbidos de circular nas faixas de ônibus da Avenida Antônio Carlos

Ônibus ligará Aeroporto Internacional e Arena Corinthians

Para os jogos da Copa do Mundo, uma linha especial do sistema "Airport Bus Service" - gerenciada pela EMTU/SP (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo) - foi criada para circular, em dias de jogos, entre o Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, e a Arena Corinthians, em Itaquera. 

O serviço, com característica executiva, será oferecido nos dias 12, 19, 23 e 26 de junho, e 1º e 9 de julho. Serão 15 partidas no sentido Aeroporto/ Arena e nove no sentido contrário. No site da EMTU podem ser visualizados os itinerários. A linha oferecerá cinco ônibus executivos com ar condicionado, poltronas estofadas e reclináveis, água e televisão. A tarifa de R$ 36,50 poderá ser paga em dinheiro, cartão de débito ou crédito.

O trajeto será realizado de forma expressa, sem embarque e desembarque ao longo do percurso; exceção feita aos Terminais do Aeroporto Internacional.

Reforço nas linhas já existentes

Também para atender os torcedores, além da nova linha exclusiva, as linhas já existentes do "Airport Bus Service" - 258 Guarulhos (Aeroporto Internacional de São Paulo) - São Paulo (Aeroporto de Congonhas) e 316 Guarulhos (Aeroporto Internacional de São Paulo) - São Paulo (Circuito dos Hotéis) serão reforçadas com mais quatro veículos, sendo dois em cada linha.

Na linha 258, serão acrescentadas 10 partidas por sentido, o que representa um aumento de aproximadamente 25% na oferta, totalizando 97 viagens por dia (48 viagens sentido Aeroporto Internacional/ Congonhas e 49 no sentido inverso). Na linha 316 serão acrescentadas seis partidas por sentido, representando um aumento de aproximadamente 37% na oferta e totalizando 44 viagens diárias (22 viagens sentido Aeroporto Internacional/ Circuito dos Hotéis e 22 no sentido inverso).

A linha suburbana 257 Guarulhos (Aeroporto Internacional de São Paulo) - São Paulo (Metrô Tatuapé), com tarifa fixada em R$ 4,45, terá o reforço de dois ônibus e o acréscimo de 43 partidas. Isso representa uma ampliação de cerca de 32% na oferta, totalizando 177 viagens por dia (88 viagens sentido Aeroporto Internacional/ Tatuapé e 89 no sentido inverso).

Os reforços serão realizados entre 9 de junho e 11 de julho, com possibilidade de prorrogação caso a demanda se justificar.

Do Portal do Governo do Estado
READ MORE - Ônibus ligará Aeroporto Internacional e Arena Corinthians

Secretário diz que plano deve resolver mobilidade na Copa em Manaus

O secretário executivo do Ministério dos Esportes, Luis Fernandes, afirmou que com a falta do monotrilho a mobilidade urbana de Manaus para a Copa do Mundo, que começa no dia 14 de junho, deve ser resolvida com um plano operacional.

Ao participar da reunião de ‘Alinhamento e Integração dos Planos Operacionais para a Copa do Mundo da Fifa Brasil 2014’, nesta quarta-feira (14), em Manaus, Fernandes disse: “Não há entraves de infraestrutura que impeçam a boa operação do evento. Claro que, inicialmente, havia o plano do monotrilho. Isso foi retirado, mas não acredito que impeça o bom funcionamento da Copa. Até porque, haverão pontos alternativos para garantir a mobilidade de quem vem assistir aos jogos”.

De acordo com o Portal da Copa, em 2010, Manaus apresentou dois projetos de mobilidade urbana: o Monotrilho e o Bus Rapid Transit (BRT). Em 2013, a capital amazonense não contava com nenhum projeto. As outras sedes da Copa, conforme o portal, mantêm obras para melhorar a mobilidade urbana.

Corredor de ônibus

Em março deste ano, a Prefeitura de Manaus implantou o Bus Rapid System (BRS), pista exclusiva para ônibus na Avenida Constantino Nery. O corredor é uma alternativa à falta de projeto de mobilidade urbana no perímetro da Arena da Amazônia.

Segundo a secretária municipal de Comunicação, Mônica Santaella, as providências adotadas pelos órgãos públicos para garantir maior mobilidade serão divulgadas nos próximos dias em parceria com a Agência de Estado de Comunicação (Agecom).

