Em Pernambuco, 1ª fase da Licitação das linhas de ônibus da RMR termina segunda-feira

sexta-feira, 12 de abril de 2013

A Licitação do transporte público no Recife e Região Metropolitana vai entrar na segunda fase, pois dia 15 é o último dia de entrega dos envelopes por parte das empresas que desejam concorrer, mas pelo jeito, não teremos novidades no que diz respeito a outras empresas nacionais devido as exigências e ao valor da tarifa cobrado no sistema de transporte do Recife, hoje a capital pernambucana tem a 5ª tarifa mais barata do Brasil entre as capitais só perdendo para Fortaleza, São Luís, Belém e Teresina e ainda com regime de integração.

Outra exigência na licitação do Governo do Estado é a compra de ônibus com ar condicionado, esta sim pode ter afastado empresas de outros estados, mas fica a pergunta, ‘’será que vamos realmente ter ônibus com ar condicionado?’’.

O edital foi lançado em janeiro e agora no mês de abril terá início o certame com a entrega pelos licitantes das propostas comerciais, técnicas e a habilitação. No dia da entrega serão abertos os envelopes das propostas comerciais. Estima-se que, em maio, seja a abertura e julgamento das propostas técnicas. Em junho, serão avaliadas as habilitações e, em julho, a homologação do resultado. A assinatura do contrato com as empresas ganhadoras da licitação está previsto para agosto deste ano. As empresas têm até 6 meses (três meses renovados por mais três) para iniciar a operação.

Conheça alguns dados :

•         391 linhas serão licitadas: intermunicipais da RMR (exceto o metrô), municipais de Olinda e Recife e as 186 do Sistema Estrutural Integrado (SEI);

•         Toda a frota do STTP/RMR terá ar-condicionado em um período de 7 anos;

•         Toda a frota do Sistema Estrutural Integrado (SEI) terá ar-condicionado até junho de 2014. Hoje, esta rede é composta por 1017 veículos e 128 linhas. No cenário de 2014, serão 1463 veículos.

•         Remuneração: avaliação mensal dos índices de cumprimento de viagens e de intervalos, quebra de veículos e satisfação dos usuários. A empresa ou consórcio poderá perder até 4% da remuneração total, de acordo com a nota da avaliação;

•         Avaliação semestral de qualidade do desempenho operacional: a satisfação do cliente passa de peso 2 para peso 3,5. Os demais indicadores são confiabilidade (peso 3), segurança (peso 2) e adequabilidade (peso 1,5). Com nota menor ou igual a 5, a empresa poderá perder o direito de operar;

•         Renovação de Contrato: a empresa ou consórcio poderá ter o pedido de renovação do contrato negado, se em 20% dos semestres obter nota superior a 5 e inferior a 7. Sendo inferior a 5, no entanto, a empresa perderá o contrato.

•         500 ônibus deixarão de circular com os novos TIs e com os Corredores Exclusivos de TRO



Lotes por área de atuação
Lote 1
Corredor Av. Engenheiro Domingos Ferreira e BR-101 Cabo/Ipojuca
Lote 2
Corredor Mascarenha de Moraes
Lote 3
Corredor José Rufino (metrô) e Abdias de Carvalho
Lote 4
Corredor Belmino Correia
Lote 5
Corredor Rosa e Silva/Rui Barbosa e Avenida Norte
Lote 6
Corredor Beberibe e Kennedy
Lote 7
Corredor BR-101/PE-15 (Norte/Sul) e Corredor PE-01 (Olinda)
Lote 8
Corredor Caxangá (Licitado pela Prefeitura do Recife e operado pela CRT, até 2020)

Lotes por frota e linhas
Frota
%
Linhas
%
Lote 1
429
15,67
55
13,35
Lote 2
351
12,82
52
12,62
Lote 3
406
14,82
71
17,24
Lote 4
243
8,86
37
8,98
Lote 5
351
12,82
43
10,44
Lote 6
366
13,36
56
13,60
Lote 7
498
18,18
77
18,67
Lote CRT
95
3,47
21
5,10
STPP/RMR
2739
100
412
100


Quantidade e tipo de veículos
Atualmente
Com a licitação
Veículo pesado: 2456
(ônibus normal)
Veículo pesado: 1041
Veículo pesado com ar-condicionado: 655
Rodoviário (Opcional): 21
Rodoviário (Opcional): 31
Articulado: 214
Articulado: 0
Articulado com ar-condicionado: 489
Leve: 0
Leve com ar-condicionado: 0
(microônibus)
Leve: 38
Leve com ar-condicionado: 98
BRT: 0
BRT: 221
Alongado: 0
(3 eixos)
Alongado: 71
Total: 2691
Total: 2644

Índices de Aprovação x Peso
Confiabilidade (quebra de veículo, cumprimento de intervalo/viagem, ocupação média, idade média da frota)
Peso 3
Segurança (vistoria veicular e multas/penalidades)
Peso 2
Adequabilidade (segurança, conforto e meio ambiente)
Peso 1,5
Relacionamento com o cliente (satisfação, reclamação e treinamento).
Peso 3,5


Informações: Blog Meu Transporte
READ MORE - Em Pernambuco, 1ª fase da Licitação das linhas de ônibus da RMR termina segunda-feira

Monotrilho da Linha 15-Prata de São Paulo já está em teste no Canadá

A Bombardier está testando os dois primeiros carros do monotrilho da Linha 15-Prata de São Paulo em Kingston, no Canadá. Os carros estão sendo testados em um circuito de provas avançado, que vai permitir simular e representar todas as situações de operação a que os trens vão estar sujeitos na linha.

