Governo de Pernambuco capacita motoristas de ônibus para melhorar convivência com ciclistas

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Além do aumento progressivo no número de carros circulando na Região Metropolitana do Recife, as bicicletas têm ganhando cada vez mais espaço nas vias da RMR. O desafio é enorme e tem ganhado destaque nas metas do Governo do Estado. Focando neste tema, a Secretaria das Cidades firmou uma parceria com o Grande Recife Consórcio de Transporte, o Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros no Estado de Pernambuco (Urbana-PE) e o Itaú para promover a 1ª palestra de capacitação para os motoristas de ônibus da RMR. 

O curso foi iniciado nesta segunda-feira (13/01), com uma aula inaugural para os instrutores das 18 empresas operadoras, no auditório na sede da Secid. Os instrutores multiplicarão os seus conhecimentos ao longo de 30 dias para os seis mil motoristas de ônibus da RMR. Serão quatro palestras por dia com duração de uma hora. As aulas acontecerão no Sest Senat do Cabo de Santo Agostinho, de Beberibe e nas garagens de diversas empresas de ônibus. 

Ao longo das aulas serão ministradas palestras de conscientização e esclarecimentos, debates sobre o Código Nacional de Trânsito e também sobre direitos e deveres dos envolvidos. Na prática, os papéis se invertem. Ou seja, quem enfrenta todos os dias o trânsito no Recife e em outras cidades dirigindo ônibus, vai se colocar no papel de quem anda em duas rodas. 

Segundo o secretario das Cidades, Danilo Cabral, o motorista de ônibus pode ser um agente transformador, colaborando para tornar o trânsito mais solidário e menos agressivo. “O motorista de ônibus é o agente diferencial para melhorar o trânsito da cidade. Com boas atitudes, ele ajuda a disciplinar o trânsito”, reforçou.

As palestras estão sendo ministradas por André Pasqualini, ciclista com mais de 20 anos de experiência. Desde 2008, Pasqualini vem realizando diversos trabalhos em consultoria de mobilidade urbana trabalhando em parceria com as prefeituras de São Paulo e até o Governo Estadual de São Paulo. “Quem é valorizado sempre responde de forma positiva. É preciso preparar os motoristas para que sejam mais atenciosos no trânsito. Essa é a chave para mudar a cultura de trânsito na cidade”, adiantou.

Segundo Maria Amélia Bezerra Leite, diretora de Comunicação Estratégica da Urbana-PE, o aumento no número de ciclistas nas ruas é um alerta. “Hoje, observamos uma crescente no número de ciclistas na cidade. O curso é uma iniciativa muito louvável, pois, precisamos preparar nossa equipe para lidar com esse novo cenário e cumprir a lei. Estamos fazendo um esforço enorme para sensibilizar nossos funcionários e alertá-los para o bom convívio com os ciclistas”, pontuou. 

Para o fotógrafo Douglas Fagner, que vem para o trabalho diariamente de bicicleta este curso representa a inversão dos papeis. “Acho essencial, tanto para os que usam a bicicleta como lazer como para os que usam diariamente como meio de transporte. A pressa dos motoristas de ônibus para manter os horários e vencer os obstáculos do trânsito torna perigosa à desenvoltura de alguns motoristas. A palestra é um bom incentivo e um começo significativo para o convívio pacífico”, comemorou.

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960