Natalcard disponibiliza à população natalense o sistema rede de vendas

domingo, 9 de dezembro de 2012

Inovador sistema de bilhetagem eletrônica, o NatalCard disponibiliza à população natalense cartões recarregáveis de passagens para o transporte coletivo de ônibus urbanos da cidade de Natal. Oferecendo praticidade, segurança e facilidade no dia a dia dos cidadãos, o NatalCard proporciona fluidez na mobilidade urbana.

Adicionar legenda
Foi pensando em proporcionar serviços de qualidade para toda a população e na facilidade de integração das novas tecnologias que o NatalCard escolheu a CIS, fabricante nacional de produtos e soluções em automação, para fornecer as leitoras de cartão Mifare modelo Smartport RF, substituindo a tecnologia POS, que era implantada nos postos de venda fixos no NatalCard e limitava o acesso para dias e horários comerciais. O novo sistema Rede de Vendas se ajusta ao horário e dias de funcionamento do lojista conveniado, como lan houses, mercados, bancas de revistas, entre outros, disponíveis em finais de semanas, feriados e perto de locais de fácil acesso à população.

Com mais de 90 lojas conveniadas, a Rede de Vendas ofereceu uma rápida adaptação aos lojistas e trouxe extrema comodidade para cidadãos de Natal. O NatalCard fornece um limite de crédito ao lojista, e, à medida que são realizadas as vendas de passagens eletrônicas, são gerados boletos bancários. Antes de finalizar seus créditos, o lojista paga o que foi vendido e tem seu limite de crédito restabelecido. Dessa forma, a Rede de Vendas possibilita total controle e acompanhamento de vendas pelo lojista e, ao mesmo tempo, o NatalCard observa o que está sendo vendido em todas as lojas.

“O diferencial desse projeto, não é só vender crédito pela internet, é o NatalCard poder trabalhar com uma plataforma de software em que é possível fazer a gestão nas duas pontas: a central da NatalCard e a própria loja. Em POS não existe isso, já que preciso de uma logística, por exemplo: ter uma equipe apenas para entregar e receber o “cartão mestre” o dia inteiro e, mesmo assim, não seria possível mensurar em tempo real o volume de vendas. A Rede de Vendas surgiu para simplificar todo esse processo”, explica Nicholas Paiva. Ao contrário do sistema POS que era alimentado por um “cartão mestre” no início e ao final do dia, a nova tecnologia descarta o uso desse instrumento, funcionando apenas com um “cartão virtual”.

Desde que foi lançada, a Rede de Vendas cresceu significativamente. Hoje o NatalCard possui um custo de venda bem menor do que com os postos de venda fixos, já que nos estabelecimentos conveniados os custos são fixos e do lojista, com repasse de uma porcentagem de venda para o local conveniado. Além disso, devido à expansão que a Rede Vendas ofereceu, as pessoas têm comprado mais créditos eletrônicos, proporcionando à empresa um custo menor e aumento de receita.

READ MORE - Natalcard disponibiliza à população natalense o sistema rede de vendas

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960