Em BH, Tráfego na Av. Santos Dumont está liberado para os ônibus

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da BHTRANS e da Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura (Sudecap), informa que desde o dia 1º de dezembro, a Avenida Santos Dumont, entre as ruas São Paulo e Espírito Santo, está reaberta para o tráfego dos ônibus do transporte coletivo. Com a mudança, algumas linhas tiveram o itinerário alterado e os pontos na Avenida Santos Dumont foram reativados.

Somente os ônibus poderão circular nesse trecho liberado da Avenida Santos Dumont. Será permitido o trânsito local de veículos particulares nesses quarteirões, para acesso às garagens e estacionamentos. A liberação faz parte do cronograma de obras do BRT na Área Central, que está sendo executada pela Sudecap.

TRÁFEGO DE VEÍCULOS:

- A Avenida Santos Dumont, entre as ruas São Paulo e Espírito Santo, será reaberta para o tráfego dos ônibus do transporte coletivo.

- Para os veículos que circulam pela Rua Rio de Janeiro não é permitido o atravessamento da Avenida Santos Dumont, já que as faixas de trânsito da avenida, próximas ao canteiro central estão interditadas.

- Nos quarteirões da Rua Rio de Janeiro, entre a Rua Guaicurus e Avenida Santos Dumont e entre Rua dos Caetés e Avenida Santos Dumont, será permitido somente trânsito local.

- No cruzamento da Rua Espírito Santo  com a Avenida Santos Dumont, o trânsito será normalizado. Na fase de obras, estava operando apenas em meia pista.

TRANSPORTE COLETIVO

Trinta e oito linhas de ônibus (32 linhas gerenciadas pela BHTRANS e 6 pelo DER/MG) terão seus itinerários e/ou pontos de embarque e desembarque modificados em função da liberação da Avenida Santos do Dumont.

 Confira a tabela das alterações das linhas

Cartazes foram afixados nos pontos de embarque e desembarque e no interior dos ônibus, para informar os usuários sobre as alterações.

Monitores da BHTRANS irão distribuir 50 mil informativos para orientação aos passageiros, pedestres, motoristas, comerciantes e operadores do transporte coletivo na região.

BRT - TRANSPORTE RÁPIDO POR ÔNIBUS

O BRT, Transporte Rápido por Ônibus, é um meio de transporte de alta capacidade, mais rápido e eficiente. Inicialmente, o BRT em Belo Horizonte irá circular em dois corredores exclusivos – avenidas Antônio Carlos/ Pedro I/ Vilarinho e Avenida Cristiano Machado – e será integrado à Área Central pelas avenidas Paraná e Santos Dumont, onde serão implantadas seis modernas estações de transferência para embarque e desembarque de passageiros. Nessas duas avenidas, o tráfego será exclusivo para o BRT, porém serão mantidas travessias para pedestres, faixas para bicicletas e para o acesso do trânsito local.

Nessa primeira fase, o pavimento asfáltico da Avenida Santos Dumont foi substituído por concreto armado, adequando toda a infraestrutura da drenagem e de serviços públicos, de forma que a via possa suportar os novos veículos articulados de grande porte do BRT, que irão proporcionar um transporte mais rápido e seguro. Através da implantação do BRT na Área Central, o novo sistema de transporte dos corredores será integrado no hipercentro, melhorando a mobilidade urbana na Capital, priorizando o transporte coletivo e garantindo, assim, uma cidade melhor e mais sustentável.
Clique para ampliar
Informações: BHTrans

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook

READ MORE - Em BH, Tráfego na Av. Santos Dumont está liberado para os ônibus

Porto Alegre: EPTC divulga plano de mobilidade para abertura da Arena do Grêmio

Em razão da inauguração da Arena do Grêmio, no sábado, 8 de dezembro, a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) programou um esquema especial de trânsito e transporte. Nesse dia, a abertura dos portões será às 16h, o início do show às 20h, e o início do jogo Grêmio x Hamburgo às 22h30min, com previsão de 60 mil pessoas no evento. A EPTC terá a participação de 150 agentes, sendo 70 nas imediações do estádio. 

