Em BH, Motoristas testam veículos articulados que serão usados na implantação do BRT

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Monitores das empresas de ônibus de Belo Horizonte treinaram nessa segunda-feira no corredor da Avenida Cristiano Machado as primeiras manobras de veículos articulados nas estações de transferências com piso em nível. Os profissionais terão a missão de repassar os procedimentos de operação aos demais motoristas da frota até 15 de fevereiro, quando está previsto o início da circulação naquele trecho do Transporte Rápido por Ônibus (BRT), denominado Move. Técnicos da BHTrans e de fabricantes de chassis e carrocerias avaliaram o desempenho e auxiliaram no treinamento.

Foram usados dois veículos articulados com 19 metros de comprimento, que passaram o dia fazendo ultrapassagens, embarques e desembarques. Um deles tinha parte do leiaute externo que será aplicado ao Move, como a logomarca do sistema na lateral e a cobertura da lataria por adesivos. Contudo, segundo a BHtrans, os veículos de testes ainda não são os adquiridos pelas empresas de ônibus. São ônibus genéricos para demonstrações e testes. 

De acordo com o representante da empresa de chassis Treviso Betim, Wagner Gomes, o treinamento é importante para adaptação dos motoristas às manobras. “É importante fazer esses testes para conhecer o funcionamento dos veículos e as distâncias necessárias para manobras de embarque, desembarque e ultrapassagens, permitindo que o sistema funcione com rapidez”, afirmou. “Esses profissionais vão adaptar e fazer ajustes nas manobras e ensinar isso nas empresas”, disse. Nem os técnicos das empresas nem os da BHtrans garantiram, contudo, que haverá um número significativos de veículos entregues até 15 de fevereiro para permitir um funcionamento significativo do corredor.

Enquanto isso…Modelo para BH está definido

Uma das cinco fornecedoras das carrocerias do Move, a empresa gaúcha Marcopolo concluiu a produção dos primeiros ônibus articulados. Os veículos, modelo Marcopolo Viale BRT chassis Mercedes-Benz, estão estacionados no pátio da empresa em Caxias do Sul (RS) e deverão ser entregues aos consórcios operadores do transporte coletivo nos próximos dias. Serão cerca de 200 ônibus articulados em operação no BRT, além de outros 200 do tipo padron.

Informações: Estado de Minas

READ MORE - Em BH, Motoristas testam veículos articulados que serão usados na implantação do BRT

Em Salvador, Número de ônibus e fiscalização vão aumentar a partir deste final de semana

A frota do transporte coletivo de Salvador aumenta a partir deste fim de semana durante a Operação Verão, da Prefeitura de Salvador. Mais de 200 veículos irão reforçar o número de ônibus disponíveis para a população durante os sábados e domingos. Mais 200 monitores e fiscais também fazem parte da iniciativa - a intenção é aumentar o número de pessoas disponíveis orientando os usuários do sistema, além de ordenar e cumprir os horários dos coletivos.

Atualmente, a frota de 2,7 mil veículos é reduzida em 30% aos sábados e domingos, em média. Segundo o subsecretário de Urbanismo e Transporte (Semut), Orlando Santos, a prioridade será reforçar as linhas de ônibus que dão acesso às praias de Salvador. "Nessa época do ano, é onde registramos a maior demanda. A intenção é melhorar a mobilidade dos banhistas, tanto na ida à praia quanto ao retorno para casa”, declaro Santos.

A iniciativa busca reforçar os benefícios do Bilhete Único, onde o usuário paga apenas uma tarifa no intervalo de duas horas, assim como o programa 'Domingo é Meia', onde o valor da tarifa é reduzindo a metade (R$ 1,40) neste dia, durante o intervalo de duas horas e respeitando o sentido da viagem original - benefício válido apenas para quem tem o Salvador Card Avulso.

