Acaba greve no transporte coletivo em Ponta Grossa

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Terminou na tarde desta sexta-feira (28) momento a greve no transporte coletivo em Ponta Grossa, nos Campos Gerais. Os ônibus, que já estavam circulando parcialmente por conta de uma decisão judicial, devem voltar a operar com 100% da frota ainda nesta sexta-feira.

O sindicato da categoria aceitou a proposta oferecida pela Viação Campos Gerais – que opera o sistema – na tarde desta sexta-feira (28). Os cerca de 1,3 mil funcionários terão reajuste salarial de 10%, vale-alimentação de R$ 170 (atualmente o valor é de R$ 120) e um abono de R$ 100 pago em parcela única junto com o 13º salário no mês de dezembro.

A greve começou à 0 hora de quarta-feira (26) com a frota totalmente paralisada. Por força de uma liminar do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), 70% da frota voltou a circular quinta-feira (27) nos horários de pico e 50% nos horários normais. A paralisação afetou cerca de 100 mil pessoas.

Informações: Gazeta do Povo

READ MORE - Acaba greve no transporte coletivo em Ponta Grossa

Nova licitação é lançada para linhas de ônibus do Grande Recife

Foi publicado no Diário Oficial de Pernambuco, nesta quinta-feira (27), o edital de licitação das linhas do Sistema de Transporte Público de Passageiros da Região Metropolitana do Recife (STPP/RMR).  O edital passou por mudanças depois da ausência de empresários do setor interessados no processo aberto em janeiro. A sessão inicial está prevista para o dia 30 de julho.

Uma das mudanças é a decisão de dividir a licitação em duas etapas. A primeira conta com dois lotes, referentes aos corredores de ônibus Norte/Sul e Leste/Oeste, que juntos correspondem a 115 linhas, o que equivale a 30% da frota, já incluindo os veículos do Transporte Rápido por Ônibus (TRO). A homologação dessa etapa está prevista para 30 de setembro, com assinatura de contrato em outubro e início da operação em janeiro de 2014.
Os outros cinco lotes devem ser licitados em uma segunda etapa, prevista para o dia 30 de agosto deste ano, sendo eles o corredor da José Rufino e Abdias de Carvalho; Mascarenhas de Moraes; Rosa e Silva, Rui Barbosa e Avenida Norte; Beberibe e Presidente Kennedy; Domingos Ferreira e BR-101 Cabo/Ipojuca. Segundo o governo, o custo estimado para a prestação de serviço nos sete lotes é de R$ 15 bilhões, sendo que os dois primeiros têm uma previsão de R$ 4,5 bilhões ao ano.

A licitação passou por mudanças também em seu modelo, que passa a se basear apenas na menor remuneração, seguindo sugestão do Tribunal de Contas do Estado (TCE), embora sejam exigidos a comprovação de capacidade técnica operacional das empresas. Os vencedores do edital terão direito de exploração de 15 anos, renováveis por mais cinco.

Os requisitos e indicadores de qualidade foram mantidos no novo edital, que coloca a idade média máxima da frota em três anos e meio para ônibus convencionais e oito anos para os articulados e TROs, sendo que cada veículo convencional só poderá rodar por até sete anos, enquanto os articulados, por dez anos.

O processo licitatório exige ainda que as linhas de TRO atuem com ar-condicionado até junho de 2014 e que as linhas ‘troncais’ contem com o equipamento até junho de 2015. O Grande Recife Consórcio de Transporte ainda estuda como estender para o resto da frota o benefício. O edital pode ser conferido na página do Grande Recife.

Sistema de monitoramento
O Grande Recife abriu também licitação para o Sistema Inteligente de Monitoramento da Operação (Simop), publicado no Diário Oficial no dia 14 de junho. Estimado em R$ 53,7 milhões, o processo deve ser concluído até agosto.

A licitação prevê a implantação de computadores de bordo em toda a frota do Sistema, a fim de otimizar a gestão e conseguir passar à população uma previsão real dos horários dos ônibus. As informações do processo também podem ser consultadas na página do Grande Recife.

Informações: G1 Pernambuco
READ MORE - Nova licitação é lançada para linhas de ônibus do Grande Recife

Mercedes-Benz vende seu primeiro ônibus híbrido

A Mercedes-Benz registrou a encomenda da primeira unidade de seu ônibus híbrido: o cliente será a Metra, empresa responsável pelo transporte urbano de passageiros de São Bernardo do Campo (SP). Desenvolvido em parceria com a Eletra, fabricante de veículos elétricos nas versões trólebus (rede aérea), híbrido (grupo motor gerador + baterias) e elétrico puro (baterias), o novo ônibus da conta com motor elétrico da Weg e banco de baterias tracionárias da Moura.

