São Paulo ganha mais duas faixas de ônibus totalizando 70km de faixas só em 2013

segunda-feira, 24 de junho de 2013

Mais dois trechos de faixas exclusivas para ônibus, num total de 400 metros, passarão a funcionar nesta segunda-feira na cidade de São Paulo. A CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) e a SPTrans (São Paulo Transportes) vão implantar os trechos a partir das 6h na Avenida Conselheiro Rodrigues Alves, na Vila Mariana, Zona Sul, e também na Rua Pirajussara, no Butantã, Zona Oeste.

Na Conselheiro Rodrigues Alves, a faixa exclusiva vai funcionar no sentido Centro, do lado direito da via, de segunda a sexta-feira, das 6h às 9h, entre as ruas Doutor Fabrício Vampré e a Domingos de Morais, num total de 300 metros. Por este trecho circulam nove linhas de ônibus, ou 67 ônibus por hora, transportando cerca de 123 mil pessoas em dias úteis. 


BUTANTÃ/  Já na Pirajussara, a faixa exclusiva vai operar em um trecho de cem metros, de segunda a sábado, entre 6h e 22h, no sentido da Rodovia Raposo Tavares, entre a Avenida Vital Brasil e a Rua MMDC, das 6h às 22h. Pela rua passam 17 linhas de ônibus, ou 106 ônibus por hora, que transportam cerca de 72,6 mil  passageiros em dias úteis.

A ativação das faixas exclusivas está inserida na Operação Dá Licença  Para o Ônibus, medida que prioriza o transporte coletivo no horário de maior movimento, buscando a redução dos tempos de viagem, bem como maior conforto aos usuários do transporte público.

A punição para quem entrar na faixa de ônibus é multa de R$ 53,20 mais três pontos na carteira de habilitação.

Sinalização não está concluída
Toda a extensão da Avenida Conselheiro Rodrigues Alves foi recentemente recapeada, segundo a CET. Ainda segundo a CET, a sinalização do trecho da faixa de ônibus  estará implantada nesta segunda, mas  o restante, entre a Avenida Ibirapuera e a Rua Doutor Fabrício Vampré,  ainda será concluído.

70 
kms de faixas para ônibus já foram implantadas este ano

150
kms de faixas é o prometido pela Prefeitura até 2016

Informações: Diário de SP
READ MORE - São Paulo ganha mais duas faixas de ônibus totalizando 70km de faixas só em 2013

Sem subsídio, Usuários pagam 100% da tarifa em BH

A diferença entre o transporte público brasileiro e o de países como França, Alemanha e Estados Unidos vai além da qualidade. Enquanto Belo Horizonte não subsidia nada do valor da passagem de ônibus, e a maior metrópole do Brasil, São Paulo, paga apenas 10%, em Nova York, 70% da tarifa é subsidiada. Assim, no Brasil, tudo cai na conta do usuário, que convive com um sistema coletivo caro e problemático. Por isso, o país do futebol se transformou, há duas semanas, na nação dos protestos após a tarifa em São Paulo ter sido reajustada.

A revolta da população começou a produzir efeito entre os governantes. Cerca de 60 cidades brasileiras diminuíram suas tarifas. Nesta semana, o prefeito Marcio Lacerda anunciou a redução de R$ 0,10 nas passagens da capital, mas para agosto. O governador Antonio Anastasia baixou as tarifas do sistema metropolitano em 3,65% a partir de 1º de julho. Os valores cobrem despesas com pessoal, combustíveis, manutenção dos veículos, reposição da frota, garagens e impostos.


Mas nem a Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) nem o Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG) – responsável pelo sistema intermunicipal – revelam o “peso” de cada um desses itens na composição tarifária. Os sindicatos das empresas de ônibus também não informaram os faturamentos anuais.

Porém, sabe-se que tanto o governo estadual como o municipal não pagam subsídios para as empresas reduzirem as tarifas, que são 100% custeadas pelos usuários. “Desde 2008, Belo Horizonte não tem mais a câmara de compensação tarifária. Nós ajudamos com o passe estudantil em 50% e as gratuidades”, explicou o presidente da BHTrans, Ramon Victor Cesar.

“Não basta reduzir a passagem em centavos. Eu quero é parar de esperar durante três horas por um ônibus que não para no ponto por estar superlotado”, reclamou a doméstica Cleonice Carlos, 35. Ela mora em Ribeirão das Neves, na região metropolitana da capital, e precisa usar quatro ônibus por dia para chegar ao trabalho, na capital.

