Ônibus da cidade de São Paulo podem ser pagos através do celular

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Em breve deve ser possível pagar as passagens de ônibus usando o aparelho celular, deixando o Bilhete Único e o dinheiro de lado. A ideia, um tanto quanto ousada, está sendo analisada desde dezembro de 2012 pelo SPTrans, órgão responsável pelo transporte da cidade.

Para pagar, o usuário vai encostar o celular e movimentá-lo próximo ao validador na catraca, assim como já é feito com o cartão. A validação vai acontecer graças a um chip especial, acoplado no celular, que ainda não foi fabricado.

O técnico da Supervisão de Atendimento e Comercialização da SPTrans, José Aécio de Sousa, afirma que, para que o projeto dê certo, é necessária a viabilização de um ecossistema. Ou seja, o órgão precisa do interesse também da Prefeitura, dos fabricantes de aparelhos celulares, das próprias operadoras, do comércio e dos bancos.

Dados atuais do transporte em São Paulo

Segundo dados do SPTrans, são 22 milhões de cartões de Bilhete Único ativos desde 2004. Enquanto isso, o número de linhas de celular, habilitadas na área de código 11, chega a aproximadamente 33,9 milhões de acordo com a Anatel. 

Informações: www.tecmundo.com.br

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - Ônibus da cidade de São Paulo podem ser pagos através do celular

Blog Meu Transporte chega a 10.000 notícias publicadas

Um verdadeiro acervo de notícias relacionadas a transporte público e mobilidade urbana no Brasil e no mundo, desde de 2008 online, o blog vem acompanhando o dia a dia de um dos serviços essenciais na vida de milhões e milhões de brasileiros.

Nessa página queremos esclarecer que agora com este acervo de arquivos, você tem um banco de informações que podem ser acessadas no painel de busca como ilustrado abaixo, é só escrever o que quer encontrar, nessas 10000 mil notícias, já foram postadas notícias que podem tirar suas dúvidas entre outros.

Agradecemos a todos leitores e colaboradores do Blog, pois este espaço na verdade é de todos nós, pois sempre repito que este espaço é de usuário para usuário.

Este ano o Blog estará completando 05 anos e já nos próximos dias vamos atingir a marca de 4 milhões de visualisações, o que só aumenta a nossa responsabilidade.

Estamos trabalhando para termos prêmios e encontros neste ano especial, aproveito a oportunidade para pedir a sua ajuda em divulgar nossa página aos seus amigos, divulguem nosso trabalho pelo Facebook, pois afinal, este espaço é de fato uma prestação de serviços.

Mais uma vez meus agradecimentos
Clayton Lea e Equipe
READ MORE - Blog Meu Transporte chega a 10.000 notícias publicadas

Motoristas de ônibus encerram greve em Ribeirão Preto

Os motoristas de ônibus urbano de Ribeirão Preto (SP) voltaram ao trabalho no início da tarde desta quarta-feira (23), após um acordo firmado entre representantes do Sindicato dos Empregados do Transporte Coletivo (Seturp), do Consórcio Pró-Urbano - responsável pelas empresas - e da administração municipal.

A paralisação que teve início na segunda-feira (21), ficou suspensa na terça-feira (22), mas foi retomada na manhã desta quarta teve o objetivo de pedir melhores condições de trabalho, como banheiros e locais adequados para refeições dos motoristas e mudanças na escala do horário de almoço e descanso.

O vice-presidente do Seturp, Alcides Lopes de Souza Filho, afirmou que a categoria decidiu pelo fim da greve depois que as partes aceitaram entrar em um acordo. “Na reunião foi firmado apenas um acordo verbal, mas esperamos que ele seja mantido", disse.

No período da tarde, as partes entregaram um documento com as decisões à Procuradoria Geral do Trabalho, responsável por fiscalizar o cumprimento do acordo. "Foi um movimento vitorioso, conseguimos abrir os olhos da administração para nossas condições”, disse Souza Filho.

Souza Filho explicou que uma decisão da Justiça obrigou o Consórcio Pró-Urbano a dar uma hora seguida de intervalo para os motoristas a partir de janeiro deste ano, mas a categoria quer o fracionamento dessa hora. Segundo ele, a divisão é permitida pelo Estatuto dos Motoristas, que entrou em vigor em julho do ano passado.