Ao todo, a linha terá 54 trens, cada um com sete carros.  Em Hortolândia, a equipe da Bombardier está com o quinto carro na linha de produção.  O primeiro carro já está em fase final de acabamento.

Os trens terão 86 metros de comprimento e capacidade para transportar 1.000 passageiros cada um. O sistema terá capacidade para 40 mil passageiros por hora e por sentido, com um intervalo entre trens de 90 segundos.

A Linha 15-Prata terá 24,3 quilômetros, ligando a Vila Prudente a Cidade Tiradentes. O trecho é uma extensão da Linha 2-Verde.  O primeiro trecho da Linha 15, de Vila Prudente a Oratório, com extensão de 2,9 km, deve entrar em operação a partir de dezembro de 2013.

READ MORE - Monotrilho da Linha 15-Prata de São Paulo já está em teste no Canadá

Tarifas de ônibus e metrô devem subir juntas em SP

Pela primeira vez, o reajuste da tarifa dos ônibus, do Metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) deve ocorrer no mesmo dia ou, ao menos, em datas bastante próximas. Ambas serão no mês de junho, anunciaram nesta quinta-feira o prefeito Fernando Haddad (PT) e o governador Geraldo Alckmin (PSDB), em evento em Itaquera, na zona leste da capital.

Essa proposta de aumento da tarifa no mesmo dia já havia sido cogitada pelo secretário estadual dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, em dezembro do ano passado.
Tanto Haddad quanto Alckmin disseram que adiaram o reajuste, que costuma acontecer no começo do ano, para evitar um impacto negativo na inflação.

"O meu compromisso com o governo federal, em função da política de combate à inflação, que até concordo inteiramente, foi postergar o reajuste (das tarifas de ônibus)", afirmou Haddad. O último aumento ocorreu em janeiro de 2011, ainda na gestão Gilberto Kassab (PSD), quando o preço do bilhete passou de R$ 2,70 para R$ 3.

"A Prefeitura está suportando (o preço atual da tarifa) com subsídios um período muito longo. Então, nós faremos o reajuste em junho, conforme anunciamos. Não faremos antes disso." De acordo com ele, a alteração do valor deve ser colocada em prática "no começo" de junho. O novo preço ainda não está definido, segundo o prefeito.

Treze cidades da Grande São Paulo já reajustaram as tarifas de seus sistemas de ônibus para R$ 3,30 entre 2012 e 2013, inclusive as maiores, como Guarulhos e Osasco.

READ MORE - Tarifas de ônibus e metrô devem subir juntas em SP

Implantação do BRT em Goiânia vai implicar em obras de engenharia

A implantação do Bus Rapid Transit (BRT) vai implicar em obras de engenharia ao longo das avenidas que vai utilizar. Estão previstas três trincheiras no corredor. Uma na confluência das Avenidas Rio Verde e Tapajós e outra no cruzamento da Rua 90 com a Avenida Jamel Cecílio para a passagem dos ônibus. A terceira será no cruzamento das Avenidas Goiás Norte e Perimetral Norte, onde será construído um terminal com estimativa de receber 10 mil passageiros por dia. Essa estação vai integrar bairros como Jardim Guanabara e Crimeia ao sistema de transporte coletivo da região metropolitana.

A Praça Cívica também deve passar por mudanças. A intenção da Prefeitura é tornar o anel interno exclusivo para os ônibus. O canteiro que divide as pistas da praça seria deslocado e o anel externo ganharia duas faixas.

Responsável pelo projeto do BRT, o engenheiro civil Benjamin Kennedy Machado da Costa considera o sistema apropriado para a demanda. “Podemos colocar frequência menor que um minuto entre cada veículo em horários de pico e assim aumentar a capacidade”, diz.

A maior facilidade de operação e menor custo de implantação são as principais vantagens do BRT. “Os dois modelos atendem bem no momento, mas o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) traz aspecto de modernidade”, analisa o professor de Engenharia de Transportes Benjamim Rodrigues, da Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

READ MORE - Implantação do BRT em Goiânia vai implicar em obras de engenharia

Mobilidade urbana de São Bernardo fica em 'ponto morto'

Único prefeito reeleito na região, Luiz Marinho (PT) completou 100 dias do seu segundo mandato nesta semana. Apesar de já estar no comando da cidade há quatro anos e São Bernardo não ter problemas financeiros como alguns municípios vizinhos, Marinho ainda não conseguiu implementar seus principais projetos, principalmente relacionados a mobilidade urbana, carro-chefe durante a campanha eleitoral.
Foto: g1.globo.com
Em entrevista ao Marinho faz um balanço da continuidade de sua gestão e alega que "melhorias não acontecem com passe de mágica". Confira abaixo:

Posso apontar para você não dificuldades, mas grandes desafios que me impus nesse segundo mandato. O primeiro é transformar a mobilidade urbana de São Bernardo em referência no Brasil. Outra área que estamos e vamos investir ainda mais ao longo dos próximos anos é no combate às enchentes. Como é um governo de continuidade não dá para falar em 100 dias sem levarmos em consideração a mudança que foi implantada nos últimos quatro anos.