Confira o esquema especial para o dia:

Rotas de acesso para veículos:

Centro / zonas Leste e Sul / Arena: Voluntários da Pátria até a Arena; ou via Farrapos e AJ Renner; ou Castelo Branco, Sertório e Voluntários da Pátria;

Zona Sul / Leste / Arena: outra opção é utilizar a 3ª Perimetral, Viaduto Leonel Brizola, Dona Teodora e AJ Renner;

Zona Norte / Arena: Sertório, Dona Margarida, Farrapos e AJ Renner ou Assis Brasil, Sertório, Dona Margarida, Farrapos e AJ Renner; ou Assis Brasil, Cairú, Farrapos e AJ Renner; ou Sertório, Dona Masrgarida, Edu Chaves, Viaduto Leonel Brizola, Dona Teodora e AJ Renner; ou Assis Brasil, Souza Reis, Edu Chaves, Viaduto Leonel Brizola, Dona Teodora e AJ Renner;

Guaíba / Arena: opção é utilizar a Sertório, Farrapos e AJ Renner;

Canoas, Vale dos Sinos  / Arena: opções pela BR 116, Farrapos e AJ Renner, ou Guilherme Schell, Ernesto Neugebauer e José Pedro Boesel;

Litoral, via Freway. Não existe acesso direto da Freeway (BR 290) para a Arena. Os motoristas devem utilizar a saída para o aeroporto, BR 116, Farrapos, AJ Renner; o não uso deste acesso obrigará o retorno via Castelo Branco (Centro) / Voluntários da Pátria, até a Arena;

Usuários do Trensurb: descer na parada Anchieta (cerca de 1,5 quilômetro até a Arena, aproximadamente 10 minutos de caminhada);

Transporte

Táxi: Desembarque e posterior embarque após o espetáculo serão realizados em torno do anel viário de contorno da Arena ou no ponto de táxi instalado na av. Frederico Mentz;

Ônibus fretado: Estacionamento na pista norte da rua José Pedro Boéssio. A pista estará interditada para o tráfego dos demais veículos;

Ônibus - Duas linhas de ônibus especiais levarão os usuários de ônibus até o evento – 1) T2: a linha T2 terá seu itinerário modificado (T2 Arena) e frequência de viagens ampliadas para melhorar o atendimento dos usuários. Para a chegada ao estádio ela terá seu final modificado a partir das 16h, entrando no bairro Humaitá para permitir o desembarque nas proximidades da rótula das avenidas AJ Renner e José Pedro Boéssio. Após o jogo serão utilizados 35 veículos, em sua maioria articulados, com saída da AJ Renner com Felício Lemeizek;
  
Futebol arena - Esta linha, com início às 16h, irá operar com 12 carros a partir do Mercado Público, via Farrapos e AJ Renner. Para a saída serão utilizados 40 veículos, das proximidades da AJ Renner com Felício Lemeizek;

Linhas regulares de ônibus que atendem o bairro Humaitá:

701 - Vila Farrapos/Voluntários (exceto domingos)
Terminal no centro é no CPC (Camelódromo)
Terminal bairro na Estação Anchieta Trensurb
Linha vai e volta via Frederico Mentz/Voluntários da Pátria.

703 - Vila Farrapos
Terminal no centro é no PopCenter  (Centro Popular de Compras)
Terminal bairro rótula da A. J. Renner/Leopoldo Brentano
Linha vai ao centro via A. J. Renner/Frederico Mentz/Voluntários da Pátria.
Retorna ao bairro via Voluntários/Farrapos/Frederico Mentz/A. J. Renner.

704 - Humaitá
Terminal no centro é no PopCenter  (Centro Popular de Compras)
Terminal bairro na Estação Anchieta Trensurb
Linha vai ao centro via Palmira Gobbi/A. J. Renner/Farrapos.
Retorna ao bairro via Farrapos/A. J. Renner/Palmira Gobbi.

704.1 - Humaitá/A. J. Renner/Dona Teodora
Derivada da 704, com pequena diferença que atende trecho da Av. Ernesto Neugebauer entre Dona Teodora e av. Amynthas Jacques de Moraes.

T2A.1 - Transversal 2/A. J. Renner
Linhas derivada da T2, com horários de escola. Somente 13 horários em dias úteis.

B55 - Protásio/Humaitá
Linha interbairros, ligando o Humaitá ao bairro Mário Quintana via A. J. Renner/Farrapos/Terminal Cairú/Benjamin Constant/Assis Brasil/Protásio Alves/Manoel Elias.

