Tarifas de barcas, trens e metrô do Rio serão mantidas

domingo, 2 de fevereiro de 2014

O governo do Rio de Janeiro anunciou nesta sexta-feira que as atuais tarifas de trens (R$ 2,90), barcas (R$ 3,10 - tarifa social) e metrô ( R$ 3,20) serão mantidas.

Segundo nota divulgada pelo Palácio Guanabara, no que diz respeito à tarifa das barcas, já existe uma lei (Lei estadual nº. 6.138/2011), que instituiu a tarifa social e definiu que as despesas de execução tarifária do sistema aquaviário de transporte sejam subsidiadas pelo Fundo Estadual de Transporte.

A Secretaria de Estado de Fazenda fará um estudo para definir como compensar as demais concessionárias.

Informações: Jornal do Brasil

READ MORE - Tarifas de barcas, trens e metrô do Rio serão mantidas

Greve de ônibus: Maior crise no transporte público de Porto Alegre

A tentativa da empresa VAP de furar a greve geral dos rodoviários em Porto Alegre, que afeta mais de 1 milhão de pessoas desde a última segunda-feira, foi abortada na manhã deste sábado após nove veículos serem apedrejados em locais como as avenidas Protásio Alves – próximo ao restaurante Barranco – e Manoel Elias.
Foto: Tadeu Vilani / Agencia RBS
Os 17 coletivos postos em circulação acabaram retornando à garagem, no bairro Alto Petrópolis, e os cerca de 30 funcionários presentes foram dispensados. Eles ouviram que não havia condições de segurança para trabalhar e reclamaram da ausência de líderes sindicais na sede da VAP.

Conforme a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), pelo menos 45 coletivos foram atacados nos últimos seis dias de paralisação: nove hoje, 22 na quinta-feira e 14 na terça-feira.

– A greve é considerada ilegal e é de nossa responsabilidade largar os veículos. Foi o que tentamos fazer. Devido a quebras e vandalismo, fomos obrigados a recolher. A empresa tentou fazer sua parte, mas nessas condições não há mais como – disse Ênio Luis, 59 anos, representante da companhia.

Um motorista de 48 anos, cujo nome foi preservado por Zero Hora, conduzia um dos ônibus que teve o para-brisa alvejado por uma pedra na Protásio Alves no final da madrugada. Ele relata que já esperava a depredação:

– Do nada escutei um estouro, não visualizei ninguém, estava escuro. Havia quatro passageiros. O cobrador tinha orientado eles a não sentarem próximo às janelas, pois a gente previa isso. Bah, não sabemos o que fazer, não sei se fiz certo ou errado, foi a orientação que recebi.

Reivindicações

Os rodoviários querem 14% de aumento, reajuste do vale-alimentação de R$ 16 para R$ 20 e manutenção do plano de saúde, sem desconto no salário. Porém, as empresas oferecem 5,56% (reposição integral da inflação no ano, segundo o INPC) e querem coparticipação financeira dos empregados no plano de saúde.

Paralisação segue total

Sem avanço nas negociações com os empresários, os rodoviários decidiram, em assembleia no Ginásio Tesourinha na noite de sexta-feira, manter a paralisação por tempo indeterminado. Eles criaram uma comissão grevista, com lideranças em todas as garagens, para manterem a mobilização.

Se for necessário, piquetes serão formados em frente às empresas, segundo os sindicalistas. Os representantes das permissionárias afirmam que não têm como oferecer outra proposta sem o reajuste da tarifa de R$ 2,80.

A Justiça do Trabalho descartou o uso da Brigada Militar para liberar a saída dos veículos. O governo do Estado havia deixado claro que, se o Poder Judiciário determinasse, colocaria a polícia para dialogar com os grevistas, sem o uso da força.

Informações: Zero Hora


READ MORE - Greve de ônibus: Maior crise no transporte público de Porto Alegre

No Recife, Obra do BRT na Boa Vista deixa tráfego lento e passageiros confusos

O início das obras para a implantação do corredor exclusivo de ônibus BRT (Bus Rapid Trasit) na Avenida Conde da Boa Vista, deixou passageiros confusos e o trânsito lento no Grande Recife. Quem trafegou pela via, neste sábado (1º), reclamou de retenção no tráfego, que não costuma ser congestionado no fim de semana. Já usuários do transporte coletivo se queixaram de transtornos provocados com as mudanças das paradas.

“Não tem espaço nas paradas pra gente esperar o ônibus. Se já era lotado com as duas funcionando, imagina agora que só tem uma pra esse tanto de gente. Já vi muita gente caindo da calçada", disse a estudante Juliana Freitas, 18 anos. “Estou esperando o 'Torrões' [linha de ônibus], mas faz 20 minutos que ele não passa. Já vi um monte queimando parada", denunciou a aposentada Maria José, 76, acrescentando que o tempo para a chegada dos ônibus se torna bem maior com as obras.