Para o engenheiro Juan Carlos Horta, especialista em trânsito da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), ainda há muito a ser feito para se ter um transporte de qualidade no país. “É necessário que o sistema seja reestruturado para atender, primeiro, às necessidades básicas da população e, depois disso, ter lucro, se for o caso. Mas aqui não funciona assim”, analisou. (Com Rodrigo Freitas)

Informações: O Tempo
READ MORE - Sem subsídio, Usuários pagam 100% da tarifa em BH

Jaboatão dos Guararapes deverá ganhar dez faixas para ônibus até o fim do ano

Jaboatão dos Guararapes deverá ganhar dez faixas para ônibus até o fim do ano. Serão 26,9 km de vias preferenciais nos bairros do Jordão, Piedade, Muribeca, Prazeres, Barra de Jangada e Candeias, nos moldes do Bus Rapid Service (BRS, sigla em inglês para sistema rápido de ônibus). O plano para melhorar a mobilidade no município, que será implantado com recursos da prefeitura e do governo do estado, foi apresentado ontem pelo prefeito Elias Gomes(PSDB). 

Ele também anunciou oficialmente a redução da tarifa de ônibus do sistema municipal de R$2 para R$1,90, que já está em vigor há dois dias. Cem mil pessoas usam o sistema. Uma das faixas para ônibus vai operar na Avenida Ayrton Senna, Piedade. Os coletivos que estiverem na Avenida Bernardo Vieira de Melo não precisarão mais dobrar à direita e entrar na Avenida Boa Viagem. Agora, poderão entrar à esquerda, ingressar na Visconde de Jequitinhonha (no contra fluxo) e seguir pela Domingos Ferreira. A meta é aliviar o trânsito no início da Avenida Boa Viagem. 


Sistema semelhante será implantado na PE-27, com a criação de mais uma faixa reservada aos coletivos. Hoje,a rodovia conta com duas pista sem sentidos opostos. O alargamento facilitará o deslocamento na BR 101. Os outros corredores serão instalados na Estrada da Batalha, na Rua Arão Lins e na Avenida Barreto de Menezes, em Prazeres; na Avenida Presidente Kennedy, em Candeias; e nas avenidas AyrtonSenna e Visconde de Jequitinhonha, em Piedade. “Não se trata de concorrência entre carros e ônibus, mas de transferência de oportunidades”, afirmou o prefeito Elias Gomes. 

Dependendo da complexidade, os corredores poderão levar de 30 a 180 dias para ficar prontos. A instalação da sinalização representará 60% das obras. As desapropriações e a construção de ruas somarão os outros 40%. “Só o aumento do número de vias não é suficiente para resolver o problema do trânsito. É precisovalorizar o transporte coletivo”, comentou o secretário de Mobilidade, Evandro Avelar. 

Passagens 
A prefeitura zerouo ISS e a Remuneração do Serviço de Transporte(RSP), diminuindo o preço dos bilhetes em R$0,10. Em contrapartida, 200 ônibus serão trocados pelas empresas, com o apoio do Banco do Nordeste, em um ano. Noventa coletivos serão substituídos até dezembro. Além  disso, dois mil motoristas e cobradores serão capacitados em direção defensiva e atendimento.

Binário vai operar em 06 meses

A Secretaria de Mobilidade também anunciou a construção do terceiro binário da cidade, entre as ruas São Sebastião e Nossa Senhora do Loreto, em Piedade. A São Sebastião, hoje com dois sentidos, passará a ter mão única para quem sai das praias. A outra via terá duas faixas no sentido inverso. A previsão é de que o binário entre em operação em seis meses. 
A implantação custará quase R$ 2milhões, beneficiando cerca de 50 mil moradores. Outro binário, formado pela Rua Emiliano Ribeiro e pela Avenida Barreto de Menezes, deve ser entregue em 30 dias. Com 2 km de extensão, beneficiará 350 mil pessoas, ligando a Avenida Bernardo Vieira de Melo à Estrada da Batalha. A Barreto de Menezes passará a contar com quatro faixas de rolamento em direção ao mar, uma delas reservada aos ônibus, e uma ciclovia. As calçadas também vão ser alargadas. A Rua Emiliano Ribeiro terá sentido contrário. 

O primeiro binário da cidade entrou em operação há dois anos. É formado pela PE-08 e pela Avenida Visconde do Rio Branco, em Jaboatão Centro, e tem pouco mais de 2km de extensão. A instalação dos três binários faz parte do Projeto de Reestruturação da Mobilidade da cidade, que já introduziu a bilhetagem eletrônica, instalou o Conselho Municipal de Transporte e modificou a Avenida Ayrton Senna.

Informações: Diário de Pernambuco
READ MORE - Jaboatão dos Guararapes deverá ganhar dez faixas para ônibus até o fim do ano

Transporte coletivo de Itajaí faz parceria com Google para disponibilizar horários na internet

Uma das maiores dificuldades para quem usa o sistema de transporte coletivo, em qualquer cidade, é saber o horário. Encontrar um ponto de ônibus com as informações é como ganhar na loteria. Imagine então se tiver como saber o itinerário das linhas. Mas isso em breve será possível em Itajaí.