“Tem motorista que entra às 5h e tem que parar das 7h às 8h para almoçar. Sem contar que é preciso ter um local adequado para o intervalo, não é parar em qualquer lugar, comer e acabou”, afirmou.

Outro lado
O prefeito interino de Ribeirão, Marinho Sampaio (PMDB), afirmou que a Justiça do Trabalho  determinará quais pedidos dos motoristas podem ser atendidos. "O que a Justiça determinar, será cumprido", garantiu.
Sampaio disse ainda que o processo de construção banheiros e locais adequados para refeição já foi iniciado. "O contrato do novo transporte coletivo da cidade está sendo iniciando em janeiro, obviamente que não se constroi um banheiro ou um terminal do dia para a noite. As empresas vão cumprir dentro do tempo determinado."

Informações: G1 Ribeirão e Franca

READ MORE - Motoristas de ônibus encerram greve em Ribeirão Preto

Revolução pernambucana no transporte público promete melhorar a vida dos usuários

Pernambuco das revoluções que fizeram parte da história do Brasil, agora estamos vendo um marco que para muito não sairia do papel, que a vinda da Copa do Mundo ajudou bastante a implantação destes projetos é inegável, mas a causa no passado era tão importante quanto a atual, se no passado a revolução era devido a crise econômica e criação de novos impostos, a nova revolução é para evitar uma crise já semi-instalada na cidade, a chamada crise da mobilidade urbana que consequentemente atinge a economia do estado.

E pensando nisso, obras e mais obras estão acontecendo nos 04 cantos da Região Metropolitana do Recife, enquanto algumas cidades brasileiras que sediarão a Copa de 2014 estão com algumas obras atrasadas devido a impasses burocráticos e jurídicos, e outras que perderam tempo em relação a escolha do modal a ser implementado, Pernambuco vem dando exemplo e não é atoa que em breve a Região Metropolitana do Recife ganhará cerca de 100 km de corredores exclusivos para ônibus, Sistema VLT (Veículo Leve sobre Trilhos), Novos Trens para o Metrô, Transporte Hidroviário integrado aos ônibus e Metrô  e ainda novas ciclovias.

Até a Copa de 2014, estão previstas as conclusões das obras dos corredores TRO Norte-Sul, que vai ligar Igarassu à capital pernambucana, e Leste-Oeste, entre a Avenida Agamenon Magalhães e o terminal de Camaragibe, ainda na Região Metropolitana.

Atualmente, 385 linhas de ônibus funcionam na Região Metropolitana, com cerca de 3 mil ônibus disponíveis. Os números, no entanto, não são suficientes para evitar superlotação e longas filas nas paradas. Recentemente o governo entregou mais um terminal integrado de ônibus (Cajueiro Seco) e ainda este ano serão entregues mais 07 terminais (TIP, Xambá, Cosme e Damião, Tancredo Neves e Largo da Paz, além do Barro e Joana Bezerra que estão sendo ampliados.

Outra melhoria significativa vai ser a volta dos ônibus com ar condicionado, hoje a cidade só dispõe deste serviço nos chamados ônibus opcionais e com apenas 03 linhas oferecendo este serviço, mesmo com uma tarifa maior, é bastante procurado pelos usuários.

Já no sistema ferroviário, a chegada de 15 novos trens para o Metrô da cidade, promete diminuir o intervalos dos trens e consequentemente uma melhora no atendimento, isso sem falar que com a inauguração dos outros terminais, vai possibilitar uma melhor distribuição dos usuários a seus destinos.

E as grandes novidades ficam por conta do VLT e das Barcas

O VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) já está em teste e entrará em operação definitivamente nos próximos dias, trata-se de um trem moderno que vai melhorar e muito a ligação da capital para a cidade do Cabo de Santo Agostinho e em breve até Suape, grande pólo de empregos hoje em pernambuco devido a Refinaria e ao Estaleiro Atlântico Sul.

E a mais nova novidade é o transporte pelo rio Capibaribe, onde estações modernas serão construídas para o transporte de Barcas, o que vai possibilitar a integração com os ônibus e também com o Metrô. Serão dragados 17 quilômetros do Rio, das proximidades da BR-101, passando pelos bairros do Parque Santana (Casa Forte/Poço da Panela), Torre, Derby, área central do Recife e Tacaruna (divisa entre Recife e Olinda).