Não existe passe de mágica. Melhorias efetivas na mobilidade urbana em cidades como São Bernardo são alcançadas apenas com muito planejamento, tempo e investimentos de grande porte. Então, as coisas não acontecem na velocidade que eu e a comunidade gostaríamos, sempre para ontem, levamos um pouco mais de tempo. Mesmo assim fizemos muita coisa desde 2009.

Um marco importante desses primeiros meses foi o anúncio do Programa Drenar, que prevê investir R$ 636 milhões em obras para combater às enchentes. Apenas na Vila Vivaldi, o investimento será de R$ 145 milhões. As intervenções devem durar 18 meses.

O projeto está bem adiantado e posso afirmar que até o final do ano as 400 câmeras estarão instaladas na cidade: em todas as escolas municipais.

Desde o início de meu primeiro mandato procuramos apresentar projetos de qualidade aos governos federal e estadual. É um processo contínuo e gerou a instalação de nove Unidades de Pronto Atendimento e a construção do Hospital de Clínicas. No momento oportuno nova parcerias serão anunciadas.

READ MORE - Mobilidade urbana de São Bernardo fica em 'ponto morto'

Tarifa de ônibus de Aracaju pode custar R$ 2,45

A Câmara de Vereadores de Aracaju (CMA) aprovou na noite desta quarta-feira, 10, a nova tarifa do transporte público da capital: R$ 2,45. A partir de agora, cabe ao prefeito João Alves Filho sancionar a lei para que a nova tarifa entre em vigor.

A tarefa de definir o reajuste ficou para o Legislativo depois que o prefeito João Alves Filho decidiu não enviar nenhum projeto e deixar que os vereadores optassem entre a planilha do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo (Setransp), sugeriu aumento de R$ 2,52 e da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), em R$ 2,43. O presidente da Casa, Vinicius Porto (DEM) apresentou projeto sugerindo o valor da SMTT.

Já os integrantes do Movimento Não Pago, que há tempos vêm se mobilizando sobre o assunto, na tarde desta quarta-feira, 10, sugeriram aos vereadores o valor de R$ 2,17.

READ MORE - Tarifa de ônibus de Aracaju pode custar R$ 2,45

Prefeitura de SP vai derrubar imóveis para fazer corredor de ônibus

A Prefeitura de São Paulo vai desapropriar imóveis para criar parte dos corredores de ônibus na cidade. O plano foi anunciado ontem e prevê 13 novas vias exclusivas.

Os trechos serão implantados em vias congestionadas como a 23 de Maio e Bandeirantes, na zona sul, e Celso Garcia e Radial Leste, na zona leste. Ao todo, o plano é entregar 147 km de corredores e 12 terminais de ônibus até junho de 2016.

De acordo com o secretário Jilmar Tatto (Transportes), para viabilizar a construção algumas regiões terão a desapropriação de quadras inteiras. Além de alargar as vias e calçadas, os terrenos serão usados para intervenções de requalificação da prefeitura.

Os espaços não utilizados serão revendidos à iniciativa privada e o dinheiro obtido será usado para bancar as próprias desapropriações.

"Na Celso Garcia, por exemplo, não adianta fazer um corredor bonito e deixar o entorno degradado. A ideia é adensar onde tem transporte público", disse. Ele não revelou outros locais passíveis de desapropriação.

PROJETO

A prefeitura vai contratar, por R$ 93 milhões, empresas para fazerem os projetos. Ao todo, os 13 corredores devem custar R$ 6,1 bilhões. O cronograma prevê que os projetos sejam concluídos até setembro e a licitação das obras até o fim do ano, para que elas comecem em 2014.

Os corredores deverão ter faixa de ultrapassagem, paradas a cada 500 metros, ciclovias, cobrança de passagem na plataforma -para agilizar o embarque- e fiação subterrânea.

Também serão feitas obras como túneis e viadutos. Outra proposta é priorizar os ônibus nos semáforos.

Questionado sobre o impacto no tráfego de carros, Tatto disse que a prioridade é o transporte público. "Com mais velocidade e qualidade, a expectativa é que as pessoas deixem o carro e migrem para o transporte público."

Outros 66 km de corredores planejados pela gestão Gilberto Kassab (PSD) já tiveram a licitação concluída e as obras devem começar nos próximos meses.

Por André Monteiro
Informações: Folha Uol


Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
        
        
                 
                   Link |
                   Download
                 
       

       
READ MORE - Prefeitura de SP vai derrubar imóveis para fazer corredor de ônibus

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960