“Já estamos trabalhando as peças publicitárias que terão linguagem e informações específicas de acordo com o público para o qual estarão direcionadas”, disse.

O planejamento operacional de mobilidade urbana para a Copa acontecerá nos 64 jogos do Mundial no País. As operações serão montadas no entorno da Arena da Amazônia durante as quatro partidas marcadas para Manaus e na Praia da Ponta Negra, local do Fifa Fan Fest.

Conforme a Semcom, uma reunião com representantes de diversos órgãos municipais ocorreu na última terça-feira para tratar do planejamento no que se refere à circulação de veículos, barreiras de bloqueios, acesso de pedestres, esquema especial de trânsito, organização do transporte coletivo, táxis, veículos especiais de autoridades, entre outros.

Além disso, áreas especiais para estacionamento, criação de linhas especiais do transporte coletivo, pontos de embarque e desembarque de passageiros, horários específicos de interdição do perímetro do estádio, desvios alternativos, foram abordados também na reunião.

Informações: Nathane Dovale
Informações: d24am.com
READ MORE - Secretário diz que plano deve resolver mobilidade na Copa em Manaus

Apenas 30% dos ônibus de Cuiabá e Várzea Grande circularão na próxima terça (20)

A próxima terça-feira 20 quem depende de transporte coletivo urbano terá que esperar mais no ponto. Os motoristas e cobradores de ônibus de Cuiabá e Várzea Grande vão dispor somente 30% dos serviços, conforme decisão da categoria tomada nesta sexta-feira 16.Os profissionais não aceitaram a proposta de reajuste dos 4,65% apresentada pelos empresários, o que implicaria em uma variação salarial dos R$ 1.630 para cerca de R% 1.750.

O presidente do Sindicato dos Motoristas Profissionais e Trabalhadores em Empresas de Transportes de Cuiabá (Stett) Ledevino da Conceição, disse que a decisão pelo movimento paredista já foi tomada em que a categoria aguardará apenas uma sinalização, subordinando a greve ou não.

. Os motoristas e cobradores, que somam pouco mais que 2.500 profissionais, encaminharam aos empresários proposta de aumento de 7,15%, mas eles não aceitaram . “Toda vez é isso, fica nesse empurra, e as discussões tendem a ser tornar repetitivas, porque a indiferença é que termina prevalecendo”, afirmou ele.

Além do reajuste na folha, outras duas propostas são consideradas importantes pela categoria. Os profissionais querem a garantia de R$ 400,00 nem tickets alimentação e mais R$ 250 de bônus aos motoristas que trabalham com função acumulada – dupla função – atuando com motorista e cobrador.

Um documento listando essa proposta foi encaminhada para a Associação Mato-grossense dos Transportes Urbanos . A categoria espera uma posição até a próxima segunda-feira 19.

Informações: O Documento
READ MORE - Apenas 30% dos ônibus de Cuiabá e Várzea Grande circularão na próxima terça (20)

Em Goiânia, 257 linhas começam a receber novas viagens

O presidente da Câmara Deliberativa do Transporte Coletivo (CDTC), secretário João Balestra, e a diretora técnica da Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC), Cristina Maria Afonso, anunciaram, ontem, melhorias no transporte coletivo da Região Metropolitana e medidas que serão implementadas a médio e longo prazos. 

O serviço de transporte coletivo de Goiânia e Região Metropolitana oferecerá 737 novas viagens para 257 linhas, na primeira etapa de implantação do pacote melhorias definido pela Câmara Deliberativa de Transportes Coletivos (CDTC) e Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC). A implementação destas viagens iniciou, ontem, beneficiando diretamente todos os bairros de Goiânia e Aparecida de Goiânia e as cidades de Goianira, Trindade, Senador Canedo, Nova Veneza, Caldazinha, Abadia de Goiás, Santo Antônio de Goiás, Bela Vista, Nerópolis e Goianápolis.

Ao total, a população goiana terá mais 2.069 viagens integradas à operação do transporte coletivo. O incremento destas viagens será feito em quatro etapas, cuja conclusão é prevista para 4 de junho deste ano. Com a primeira e segunda etapas, que vão representar um acréscimo escalonado de 737 e 332 viagens, respectivamente, a operação do transporte coletivo será normalizada conforme os padrões estabelecidos pela CMTC. O que representará 11.097 viagens diárias para os municípios da rede metropolitana. 