As embarcações – O Projeto prevê que 12 barcos façam o transporte de aproximadamente 335 mil passageiros por mês, realizando 156 viagens por dia, onde cada barco terá capacidade para receber 86 passageiros sentados e trafegar a uma velocidade de 18 km.

Bicicletários
Todas essa ações terão Biciletários de forma que um usuário possa guardar sua bicicleta nos terminais e prosseguir a viagem nos em outro modal, ampliando assim a integração.

Blog Meu Transporte
READ MORE - Revolução pernambucana no transporte público promete melhorar a vida dos usuários

É preciso recuperar a qualidade do transporte em Curitiba

O transporte coletivo já foi tido como um orgulho curitibano. Curitiba era vista como modelo nacional e internacional em transporte público feito por ônibus, mas infelizmente isso não está mais ocorrendo, para frustração do cidadão da capital. O que vemos nos últimos anos é uma contínua sucessão de erros administrativos na operação dos serviços. O cotidiano do usuário é o enfrentamento de filas em pontos e terminais, esperas desnecessárias por veículos, horários estendidos, superlotação, desconforto e um sem número de transtornos e inconvenientes.

Tudo isso decorre do número reduzido de ônibus ofertados, com veículos muitas vezes inadequados; e da falta de prioridade para a expansão de vias expressas e canaletas, elevando demais a demanda em relação à oferta. Podemos, ainda, elencar outros fatores: acidentes, motoristas com sobrecarga de horário de serviço, e concorrência entre automóveis e ônibus. Esse cenário nos evoca falta de planejamento, competência gerencial e administrativa.

Pela importância dos serviços, o transporte público é, sem sombra de dúvida, um dos mais essenciais na vida dos cidadãos. Mas o sistema público de transporte local apresenta diversos problemas, de ordem institucional, técnica e operacional, e que ensejaram a degradação e perda de qualidade nos últimos anos, de forma acentuada e nociva aos usuários não só curitibanos, mas também circunvizinhos, uma vez que temos integração com os demais municípios da Região Metropolitana de Curitiba. A capital, na qualidade de município-polo da região, tem responsabilidade redobrada como poder concedente, pois extrapola sua influência além-fronteiras. O gerenciamento e a gestão da atividade são de responsabilidade precípua do município, sob pena de responsabilização administrativa.

O prefeito Gustavo Fruet assumiu meritoriamente a condição de prefeito amplamente consagrado pelas urnas. Há, portanto, expectativa por parte da população usuária sobre condições e melhorias desejadas. Acreditamos no novo presidente da Urbs, Roberto Gregorio da Silva Junior, engenheiro sem vício e sem comprometimento com o status quo ante. Dessa maneira, acreditamos que o início do mandato é o momento propício às medidas saneadoras e purgadoras dos males e vícios existentes. Conversamos sobre o setor com o prefeito Gustavo Fruet e em 8 de janeiro protocolamos todos os itens discutidos com o prefeito antes de sua posse. Depositamos nele a esperança do saneamento necessário e dos investimentos de que carecem o sistema. Só assim os passageiros voltarão a ter um transporte digno, confortável, seguro e justo, e que cause orgulho ao povo curitibano.

José Felinto é presidente da Federação Paranaense dos Usuários de Transportes Coletivos, Rodoviários, Ferroviários, Metroviários, Hidroviários e Aéreos (Fuspar) e da Confederação Nacional dos Usuários de Transportes Coletivos, Rodoviários, Ferroviários, Metroviários, Hidroviários e Aéreos (Conut).

READ MORE - É preciso recuperar a qualidade do transporte em Curitiba

Saiba o que muda com as novas linhas integradas de transporte do Distrito Federal

As pessoas que se deslocam de Ceilândia e Taguatinga ao Plano Piloto (Eixo Sul, Rodoviária do Plano Piloto e W3), Guará, Núcleo Bandeirante, Octogonal, Rodoviária Interestadual e SIA, pela EPTG, fora dos horários de pico, farão uso de linhas integradas. 

A integração será nos dias de semana (das 8h às 17h); aos sábados (das 8h à meia noite); e aos domingos e feriados (das 6h à meia noite). 

Linhas circulares realizadas por ônibus de Ceilândia e Taguatinga integrarão em diversos pontos de parada de Taguatinga Centro às novas linhas para Plano Piloto (Eixo Sul, Rodoviária do Plano Piloto e W3), Guará, Núcleo Bandeirante, Octogonal e Rodoviária Interestadual, pela EPTG. Da mesma forma, estas novas linhas integrarão, no sentido inverso, com as linhas circulares. Estas novas linhas são chamadas de linhas especiais de ligação. 