B25 - Arroio Feijó/Humaitá
Linha interbairros, ligando o Humaitá à Av. Bernardino Silveira Pastoriza, na divisa com Alvorada, via Frederico Mentz/A. J. Renner/Farrapos/Terminal Cairú/Benjamin Constant/Assis Brasil.


Lotação Humaitá - 7 de Setembro (Centro), Farrapos, AJ Renner  (12 veículos);

Pedestres - deslocamento pela Palmira Gobbi, José Pedro Boésio, Voluntários da Pátria e Leopoldo Brentano, como principais opções;

Orientação aos torcedores

Os ingressos para os estacionamentos da Arena (E1 e E2) não estarão disponíveis para a venda no dia da inauguração. Devem ser adquiridos com antecedência, junto com os ingressos para o jogo. Os adesivos de acesso aos estacionamentos (E1 e E2) deverão ser fixados nos veículos para permitir o acesso às áreas restritas; não será permitido estacionamento na Freeway.

Informações: EPTC
READ MORE - Porto Alegre: EPTC divulga plano de mobilidade para abertura da Arena do Grêmio

Região Metropolitanda do Recife precisa de mais linhas de Metrô e VLT

Quem da Zona Norte da Região Metropolitana do Recife não sonha com um Metrô ou um VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) para ir ao trabalho, escola, lazer entre outros. Depois que o Metrorec inaugurou a Linha Sul, onde hoje já é um sucesso para quem usa devido a uma maior agilidade e eficiência, a população de bairros da zona norte do Recife e cidades vizinhas da capital pernambucana como Olinda e Paulista por exemplo, bem que poderiam ser contempladas com a implantação do metrô.

Segundo o Metrorec, existe sim projetos para essas áreas e o que falta é vontade política, na qual os investimentos recentes vem todos sendo implantados nos BRT’s a serem implantados nestas localidades. Por isso o Blog Meu Transporte solicitou ao Metrorec quais estudos e projetos estão sendo realizados para melhoria da mobilidade urbana na região metropolitana do Recife.

1 – Existe algum estudo para ampliação da rede de Metrô na RMR?
Sim. Após a inauguração da Linha Sul e com a conclusão do PDTU, começamos a estudar novos traçados para ampliação da malha ferroviária.
É notório que a Região Metropolitana do Recife vem enfrentando graves problemas de deslocamentos e pensando em melhorar a vida da população um grupo do Metrô do Recife começou a estudar novos meios de deslocamentos com o intuito de desafogar o trânsito do Recife. Por exemplo:

Para São Lourenço foi idealizado um trajeto seguindo o prolongamento que parte de Camaragibe. Partindo de Recife com um metrô de superfície, pela Av. Caxangá, chegando até Aldeia com integração na estação Camaragibe, sendo esta linha implantada quando for comprovada a necessidade de um equipamento mais eficiente, em substituição ao BRT.
Outro traçado sugerido é partindo de Cajueiro Seco até N. Sra. do Ó, atendendo algumas comunidades que ainda não foram beneficiadas, já que existe previsão de adensamento nesta região, como a comunidade de Olho D’Água,  Cidade Garapú, seguindo por Suape até a praia de N. Sra. do Ó.

Foi pensada também uma linha para desafogar o trânsito na região do Recife Antigo, com um VLT de superfície de piso baixo saindo de Largo da Paz até a Praça do Carmo em Olinda. O objetivo desta linha é trazer para o sistema de transporte público os usuários de automóveis, criando alternativa de mobilidade confortável, onde muitos desses usuários podem deixar seu carro nas estações, que poderão ser providas de amplos estacionamentos.

Para atender à população de Paulista e visando melhorar a mobilidade dessa região, já que estão previstos alguns investimentos nessa região, que ocasionarão um maior adensamento populacional, o grupo sugere uma linha de metrô elevado partindo da estação Joana Bezerra seguindo até o município de Paulista, em Arthur Lundgren.
Como chegou tão perto, o grupo seguiu até Igarassu, saindo de C. Seco, com uma linha de metrô elevada tendo com o propósito de desafogar o trânsito na BR 101 que está travado nos horários de pico e vale, então foi criada esta linha que segue pela comunidade do Ibura, Dois Rios, integrando na estação Barro, já existente, prosseguindo pela Ceasa, Engenho do Meio, Cidade Universitária, passando por Dois Irmãos, integrando no Terminal da Macaxeira, e continuando pelo canteiro central da BR, atendendo também às comunidades de Paratibe, Caetés, Abreu e Lima, Cruz de Rebouças até chegar à estação final Igarassu, com a perspectiva de um prolongamento até a cidade de Goiana, através de um VLT.

