Na Grande Recife, Cartão VEM Livre Acesso vai substituir carteira de gratuidade nos ônibus

terça-feira, 20 de agosto de 2013

O Grande Recife Consórcio de Transporte iniciou a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência com uma ação que beneficiará cerca de 93 mil pessoas que possuem direito a gratuidade. A partir desta quarta-feira (21/08), os usuários da Carteira de Livre Acesso deverão trocar o documento pelo Vem Livre Acesso. A medida do Consórcio, realizada em conjunto com a Superintendência Especial de Apoio à Pessoa com Deficiência (Sead) e o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Pernambuco (Urbana-PE), foi adotada como forma de moralizar o uso do documento. 

Para a troca do documento é necessário que o beneficiário faça o agendamento através do site www.vemlivreacesso.com.br ou pelo telefone 3125.7585, das 7h às 19h. No momento da troca é indispensável que a pessoa com deficiência apresente o CPF e a Carteira de Livre Acesso. Caso o deficiente tenha perdido a Carteira de Livre Acesso é necessário que ele retire a segunda via, para só então fazer a troca. 


Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook

Para o presidente do Consórcio, Nelson Menezes, com essa ação a fiscalização será mais rigorosa. “Vamos acabar com as fraudes verificadas nesse sistema, pois será usado o VEM que não é falsificável. Além disso, vamos saber quantas pessoas de fato usam a gratuidade por deficiência”, explicou. 

Os cartões eletrônicos possuem um layout diferente dos demais, facilitando a identificação e fiscalização. O VEM do beneficiário será na cor azul. Para as pessoas com deficiência que tiverem direito a acompanhante, o cartão será na cor laranja. Os cartões contarão com dados como foto, nome, CPF e o tipo de deficiência. Na troca do documento será usado o cadastro já existente na Sead, que é ligada à Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos do Governo de Pernambuco. 

Embarque – No momento do embarque, a pessoa com deficiência deve registrar o cartão no validador situado ao lado do cobrador e passar a catraca. Em caso de dificuldade, ela deve acomodar-se nos assentos reservados, solicitando que o cobrador gire a catraca. 

Já o cartão VEM da pessoa deficiente, que tem direito a acompanhante, deve ser utilizado para os dois passageiros. No primeiro momento, o titular do cartão passa pela catraca, registrando o seu acesso e em seguida, em até 30 segundos, o acompanhante deve fazer o mesmo procedimento. 

Informações: GRCT

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960