As novas linhas que partem de Taguatinga Centro e têm por destino o Plano Piloto (Eixo Sul, Rodoviária do Plano Piloto e W3) serão semi-expressas, seguindo pela faixa exclusiva sem parar ao longo da EPTG, oferecendo maior rapidez nas viagens. As demais linhas seguirão pelas vias marginais da EPTG, permitindo embarques e desembarques nos pontos de parada. 

Os passageiros que embarcam ao longo da EPTG com destino ao Plano Piloto (Eixo Sul, Rodoviária do Plano Piloto e W3), integrarão nas paradas da Octogonal e do complexo da Polícia Civil. Esta integração será nos dois sentidos de ida e de volta, pela linha 0.573. 

Para a integração será necessário o uso do cartão do Sistema de Bilhetagem Automática, que pode ser o que você já usa, ou cartão adquirido com antecedência nos postos do sistema de bilhetagem e nas lojas de conveniência do BRB. 

O que não muda? 

Nos dias de semana, antes das 8h e depois das 17h, aos sábados, antes das 8h, continuam as mesmas linhas que já ligavam, pela EPTG, Ceilândia e Taguatinga ao Plano Piloto (Eixo Sul, Rodoviária do Plano Piloto e W3), Guará, Núcleo Bandeirante, Octogonal e Rodoviária Interestadual. Nos demais dias e horários, os deslocamentos serão feitos pelas novas linhas integradas.

Quais as linhas que serão integradas?

Relação das linhas que irão pela EPTG, desde o centro de Taguatinga ao Plano Piloto (Eixo Sul, Rodoviária do Plano Piloto e W3), Guará, Rodoviária Interestadual e Núcleo Bandeirante:

0.570, Taguatinga Centro / Rodoviária do Plano Piloto (Integração) via Eixo Sul. Uma viagem a cada 9 minutos. Linha semi-expressa.

0.571, Taguatinga Centro / SIG / W3 Sul (Integração). Uma viagem a cada 11 minutos. Linha semi-expressa.

0.572, Taguatinga Centro / SIG / W3 Norte (Integração) via Setor de Indústrias Gráficas. Uma viagem a cada 14 minutos. Linha semi-expressa.

0.573, Circular EPTG Via Marginal (Integração). Parte de Taguatinga Centro, segue pela via marginal ao Sul da EPTG, retorna próximo a sede da Polícia Civil, segue de volta a Taguatinga Centro pela via marginal ao Norte da EPTG. Uma viagem a cada 9 minutos. Esta linha para ao longo da EPTG.

573.1, Taguatinga Centro / Park Shopping – Rodoviária Interestadual (Integração). Uma viagem a cada 35 minutos. Ela linha para ao longo da EPTG.

0.574, Taguatinga Centro / Guará – Núcleo Bandeirante (Integração). Parte de Taguatinga, segue pela EPTG, entra no Guará 1 e Guará 2, vai para o Pistão Sul e daí para Taguatinga Centro. Uma viagem a cada 35 minutos. Esta linha para ao longo da EPTG.

0.575, Taguatinga Centro / Núcleo Bandeirante - Guará (Integração). Parte de Taguatinga, segue pelo Pistão Sul, passa pela EPNB, entra no Guará 2 e Guará 1, volta pela EPTG vai até Taguatinga Centro. Uma viagem a cada 35 minutos.


Esclarecendo dúvidas

Como o passageiro utilizará a integração?

Durante os horários e dias em que funciona a integração, se quiser, por exemplo, ir do Setor O até a W3 Norte pode pegar qualquer uma das linhas integradas que leve até Taguatinga Centro. Chegando lá, pode embarcar na nova linha 0.572 que vai levá-lo até a W3 Norte. Quando quiser retornar, pode tomar a linha de ligação 0.572 até Taguatinga Centro e, de lá, voltar por qualquer linha integrada que o leve você de volta ao Setor O. 

Quais as vantagens?