"Quem ainda não possui o Salvador Card Avulso, basta comparecer a um dos postos para adquirir o cartão, pagando apenas o valor de duas tarifas de ônibus (R$5,60). Se colocar no papel, o usuário consegue uma economia de até 75%, caso pagasse a tarifa em dinheiro ou vale transporte)", garante o subsecretário da Semut. Confira os pontos de venda do Salvador Card no site oficial da iniciativa do 'Bilhete Único'.

READ MORE - Em Salvador, Número de ônibus e fiscalização vão aumentar a partir deste final de semana

Fotos de novo ônibus motivam especulações em Sorocaba

As fotos de um novo ônibus articulado, com portas altas sem degraus do lado esquerdo e com a mesma pintura dos veículos do transporte coletivo em Sorocaba, estão gerando especulações de que seria o primeiro ônibus do sistema Bus Rapid Transit (BRT), prometido pelo prefeito Antonio Carlos Pannunzio (PSDB). Nas imagens que foram enviadas para o Cruzeiro do Sul e que já circulam em redes sociais na internet, o veículo recebeu o número 2500, tem a informação que foi fabricado em 2013 e a inscrição da Sorocaba Transportes Urbanos (STU), uma das concessionárias do transporte coletivo na cidade. Segundo motoristas consultados, o ônibus teria chegado ontem à garagem da STU. A Urbes deixou de responder às questões da reportagem.

Entre os motoristas corre o boato que o novo veículo deverá fazer a linha Campolim nos próximos dias. Apesar das portas altas do lado esquerdo, o veículo teria portas com degraus semelhantes aos convencionais do lado direito, o que possibilitaria o uso imediato se as portas altas forem mantidas fechadas. O chassi do veículo é Scania e a carroceria da Neobus. Em uma das comunidades na rede Facebook denominada Legitimidade Sorocabana, há a observação de que esse ônibus não é biarticulado e sim apenas articulado. A Urbes informou que responderia no dia de hoje as questões levantadas pela reportagem.

Na edição do último sábado o Cruzeiro do Sul noticiou que pelo menos 12 empresas brasileiras e estrangeiras se habilitaram e realizam estudos e anteprojetos para implantação e operação do sistema BRT de transporte e do Hospital de Clínicas em Sorocaba. Dos grupos que mostraram interesse no edital publicado em 27 de dezembro do ano passado, oito conglomerados desenvolvem os estudos relacionados ao Hospital de Clínicas e seis ao sistema BRT, sendo que dois grupos se habilitaram para os dois projetos.

Para a implantação e operação de rede de aproximadamente 35 quilômetros de corredores de transporte coletivo com as plataformas de paradas e os terminais urbanos a Prefeitura calcula um investimento inicial em torno dos R$ 190 milhões em infraestrutura. O município já conta com financiamento aprovado pelo Governo Federal por meio do PAC2 da Mobilidade para investimentos em infraestrutura pública do BRT.

Informações: Jornal Cruzeiro do Sul

Leia também sobre:
READ MORE - Fotos de novo ônibus motivam especulações em Sorocaba

Em SP, Bilhete Único dos estudantes terão a cota de fevereiro antecipada

A partir do dia 27 de janeiro, segunda-feira, os estudantes poderão comprar a cota do Bilhete Único referente ao mês de fevereiro. A medida foi tomada tendo em vista que muitas escolas anteciparam a volta às aulas devido ao evento da Copa, que ocorrerá no Brasil em julho.

Vale destacar que nos outros meses a cota será liberada conforme o calendário normal, no primeiro dia de cada mês.

Cadastro

O primeiro passo para a solicitação do Bilhete Único Escolar é feito sempre na instituição de ensino, que é responsável por enviar os dados da matrícula do aluno à SPTrans.

O estudante poderá consultar se seus dados já foram enviados pela escola no site http://estudante.sptrans.com.br. Após a consulta, será disponibilizado um link para o portal do Bilhete Único e, caso as informações já estejam no sistema, ele poderá fazer a solicitação do seu benefício.