Pensando em desafogar o trânsito da região dos Aflitos, Graças, Casa Forte, foi feito um traçado através de equipamento de Metrô subterrâneo, partindo de Parque Amorim (Nova Linha de Arthur Lundgren) até a estação Dois Irmão s (Nova Linha Norte Sul Igarassu/C. Seco).

Ainda existe a linha Cruz Cabugá/Macaxeira, que atenderá a população do Espinheiro, Tamarineira, Casa Amarela, saindo da estação Cruz Cabugá(Nova linha Largo da Paz/Olinda).

E para atender aos empreendimentos que estão surgindo em consequência do evento da Copa do Mundo, que adensará esta região, será construída mais uma estação, Sucupira, no trecho Diesel em operação com destino à Cidade da Copa.

Com todas estas linhas devidamente inauguradas e com o sistema de ônibus e a navegação dos rios Capibaribe e Beberibe se terá um Recife melhor, onde a população conseguirá se deslocar com  qualidade. Assim este grupo de trabalho do Metrô do Recife que se dedica ao estudo da melhoria da mobilidade na cidade do Recife, denomina este projeto de “A cidade que eu quero”.

2 – O que falta em Pernambuco para aumentar ainda mais novas linhas de Metrô?
Este trabalho foi apresentado a algumas pessoas que possam levá-lo a uma instância superior, com o intuito de sensibilizar as esferas governamentais. O grupo aguarda decisão para continuação dos estudos de acordo com as prioridades elencadas.

Precisamos do apoio da população para mostrar aos dirigentes (políticos) o que a população precisa, ou seja, de um transporte de massa com alta capacidade de deslocamento.

Blog Meu Transporte
READ MORE - Região Metropolitanda do Recife precisa de mais linhas de Metrô e VLT

Transporte coletivo de Taubaté inicia a integração de linhas

A ABC Transportes, permissionária do transporte coletivo em Taubaté, iniciou nesta quarta-feira (5) a operação do sistema de integração das linhas de ônibus. Com o novo modelo, a cidade passa a ser a segunda no Vale do Paraíba a adotar a tarifa única para a utilização de mais de um ônibus em período pré-estebelecido.

As 77 vans do Transporte Complementar de Taubaté (Tctau) não foram contempladas pela medida. (saiba mais abaixo).

A ABC investiu R$ 1 milhão na modernização da tecnologia de bilhetagem eletrônica para viabilizar o acesso da população a integração das linhas. A maior parte do valor foi aplicada na renovação dos cartões e o restante em modernização dos softwares das catracas.

De acordo com o diretor da ABC, Tiago Felício, a tarifa única deve ser utilizada por pelo menos 15% dos 60 mil passageiros atendidos diariamente. Na prática, o passageiro que pagava duas passagens para chegar ao destino, totalizando R$ 5,60, vai pagar apenas uma, R$ 2,80.

A regra é que o passageiro embarque no segundo ônibus em um prazo máximo de uma hora e que o ônibus opere em linha de mesmo sentido. O sistema depende da utilização de cartões eletrônicos e não funciona para passageiros que utilizam apenas dinheiro como forma de pagamento.

"O sistema tem cadastrado as linhas que se integram. Quando o usuário usa o cartão para pagar a tarifa, a integração está acionada caso ele precise. A integração não funciona para sentidos opostos, como por exemplo, uma pessoa que foi de um bairro ao Centro e volte no período de menos de uma hora não tem direito ao bilhete único", explicou o diretor.

Além do bilhete único, a ABC lançou em outubro uma promoção para os usuários da bilhategam eletrônica, em que o passageiro recebe gratuitamente uma passagem para viajar as domingos após a compra de valor equivalente a 10 passagens de ônibus.

Transporte Complementar
Os permissionários do TCTAU criticam a Secretaria de Transportes da cidade, gestora do sistema de transporte público, por não acionar as vans para que o bilhete único fosse implementado também nos veículos da cooperativa.