Por causa da grande quantidade de origens e destinos entre as regiões, boa parte das linhas oferece poucas viagens ao longo do dia e nos finais de semana, fazendo com que os passageiros esperem muito tempo. Já com a integração, você vai poder se deslocar até Taguatinga Centro na primeira linha integrada que te leve até lá. E, estando em Taguatinga Centro, você vai poder contar com linhas de ligação para os vários destinos no Distrito Federal. Isto vai aumentar o número de opções de viagens para a população, além de diminuir o tempo dos percursos, já que vão circular pela faixa exclusiva da EPTG, sem parada ao longo deste caminho.

Eu preciso pagar duas passagens?

Não, se você possuir algum dos cartões do Sistema de Bilhetagem Automático. Funciona de forma parecida ao que hoje acontece nas linhas integradas ao metrô. O sistema vai saber que você embarcou em uma linha integrada e vai descontar de seus créditos apenas a diferença das passagens. Por exemplo, se você embarcou em uma linha integrada de R$ 2,00 e, logo em seguida, uma linha de ligação de R$ 3,00, em vez de R$ 5,00, serão descontados de seu cartão apenas R$ 3,00, que é o atual valor das linhas que ligam Ceilândia e Taguatinga às demais regiões descritas.

Como vai funcionar a integração?

A integração só vale entre uma linha circular e uma das novas linhas de ligação. Não vale entre duas linhas circulares ou entre duas das novas linhas de ligação. O tempo limite é de 2 horas para haver a integração entre as duas viagens.

E se eu precisar parar ao longo da EPTG? O que devo fazer?

Haverá a linha 0.573que parte de Taguatinga Centro e vai até a Octogonal e complexo da Polícia Civil, circulando pelas vias marginais da EPTG.

As linhas que passam pela Estrutural ou pela Estrada Parque Núcleo Bandeirante (EPNB) vão mudar?

Apenas as linhas que passam pela EPTG mudarão.

Quem já tem um cartão, vai poder usá-lo?

Quem já possui algum dos cartões, como o estudantil ou o vale-transporte, não precisa trocar. Eles funcionarão normalmente.

E quem não tem cartão? Onde pode fazer um e carregá-lo?

Os cartões podem ser adquiridos e recarregados nos postos do Sistema de Bilhetagem Automática (SBA/DFTrans) ou nas lojas de conveniência do BRB. Há cartões que não exigem cadastro nem documento para aquisição. Ele pode ser usado no metrô e em qualquer linha de ônibus do transporte público.

Como saber se a linha faz parte desta integração?

No painel frontal do ônibus haverá uma marca identificando a integração.

READ MORE - Saiba o que muda com as novas linhas integradas de transporte do Distrito Federal

Em São Paulo, Bilhete Único Mensal deve chegar no segundo semestre

O secretário municipal de Transportes, Jilmar Tatto,  afirmou nesta terça-feira, 22,  que começará em abril o cadastramento para os interessados no Bilhete Único Mensal, promessa de campanha do prefeito Fernando Haddad (PT). A Prefeitura estima que essa modalidade de carregamento deve funcionar a partir do segundo semestre deste ano.

O governo do Estado sinalizou que deve aderir ao projeto, incluindo o Metrô no sistema. A companhia, no entanto, faz estudos na tecnologia do Bilhete Único para avaliar como isso seria feito.

Tatto também afirmou que a Secretaria Municipal de Transportes está estudando como fazer a integração entre o sistema do Bilhete Único e o bancário - dessa maneira, o passageiro poderia carregar o seu bilhete pelo seu cartão de banco.

Entre outras mudanças anunciadas, também está a criação do sistema de biometria nos cartões do Bilhete Único. Segundo Tatto, a população terá de utilizar o cartão e a impressão digital como forma de evitar fraudes.

READ MORE - Em São Paulo, Bilhete Único Mensal deve chegar no segundo semestre

Haddad critica paralisação e pede apuração de greve de ônibus em São Paulo

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad , criticou a greve dos motoristas e cobradores de ônibus da Viação Transpass, realizada nesta terça-feira, e informou ter pedido a apuração "rigorosa" por parte do secretário de Transportes Jilmar Tatto.

Visivelmente irritado, Haddad criticou o fato de não ter sido informado da paralisação na companhia, que tem 336 ônibus e atende principalmente a zona oeste de São Paulo, com 52 linhas.

"Não houve informação (da greve) dos trabalhadores e dos empresários", disse Haddad. "Pedi para ser rigoroso no cumprimento do contrato, pois, na minha opinião, o poder concedente é o primeiro a ser informado e tem de mediar o conflito", disse Haddad.