O aluno deverá, então, escolher se utilizará o cartão apenas para o benefício da meia-tarifa no transporte público ou se prefere a versão conveniada com UNE/Umes, que dá direito também a descontosem eventos, cinema, teatro e outras atividades de lazer.

Também haverá a opção de apenas revalidar o cartão jáfeito em 2013, apenas para quem utilizar o bilhete que dá direito apenas à meia-tarifa no transporte público. Quem fizer a escolha do cartão conveniado deverá, obrigatoriamente, solicitar um novo bilhete.

Após essas etapas, será disponibilizadoonlineo boleto bancário da taxa do Bilhete Único Escolar 2014, que é de cinco tarifas (R$ 15,00) para a versão de meia-tarifa no transporte e 13 tarifas (R$ 39,00) para o cartão com o convênio, que pode ser impresso para pagamento da forma mais cômodapara os estudantes.

Após a confirmação do pagamento, que é registrado em até 48 horas, o cartão é entregue na instituição de ensino em até 20 dias. O estudante deverá, então,fazer a ativação do bilhete antes de utilizá-lo, tambémentrando novamente no portal.

Portal do Bilhete Único

Ao fazer o seu cadastro paraonovo Bilhete Único, o usuário estará criando uma conta que permitirá, ainda no primeiro semestre, acessar uma série de serviços como consultar o extrato do cartão, participar de pesquisas de qualidade do transporte público e até cancelar seu bilhete em caso de perda, por meio da internet.

Os estudantes que solicitarem um bilhete novo terão a vantagem de poder escolher o Bilhete Único Mensal para utilizar o sistema de ônibus municipais por até 31 dias, pagando uma tarifa única de R$ 70,00. A escolha e o acompanhamento também deverão ser feitos no portal, mês a mês, de acordo com o que melhor se adequar às suas viagens.

Por exemplo, o aluno poderá optar por utilizar o Bilhete Mensal, em março, e em abril, voltar a usar as cotas normais. Basta informar a opçãoescolhida na sua conta no site do Bilhete Único.

Esse benefício estará disponível apenas para quem solicitar um cartão novo. Quem revalidar o bilhete do ano passado terá direito apenas às cotas normais, de acordo com o número de viagens entre casa e escola realizadas em um mês, seguindo o modelo dos anos anteriores.

Assessoria de Imprensa - SPTrans

Leia também sobre:
READ MORE - Em SP, Bilhete Único dos estudantes terão a cota de fevereiro antecipada

SuperVia disponibiliza mais lugares a partir do dia 27

A partir do dia 27 de janeiro a SuperVia ofertará 1 milhão e 600 mil lugares distribuídos em 823 viagens. Desde o início das intervenções na Zona Portuária, em função da demolição do Elevado da Perimetral, a concessionária atua com a ampliação de seu planejamento para atender ao possível aumento da demanda de passageiros. Além disso, com o andamento de seu programa de renovação da frota, mais de 65% das viagens realizadas ocorrem em composições com ar condicionado. 

Adicionalmente à operação regular, com intervalo máximo de 15 minutos entre as composições nos horários de pico, a SuperVia oferece trens expressos no ramal Japeri e partidas extras no terminal Gramacho, que atendem a municípios da Baixada Fluminense, no período da manhã. À noite, no movimento de volta para casa, estes ramais também contam com trens expressos que partem da Central do Brasil. A concessionária também reforçou sua equipe de atendimento nas estações e conta com o serviço de “Posso Ajudar?” para a orientação dos passageiros.  

READ MORE - SuperVia disponibiliza mais lugares a partir do dia 27

Plano de Mobilidade Urbana em Rio Preto ainda não saiu do papel

Um programa do Governo Federal prevê investimentos para grandes mudanças na mobilidade urbana em São José do Rio Preto (SP), mas são iniciativas burocráticas e até agora foi feito muito pouco. Por enquanto, o trânsito é caótico, não apenas para motoristas, mas também para pedestres.