“Ele amplia a nossa linha de ônibus, a maior do País, que oferece modelos para todas as demandas do mercado, tanto no segmento urbano, quanto rodoviário, escolar, fretamento e turismo”, afirma Walter Barbosa, diretor de vendas de ônibus da Mercedes-Benz do Brasil. 


O ônibus é equipado com um grupo motor gerador e um banco de baterias. Apenas o motor elétrico movimenta o veículo, caracterizando a tecnologia híbrido série. O motor elétrico foi desenvolvido pela WEG: a energia para o motor elétrico vem de um grupo motor gerador formado por um motor veicular Mercedes-Benz Euro 5 movido a diesel, biodiesel ou diesel de cana e um gerador também fabricado pela WEG. 

Um banco de baterias tracionárias, desenvolvido pela Moura, complementa a energia disponível para o motor elétrico, quando necessário. Em cada parada para entrada de passageiros ou semáforos, o grupo motor gerador recarrega as baterias. As baterias são de chumbo ácido, fabricadas no Brasil e 100% recicláveis. 

“O HíbridoBR é o primeiro com tecnologia 100% nacional a circular no País. Esta solução é fruto de um conceito inédito de parceria com a Eletra, fabricante brasileira especializada em veículos de transporte urbano com tração elétrica. Com base na experiência e conhecimento de ambas as empresas estamos buscando oferecer ao mercado um produto desenvolvido em nosso País, totalmente adequado para uso nas cidades brasileiras, adaptado às características já conhecidas pelas empresas e operadores de transporte de passageiros”, afirma Curt Axthelm, gerente de marketing de produto ônibus da Mercedes-Benz do Brasil. 

O ônibus híbrido da Mercedes-Benz será exposto durante a Transpúblico 2013, feira de produtos e serviços para o transporte coletivo urbano, que será realizada de 3 a 5 de julho, no Transamérica Expo Center, em São Paulo, simultaneamente ao Seminário Nacional da Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU).

Informações: automotivebusiness.com.br
READ MORE - Mercedes-Benz vende seu primeiro ônibus híbrido

Achados e Perdidos do Metrô de São Paulo pode ser consultado pela internet

O sistema de busca de Achados e Perdidos do Metrô de São Paulo também pode ser consultado pela internet. O serviço online destina-se à localização de objetos perdidos nos trens e estações de todo o sistema e cuja identificação do dono seja possível, como documentos, agendas, pastas e carteiras.

O posto central funciona na Estação Sé, de segunda a sexta-feira, das 7h às 20h, exceto feriados. O interessado também pode fazer uma consulta pelo telefone, no número 0800-770 77 22, todos os dias, das 5h30 às 23h30.

Os objetos permanecem à disposição por mais de 60 dias. Os não procurados são encaminhados para o Fussesp (Fundo de Solidariedade do Estado de São Paulo) e os documentos, para os órgãos emissores.

Do Portal do Governo do Estado

READ MORE - Achados e Perdidos do Metrô de São Paulo pode ser consultado pela internet

Valor total do projeto do metrô curitibano passará de R$ 3 bilhões

O projeto do metrô de Curitiba deverá custar mais de R$ 3 bilhões – pelo menos 28% a mais do que o previsto pela gestão do ex-prefeito Luciano Ducci. A nova estimativa foi apresentada ontem, pelo secretário municipal de Gestão e Planejamento, Fábio Scatolin, durante simpósio organizado pelo CREA-PR. Para bancar o custo adicional, a administração do prefeito Gustavo Fruet não nega que poderá buscar novos recursos federais para a obra.

“O preço será algo próximo da Linha Lilás de São Paulo. Estamos estimando algo em torno de R$ 3 bilhões para a primeira fase. Mas não tenho dados precisos ainda, pois isso é o mercado quem vai dizer”, afirmou Scatolin.

A primeira fase do projeto do metrô de Curitiba, que ligaria o CIC Sul à futura Estação Rua das Flores, estava orçada em 2,34 bilhões. Esse valor será dividido entre os governos federal e estadual (R$ 1 bilhão e R$ 300 milhões), prefeitura (R$ 82 milhões) e iniciativa privada (R$ 949 milhões). O acréscimo estimado pela prefeitura poderá ser buscado junto ao governo federal.

“Após os protestos, houve o anúncio da presidente de mais investimentos em mobilidade urbana. Não posso afirmar onde especificamente esse dinheiro será utilizado, mas o prefeito está atento e esperamos algo para projetos de metrô”, afirmou o secretário.
O novo custo ainda será confirmado pela Comissão de Revisão do Projeto do Metrô de Curitiba, que receberá até o próximo dia 12 de agosto Procedimentos de Manifestação de Interesse (PMI) – instrumento é previsto pela Lei de Parceria Público Privada (PPP) e pelo qual as empresas manifestarão desejo em participar da concorrência.

Até o momento, nenhum projeto foi apresentado. Scatolin garante que isso não é um problema. “A ideia é receber ao final, não no meio do caminho. Quero, pelo menos, um projeto, que precisará ser bem feito para nos capacitarmos em direção à licitação”, afirmou.