Veja as linhas que são atendidas pelo Paese: 

Garagem 1: Avenida Torres de Oliveira, 435 – Jaguaré 
13 Linhas

6032/10 – Pinheiros – Metrô Barra Funda 
6262/10 – CEASA – Terminal Bandeira 
702C/10 – Metrô Belém – Jardim Bonfiglioli 
8018/10 – Vila Sônia – Butantã 
8020/10 – Butantã – Shopping Morumbi 
802C/10 – CEASA – Largo da Concórdia 
8075/10 – Terminal Campo Limpo – Metrô Butantã 
819J/10 – Jardim Colombo – Pinheiros 
8252/10 – Metrô Barra Funda – Lapa 
875R/10 – Terminal Campo Limpo – Aclimação 
8700/10 – Terminal Campo Limpo – Praça Ramos 
8707/10 – Rio Pequeno – Terminal Princesa Isabel 
875C/10 – Terminal Lapa – Metrô Santa Cruz

Garagem 2: Rua Cesar Cavassi, 385 – Jardim D’Abril 
22 Linhas

6250/10 – Jardim Jaqueline – Terminal Bandeira 
714C/10 – COHAB Educandário – Largo da Pólvora 
715M/10 – Jardim Maria Luiza – Largo da Pólvora 
7458/10 – Jardim Boa Vista – Estação da Luz 
748A/10 – Jardim D’Abril – Lapa 
708A/41 – Jardim Peri-Peri - Lapa 
708A/42 – Vila Dalva – Lapa 
748R/10 – Jardim João XXIII – Barra Funda 
748R/41 – Jardim Boa Vista – Lapa 
748R/51 – COHAB Raposo Tavares – Lapa 
7545/10 – Jardim João XXIII – Praça Ramos 
771P/10 – Jardim João XXIII – Hospital das Clinicas 
778J/10 – Jardim Arpoador – Barra Funda 
775P/10 – Jardim Guaraú – Metrô Ana Rosa 
778J/41 – COHAB Raposo Tavares – Barra Funda 
778R/10 – COHAB Raposo Tavares – Terminal Princesa Isabel 
7903/10 – Jardim João XXII – Praça Ramos 
8023/10 – CDHU Munck – Butantã 
8077/10 – Jardim João XXIII – Butantã 
809D/10 – COHAB Educandário – Praça Ramos 
809R/10 – Rio Pequeno – Pinheiros 
8610/10 – Jardim Paulo VI – Terminal Bandeira

Informações: Último Segundo

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - Haddad critica paralisação e pede apuração de greve de ônibus em São Paulo

Reajuste de 20% eleva valor da tarifa de ônibus de Rio Claro, SP, para R$ 3

Com um reajuste de 20%, a tarifa de ônibus urbano de Rio Claro (SP) terá novo valor a partir do dia 27, último domingo de janeiro. A passagem do transporte coletivo passará dos atuais R$ 2,50 para R$ 3.

O último reajuste ocorreu há um ano e meio. Segundo a Prefeitura, a mudança é necessária para cobrir o aumento de preço dos itens que definem o cálculo tarifário, como óleo diesel, lubrificante, pneus, chassis e carroceria dos veículos e outros.

A frota da cidade conta hoje com 60 ônibus novos, segundo a administração municipal. A troca ocorreu em julho, como exigência para o novo contrato de concessão do transporte coletivo no município.

A média de passageiros transportados na cidade é superior a 530 mil usuários por mês, de acordo com o levantamento da Secretaria de Mobilidade Urbana e Sistema Viário feito entre janeiro e outubro do ano passado.

Região
Em São Carlos (SP), a tarifa do transporte coletivo sofreu um reajuste de 3,77%, subindo de R$ 2,65 para R$ 2,75 no dia 26 de dezembro do ano passado.

O pedido de reajuste foi feito pela empresa RMC Transportes Coletivos, responsável pela Athenas Paulista, e aprovado pela Prefeitura.

Para os moradores, o valor é muito alto para a qualidade do serviço prestado. Frota antiga, atrasos e lotação estão entre as reclamações dos usuários.

Em Araraquara (SP), o valor da tarifa foi reajustado pela última vez no dia 26 de fevereiro do ano passado, passando de R$ 2,50 para R$ 2,70. O aumento também desagradou a população.

READ MORE - Reajuste de 20% eleva valor da tarifa de ônibus de Rio Claro, SP, para R$ 3

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960