A aposentada Maria José também reclamou da falta de orientadores no local. “Andei tanto que minhas canelas secaram. Ninguém me orientou, fiquei pra cima e pra baixo procurando onde eu pego meu ônibus", afirmou. Devido à falta de espaço, alguns ônibus tiveram que fazer o desembarque nas paradas desativadas. Taxistas reclamavam do trânsito atípico do sábado, por causa das obras.

Uma supervisora do Grande Recife, que estava circulando pelo local, mas não quis se identificar, disse à reportagem que três orientadores foram colocados em cada parada para ajudar pedestres sobre o percurso das linhas. Segundo ela, no domingo (2), os orientadores ficam das 8h às 13h, e de segunda à sexta, das 8h às 19h.

O comerciante informal Antônio Sebastião, que trabalha há cinco anos na avenida, já ouviu reclamações de muitos pedestres. “Tá um estresse, o povo não sabe para onde ir, mesmo com os orientadores. Eles não estão dando conta", afirmou.

A passageira Núbia Carla disse que um motorista do ônibus da linha Totó queimou a parada. “Levei mais de 30 minutos do Derby para o Centro, tudo por causa dessas obras. Não sei se o novo sistema vai melhorar essas paradas, é muito agoniado", afirmou. A expectativa da técnica de enfermagem Roberta Lúcia, 41, é que a circulação melhore após as obras do BRT. "O trânsito tá muito ruim e as paradas provisórias são muito pequenas, não cabe todo mundo. Depois, espero que melhore", explicou.

Mudanças
Segundo a Secretaria das Cidades, quando estiver pronto, o sistema atenderá toda a Avenida Conde da Boa Vista e vai se integrar ao corredor exclusivo de ônibus Leste/Oeste, que vai do Derby até Camaragibe, Região Metropolitana do Recife.

Durante o período de obras, as linhas sentido subúrbio/cidade que faziam embarque e desembarque na parada B, em frente à loja Riachuelo, agora utilizarão a parada A, em frente ao Shopping Boa Vista. Já no sentido cidade/subúrbio, as linhas que atendiam na parada B, em frente ao banco HSBC, passarão a atender à parada localizada em frente ao banco Santander. As linhas mudam de parada, mas continuam a atender às mesmas plataformas.

As demais paradas serão interditadas de acordo com o avanço das obras. A previsão é que, até 31 de março, toda a implantação das novas estações esteja concluída. As estações terão catracas que antecipam o pagamento da passagem, característica do sistema BRT.

» Sentido subúrbio/cidade parada nº 180321 (PARADA B), localizada em frente à Loja Riachuelo:

312 - Mustardinha
331 - Totó (Jardim Planalto)
332 - Totó (Abdias de Carvalho)
346 - TI TIP/ Conde da Boa Vista
416 - Roda de Fogo
423 - Engenho do Meio
431 - Cidade Universitária (TRT)
448 - Jardim Petrópolis
459 - Loteamento Santos Cosme Damião
511 - Alto do Mandu
516 - Casa Amarela (Nova torre)
521 - Alto santa Isabel
524 - Sítio dos Pintos (Dois irmãos)
531 - Casa Amarela (Rosa e Silva)
624 - Brejo
644 - Largo do Maracanã
721 - Água Fria
726 - Alto Santa Terezinha (Conde da Boa Vista)
811 - Campo Grande
977 - Paulista (Conde da Boa Vista)

» Sentido cidade/subúrbio parada nº 180304 (PARADA B), situada em frente ao Banco HSBC:

314 - Mangueira
312 - Mustardinha
315 - Bongi
331 - Totó (Jardim Planalto)
341 - Curado I
346 - TI TIP/ Conde da Boa Vista
416 - Roda de Fogo
421 - Torrões
423 - Engenho do Meio
431 - Cidade Universitária (TRT)
446 - UR-07
448 - Jardim Petrópolis
459 - Loteamento Santos Cosme Damião
516 - Casa Amarela (Nova torre)
521 - Alto santa Isabel
524 - Sítio dos Pintos (Dois irmãos)
531 - Casa Amarela (Rosa e Silva)
624 - Brejo
644 - Largo do Maracanã
726 - Alto Santa Terezinha (Conde da Boa Vista)
731 - Beberibe (Espinheiro)
811 - Campo Grande

Informações: CBN

READ MORE - No Recife, Obra do BRT na Boa Vista deixa tráfego lento e passageiros confusos

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960