A Coletivo Itajaí, empresa responsável pelo transporte público, formalizou uma parceria com a Google e deve lançar, dentro de três ou quatro semanas, a implantação de todo o sistema de horários e destinos na internet. Bastará ao usuário dizer onde está e para onde quer ir que o sistema mostrará qual ônibus pegar, quanto tempo demorará para o carro chegar e qual será o tempo de viagem. Tudo isso, na palma da mão.
Foto: Rafaela Martins / Agencia RBS
O sistema está quase pronto. Falta apenas mapear algumas ruas para que ele seja lançado e entre em total funcionamento. O consultor da empresa, Marco Littig, diz que espera apenas agendar uma data com o pessoal da Google Brasil para fazer o lançamento oficial em Itajaí.

— É interesse até deles em usar o nosso modelo como case no Brasil — disse Littig.


Segundo o consultor, Itajaí é apenas o 11º município do país a implantar o sistema. E para colocar ele em funcionamento, foi feito um grande trabalho. O primeiro deles foi mapear todos os ponto de ônibus da cidade, usando um GPS em cada um deles. Depois disso, foram feitas tomadas de tempo para ver quanto tempo um veículo demora de um ponto a outro. Com tudo mapeado, os dados foram enviados ao Google, que incluiu no sistema.

— Quando o usuário escolher o trajeto, o próprio aplicativo mostrará o caminho mais rápido. Mas dará também outras sugestões e caberá a pessoa escolher — conta Littig.

A maioria das linhas já pode ser acessada via Google Maps. Quem usar computador ou notebook, basta acessar o site maps.google.com.br, digitar o destino e escolher a opção "transporte coletivo" (o ícone lembra um vagão de metrô). As alternativas aparecem logo abaixo e o usuário pode escolher a que achar melhor. Então, é apontado o ponto de ônibus mais próximo, o tempo de espera até chegar o veículo, a distância, o trajeto e o tempo total de viagem.

Nos tablets e smartphones, o ideal é deixar o GPS ligado, para que ele reconheça o local onde você está. Para quem usa o sistema Android, os aplicativos do Google já estão incluídos. Já os usuários de iOS precisam fazer download.

Sistema não identifica situações em tempo real

Num futuro próximo, o consultor da Coletivo Itajaí, Marco Littig, aponta que as melhorias no sistema vão ajudar ainda mais o usuário. A primeira delas é a mudança para o novo Google Maps, que já pode ser acessado por alguns internautas. Na nova plataforma, o site vai permitir, entre outras ações, que seja possível identificar os vários horários de um mesmo trajeto em todos os dias da semana.

— O passageiro também poderá especificar que precisa estar em determinado horário em um lugar e o site te dará a melhor opção — conta.

Apesar de divulgar os horários dos ônibus, o sistema ainda não consegue identificar quando um veículo ficar parado no trânsito, por exemplo. A tecnologia de apontar a localização em tempo real ainda não chegou ao Brasil. Mas Littig diz já estar em contato com uma empresa israelense que criou um aplicativo chamado Moovit.

— É um aplicativo colaborativo criado para o transporte público. O usuário acessa e pode informar caso esteja parado no trânsito, alertando as pessoas que esperam no ônibus. O programa também vai permitir que o passageiro possa avaliar as condições dos veículo e o comportamento do motorista, passando essas informações para a empresa — explica.

Integração

Com a iminência da implantação do sistema de transporte integrado, previsto para o início de 2014, Marco garante que a mudança no sistema será automática. Ele acredita que, no mínimo, o número de horários de ônibus na cidade deverá triplicar com a implantação desse sistema.

— Hoje, temos 470 horários e acredito que vamos passar para 1,2 mil só otimizando o sistema. Mas esse número pode chegar até 2 mil — conta o consultor.

Littig acredita até que Itajaí terá uma reação diferente de outras cidades quando a integração for implantada. Na grande maioria dos municípios, a arrecadação das empresas diminuiu nos primeiros meses. Isso porque, as pessoas que pagavam duas ou mais passagens passam a pagar apenas uma. Aqui, a Coletivo Itajaí acredita num acréscimo significativo de usuários.

— Temos conversado com diversas empresas. Em uma delas, com 1,2 mil funcionários, apenas 80 usam o sistema de transporte coletivo. Quem mora em bairros vizinhos, usa bicicleta ou moto porque é mais rápido — conta.

Por Julimar Pivatto
Informações: O SOL DIÁRIO
READ MORE - Transporte coletivo de Itajaí faz parceria com Google para disponibilizar horários na internet

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960