Curitiba tem até o dia 30 de agosto deste ano para garantir o aporte de R$ 1 bilhão do governo federal para o projeto de metrô. Esse é o prazo para que a administração municipal dê o sinal verde de que fará a obra, garantindo que os recursos sejam incluídos na Lei Orçamentária Anual federal. 

Por Raphael Marchiori
Informações: Gazeta do Povo

Infográfico

READ MORE - Valor total do projeto do metrô curitibano passará de R$ 3 bilhões

Toshiba vai instalar sistema elétrico em metrô do Rio de Janeiro

A empresa japonesa Toshiba fornecerá os sistemas elétricos para a rede de trens do metrô do Rio de Janeiro, um pedido estimado em 6 bilhões de ienes (R$ 2,7 bilhões), informou nesta quinta-feira a companhia.

Concretamente, a Toshiba será responsável por instalar os sistemas de propulsão, as redes elétricas auxiliares e os sistemas de acompanhamento de um total de 60 trens.

O pedido, realizado pelo consórcio China National Machinery que se encarrega das obras do metrô carioca, será entregue entre setembro de 2013 e dezembro de 2014, segundo comunicado emitido hoje pela Toshiba.


A modernização do sistema de metrô é uma das prioridades nas duas maiores cidades do país - São Paulo e Rio de Janeiro - para 'aliviar os frequentes engarrafamentos', detalhou a Toshiba.

O Brasil é um dos principais mercados para o fabricante japonês, que até o momento participou na instalação do equipamento elétrico de 50 trens do metrô do Rio de Janeiro, nos quais instalou sistemas de luz, ar condicionado e motores de tração de baixo consumo.

Além disso, em meados de maio anunciou o início das operações em uma nova fábrica para produzir transformadores elétricos na cidade de Betim em Minas Gerais.

Por EFE Brasil, EFE Multimedia
Informações: MSN
READ MORE - Toshiba vai instalar sistema elétrico em metrô do Rio de Janeiro

Faixas de ônibus serão instaladas em grandes avenidas de SP em julho

Algumas das grandes avenidas de São Paulo, como a Paulista, a Doutor Arnaldo e a Tiradentes, passarão a ter faixas exclusivas para ônibus no mês de julho. Ao todo, 38,3 quilômetros de pistas para o transporte coletivo serão instalados nessas vias no próximo mês. Na Paulista e na Doutor Arnaldo, as faixas começam a funcionar no dia 15, e na Tiradentes, em 25 de julho. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

A marginal Tietê já possui faixas exclusivas para ônibus - 12,7 quilômetros -, assim como a radial Leste - 2,5 quilômetros. No dia 15 de julho, o mesmo esquema começará a funcionar na marginal Pinheiros, com 21 quilômetros de extensão. Nas avenidas Santos Dumont, Tiradentes e Prestes Maia, as delimitações começarão em 25 de julho. No dia 29, abre a faixa da avenida Sapopemba, que terá 4,6 quilômetros. A partir de 5 de agosto, a Vinte e Três de Maio também terá pistas só para coletivos, com 8,7 quilômetros no total. Até agosto, haverá 60 quilômetros de faixas.

Informações: Portal Terra

READ MORE - Faixas de ônibus serão instaladas em grandes avenidas de SP em julho

Projeto de lei quer vagões de trem e metrô exclusivos para mulheres

O PL (Projeto de Lei) que obriga que trens, metrô e ônibus de São Paulo destinem vagões e assentos exclusivos para mulheres foi aprovado pela Comissão de Transportes da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. O PL 341/2005, de autoria do então deputado Geraldo Vinholi (PSDB), obriga que as empresas tenham espaço somente para mulheres durante os horários de pico do transporte público.

Segundo o PL, no caso do Metrô e da CPTM, as empresas devem destinar um vagão inteiro para as mulheres. Para os ônibus, pode haver assentos específicos ou até mesmo, dependendo da linha e da disponibilidade de veículos, um coletivo específico para transporte feminino.

O projeto teve parecer favorável do deputado Gerson Bittencourt (PT), que apresentou duas emendas ao PL. Bittencourt alterou o período para adaptação das empresas de transporte, caso o PL entre em vigor, de 90 para 180 dias. Além disso, o deputado acrescentou ao texto que o espaço feminino nos trens e ônibus deve ser identificado.

Na justificativa do PL, Vinholi disse que muitas mulheres são assedias no transporte público e ficam indefesas por causa da superlotação dos horários de pico. A medida de destinar vagão específico para mulheres já existe em trens e Metrô do Rio de Janeiro. 

De acordo com a assessoria de imprensa da Assembleia, ainda não há previsão de quando o PL será votado em plenário.

Informações: R7.com

READ MORE - Projeto de lei quer vagões de trem e metrô exclusivos para mulheres

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960