Logo no começo do dia o trânsito é intenso nas avenidas que interligam a região norte ao centro da cidade. Nas rotatórias, carros e motos dividem espaço com os ônibus, que passam de minuto a minuto.

O destino da maioria dos ônibus é a rodoviária, por isso quando se chega ao terminal, a situação fica ainda mais crítica. Um congestionamento se forma na Avenida Alberto Andaló. Os motoristas reclamam do transtorno. “No horário de pico não tem como andar mais, está muito difícil”, afirma o motorista Osvaldo Antunes.

A prefeitura diz que pretende criar 40 quilômetros de corredores exclusivos para o tráfego de ônibus, em Rio Preto. A ideia faz parte do Plano de Mobilidade Urbana, uma exigência do Ministério das Cidades. Até o ano que vem os municípios devem colocar em prática ações que melhorem o trânsito de veículos e pedestres.
A especialista em urbanismo Deocimar Teodózio diz que muita coisa precisa mudar. “A gente deve ter calçadas largas e seguras para os pedestres, ciclovias porque as bicicletas são meio de transporte e corredores de ônibus para fazer com que as pessoas escolham o transporte coletivo no local do individual”, afirma a arquiteta.

O secretário de Planejamento de Rio Preto, Milton Assis, diz que as ciclovias e a reforma das calçadas também são prioridades do projeto, que inclui ainda a construção de três viadutos, um deles, na zona norte. As obras estão orçadas em R$ 210 milhões, sendo que quase toda verba vem do Governo Federal.

O secretário garante que a partir do segundo semestre deste ano a empresa contratada para o serviço começa a trabalhar. “A gente deve assinar em janeiro o contrato, terá um período para a checagem de projetos e as obras devem começar no segundo semestre. Como são obras que vão durar até dois anos, o forte das obras será em 2015”, afirma Milton.

Enquanto as melhorias não chegam só resta ao rio-pretense ter muita paciência. Em um ano o trabalhador que depende do transporte coletivo perde mais de um mês no trajeto de ida e volta de casa ao trabalho. Tempo que poderia ser menor, se as obras de mobilidade urbana já tivessem saído do papel e se tornado realidade no município.

Informações: G1 SP

Leia também sobre:
READ MORE - Plano de Mobilidade Urbana em Rio Preto ainda não saiu do papel

Governo autoriza estudos para trem Brasília-Luziânia

O governo autorizou hoje o início dos estudos de viabilidade técnica para a criação do trem de passageiros entre as cidades de Brasília (DF) e de Luziânia (GO). O estudo vai abranger o trecho ferroviário que se situa na EF-050, entre Luziânia e a Rodoferroviária de Brasília, com extensão aproximada de 70 quilômetros.

A ordem de serviço, autorizada pela Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco), órgão vinculado ao Ministério da Integração Nacional, prevê estudos de viabilidade técnica, econômica e ambiental e será feito pelas empresas Vetec Engenharia e Oficina Engenharia Consultores Associados, que terão dez meses para a conclusão do estudo. O valor financiado é R$ 1,8 milhão.

O trabalho será feito em duas etapas. Na primeira, serão executados o diagnóstico, a caracterização do sistema de transporte e a concepção técnica e operacional do serviço. Posteriormente, será feito o levantamento de interferências ambientais e de bens tombados. A caracterização conterá a análise de integração entre modos e condicionantes e o detalhamento da estrutura ferroviária existente.

Na segunda etapa, será elaborado um projeto funcional com o detalhamento da ligação ferroviária recomendada. Posteriormente, avaliações ambientais que trarão também a viabilidade do empreendimento, as estimativas de custos e de receitas, bem como o prazo de término e início das obras.

READ MORE - Governo autoriza estudos para trem Brasília-Luziânia

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960