No Recife, Ciclofaixa Arquiteto Luiz Nunes entra em operação

domingo, 18 de maio de 2014

A Prefeitura do Recife começa a colocar em prática duas importantes ações sintonizadas com o Programa de Governo e previstas no Plano Diretor Cicloviário (PDC), contratado pelo Governo de Pernambuco em parceria com os municípios da RMR. O prefeito Geraldo Julio autorizou a implantação da primeira Zona 30 da cidade, ação inédita em Pernambuco, que será no Bairro do Recife, e da Ciclofaixa Permanente da Arquiteto Luiz Nunes, localizada entre os bairros de Afogados e Imbiribeira. Os dois projetos somam mais de R$ 300 mil de investimento. Lançado no último dia 5 de fevereiro, o PDC prevê, por parte do Recife, a implantação de 12 rotas cicláveis.

Geraldo Julio afirmou que as ações representam o compromisso da gestão em tornar a cidade ciclável. “No Dia Nacional de Bike ao Trabalho, a gente traz um presente para o Recife. Essas ações irão melhorar a qualidade de vida em nossa cidade. Nesse sentido, a partir do PDC orientamos as nossas ações e abrimos a licitação para depois contratar a empresa que está apontando as rotas”, explicou o prefeito, depois de lembrar que as intervenções fazem parte do projeto da PCR Recife, Cidade das Pessoas; voltado para priorizar a qualidade de vida da população. 

A primeira Zona 30 da cidade conta com investimento de R$ 199 mil e já começa a valer no mês de junho. A velocidade regulamentada será de 30 km/h em 22 ruas do Bairro do Recife, entre o polígono formado pela Avenida Alfredo Lisboa, Cais da Alfândega, Cais do Apolo e Rua do Observatório. A medida vale também para os ônibus que circulam nos locais beneficiados pelo projeto. Na Av. Alfredo Lisboa e no Cais do Apolo (no trecho após a Ponte Buarque de Macedo) a velocidade máxima permitida continua sendo de 40 Km/h. Os condutores que ultrapassarem a velocidade estabelecida serão multados.

Para garantir a fiscalização na Zona 30, a CTTU implantará 30 totens com sinalização específica, equipamentos de fiscalização eletrônica, oito lombadas, além da presença dos agentes de trânsito, alertando os motoristas e ciclistas que se trata de um espaço de convivência compartilhado por pedestres e pelos diversos meios de transporte. A intervenção inclui ainda faixas de pedestres em diversos pontos da área, orientando o condutor a reduzir a velocidade. Os estacionamentos que já são oferecidos nesses locais continuarão em funcionamento.

No que se refere às penalidades, no caso do descumprimento do nova determinação, as infrações variam de acordo com a velocidade que o condutor ultrapasse o equipamento de fiscalização de velocidade (30 km/h). Os veículos que ignorarem as normas estarão sujeitos a ser multados em valores que variam de R$ 85,13 a R$ 574,62, além dos pontos registrados na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). 

Já a Ciclofaixa Arquiteto Luiz Nunes estará disponível para a população no dia 17 de maio e terá 3,5 quilômetros de extensão, ligando os bairros de Afogados e Imbiribeira. A rota anunciada começa na interseção da Rua 21 de Abril com a Cosme Viana, segue pela Visconde de Pelota, cruza a Avenida São Miguel, continua pela Arquiteto Luiz Nunes, pela Rua José Brandão seguindo até a Lagoa do Araçá – a ciclofaixa contornará toda a extensão da Lagoa. Este último local será ligado ainda à Avenida Caxangá, através da ciclofaixa da própria Rua 21 de Abril. O investimento previsto é de R$ 109 mil. Com a nova ciclofaixa, que terá sinalização horizontal, vertical, além de tachões, a velocidade máxima permitida na Arquiteto Luiz Nunes passará de 50 km/h para 40 km/h.

A Ciclofaixa Arquiteto Luiz Nunes estará disponível para a população no dia 17 de maio.

Em seu discurso, o prefeito do Recife disse ainda que a Zona 30 proporcionará um espaço diferenciado de convivência do pedestre, da bicicleta, do carro. “Essa ação representa uma transformação na mudança do comportamento das pessoas. Trouxemos inovação para transformar a cidade. Para garantir esse movimento novo, a gente não pode trazer mais do mesmo, temos que apresentar mais do novo. Os grandes centros urbanos que conseguiram transformar a qualidade de vida fizeram exatamente isso”, cravou Geraldo.

Presente ao ato, o secretário de Mobilidade e Controle Urbano do Recife, João Braga, ressaltou a iniciativa como parte do conceito da gestão municipal. “Estamos implementando todas as mudanças com base em um processo de diálogo constante com a população. Quando eu vejo as calçadas, o transporte público, a Faixa Azul, o ciclista e o pedestre como motivos de reflexão, vejo que o nosso conceito está ganhando corpo em toda a sociedade”, salientou.

Como parte do Plano Diretor Cicloviário, a próxima ciclofaixa implantada pela PCR será a da Rua Carlos Fernandes, em Campo Grande, prevista para o mês de junho. No Programa de Governo, o compromisso de priorizar o uso da bicicleta está especificado no eixo Organizando a Cidade, através da implantação de 76 quilômetros de rotas cicláveis no Recife.

Informações: Prefeitura do Recife

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960