Segundo o presidente Câmara Deliberativa do Transporte Coletivo, a partir de 28 de maio, a CDTC e a CMTC vai acompanhar o incremento das novas mil viagens ao sistema de transporte, que também será dividido em duas fases. Na primeira, 500 viagens serão acrescentadas beneficiando as regiões da rede metropolitana. Em 4 de junho, as outras 500 viagens vão complementar a operação até alcançar a ordem de 2.069 viagens a mais no sistema.

A deliberação da CDTC elenca a qualidade do transporte coletivo como prioridade e, por isso, o incremento do serviço vai acompanhar a demanda e a ordem é para que outras mil viagens sejam inseridas no sistema a partir de 2015.

Além das novas viagens, a retomada da organização das filas e atendimentos aos usuários no terminal são outras determinações da CDTC e CMTC que vão se iniciar amanhã. Cerca de 100 atendentes de terminal estão sendo contratados pelo Consórcio RMTC e as empresas operadoras devem oferecer o serviço a partir desta data.

Informações sobre as linhas e horários atualizados de circulação dos ônibus devem estar disponíveis à população nos terminais, na internet e nos aplicativos para celulares e tablets.

Novas tecnologias para o atendimento também serão oferecidas ao usuário do transporte coletivo, por aplicativos online que vão permitir a busca de itens perdidos durante as viagens e acompanhamento do trânsito e da operação em tempo real. Os serviços estão em fase final de estudo e devem ser divulgados até o final de maio.

Os estudos e reuniões técnicas para a implantação do link da Central de Controle Operacional (CCO), em tempo real, para a Secretaria de Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos (SICAM) e Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC) estão sendo realizados por equipes da área de planejamento e informática dos dois órgãos e também das Secretarias de Gestão e Planejamento do Estado de Goiás (Segplan) e Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação (Setec). A etapa de visitas técnicas à CCO, no Consórcio RMTC, está em andamento e segue até, segunda-feira, dia 19.

Informações: Diário da Manhã
READ MORE - Em Goiânia, 257 linhas começam a receber novas viagens

Ônibus que deveriam atender usuários de transporte público estão abandonados em Manaus

O pátio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), na BR-319, próximo ao porto da Ceasa, na Zona Leste, está abarrotado de ônibus do transporte coletivo apreendidos desde 2011. Os veículos foram apreendidos por irregularidades na documentação, sendo que a PRF não recebeu nenhum retorno das empresas proprietárias informando se resolverão as pendências e se irão retirá-los do local.

Atualmente 15 coletivos ocupam o pátio, sendo três apreendidos em 2011 e outros 12 desde a última sexta-feira. A apreensão mais recente ocorreu há três dias, quando três coletivos foram flagrados com o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) atrasado.

O Sindicato das Empresas do Transporte Coletivo Urbano de Manaus (Sinetram) informou ontem, que a direção da Eucatur está tomando providências para regularizar a situação de apenas oito veículos, de linhas que trafegam naquela área. A previsão é a regularização ocorra nesta quinta-feira. A empresa explicou, por meio do Sinetram, que existem dificuldades burocráticas para a concessão do IPVA de 2013 e 2014, uma vez que, foram os anos em que o Estado isentou as empresas do pagamento do imposto.

De acordo com a PRF, os veículos mantêm pendências com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM), mas só podem ser liberados pelo instituição policial, que tem a função de fiscalizar veículos naquela área, após a apresentação da documentação regularizada.

De acordo com o Sinetram, a Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU) ficou responsável por informar o documento dos veículos das empresas para que a Secretaria do Estado da Fazenda do Estado (Sefaz) fizesse a isenção, mas um erro no processo ocasionou o “travamento”. A Eucatur efetuará o pagamento dos impostos dos ônibus apreendidos para dar celeridade ao processo.

A PRF informou que um fiscal da SMTU está no local verificando se os coletivos seguem o itinerário até o porto da Ceasa ou se estão retornando antes para evitar a fiscalização.

Ontem, o fiscal constatou que todos os ônibus da linha 355 param antes da barreira da PRF e avisam que a garagem não permite o avanço da rota até o porto, distante um quilômetro. O procedimento é para evitar a fiscalização e possível apreensão do veiculo devido a irregularidades. A fiscalização da SMTU também levantou que a linha 418 segue normalmente o trajeto até o porto.

Informações: Florêncio Mesquita
Informações: A Critíca
READ MORE - Ônibus que deveriam atender usuários de transporte público estão abandonados em Manaus

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960