Em protesto ao bilhete único e também à promoção da ABC, os permissionários da TCTAU reduziram a tarifa para R$ 2,52 no último dia 26 de novembro. O novo valor não foi autorizado pela administração. "Já faz dois anos que existe essa conversa de integração das linhas e desde o começo pedimos para prefeitura participar. Não podemos ficar no prejuízo. A ABC faz promoções, agora tem o bilhete único, então reduzimos nossa passagem como moeda de troca para pressionar a prefeitura na negociação. Queremos ser incluídos no sistema e nos mantermos competitivos", disse Sérgio Vasconcelos, permissionário do Tctau.

A cooperativa opera 77 vans, das quais, 7 deixaram de cobrar a tarifa de R$ 2,52 e voltaram para o valor de R$ 2,80 nesta semana. Os demais mantém o protesto.

O diretor da Secretaria de Trânsito e Transportes de Taubaté, Luiz Donizete Gonçalves, foi procurado, mas não atendeu às ligações do G1 até a publicação da reportagem. Em entrevista anterior, a pasta afirmou que a redução da tarifa da TCTAU não havia sido autorizada.

Serviço
Para aquisição ou troca dos cartões antigos da ABC Transportes, basta procurar a loja da empresa no Parque Doutor Barbosa de Oliveira (rodoviária velha) ou na empresa, que fica à Rua Margarida, 612. Para dúvidas, o telefone é o (12) 3621-5300.

Suellen Fernandes
READ MORE - Transporte coletivo de Taubaté inicia a integração de linhas

Rodoviários aceitam acordo e greve de ônibus em Blumenau é descartada

Os trabalhadores do transporte coletivo de Blumenau aprovaram, na primeira assembleia das três que a categoria agendou para esta quinta-feira, a proposta de reajuste salarial oferecida pelo Consórcio Siga. 

A proposta aprovada foi de aumento salarial de 8% (aumento real de 2,1%) e vale alimentação de R$ 360. A proposta também traz vacina contra a gripe para todos os trabalhadores, aumento do auxílio creche de R$ 110 para R$ 150 e pagamento de 60% do valor do plano de saúde pelas empresas. 

As próximas assembleias estão marcadas para as 15h e para as 19h. É preciso que a maioria aprove a proposta nas três assembleias para pôr fim às discussões entre trabalhadores e patrões. O Sindicato dos Empregados das Empresas Permissionárias do Transporte Coletivo (Sindetranscol).

Informações: Jornal de Santa Catarina

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook

READ MORE - Rodoviários aceitam acordo e greve de ônibus em Blumenau é descartada

Governo de SP tenta convencer governo federal sobre a importância do monotrilho para capital e obter nova linha de financiamento

O governo de São Paulo terá de correr atrás do prejuízo para concluir as obras da linha 17-Ouro, o monotrilho que ligará a região do Jabaquara, na zona sul, ao bairro do Morumbi. Como a primeira etapa do trecho só será entregue após a Copa de 2014, prazo anunciado pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB), o projeto foi retirado da lista de prioridades do governo federal, o que significa a perda do financiamento de R$ 1 bilhão, cerca de um terço do custo total (R$ 3,2 bilhões).

Os recursos estavam garantidos enquanto a linha-17 fez parte da chamada matriz de responsabilidades das cidades que irão sediar jogos do mundial. A Caixa é a responsável pelo repasse dos recursos.

Ontem, a STM (Secretaria Estadual dos Transportes Metropolitanos) confirmou que o projeto foi retirado da matriz. Segundo a Pasta, a medida ocorreu não por causa do prazo de entrega, mas devido à escolha do estádio do Corinthians, em Itaquera, na zona leste, para abrigar os jogos em São Paulo. A região, segundo a STM, já é atendida pelas linhas 3-Vermelha, do metrô, e 11-Coral, da CPTM.

De acordo com o governo estadual, a inclusão do monotrilho era justificada enquanto se cogitou o estádio do Morumbi, na zona sul, como sede dos jogos.

O Estado agora tenta convencer o governo federal sobre a importância da obra e, como consequência, obter outra linha de financiamento para manter o cronograma de execução, que prevê a entrega dos primeiros 7,7 quilômetros, que ligarão o aeroporto de Congonhas à região do Morumbi, no segundo semestre de 2014. O trecho prevê uma estação a 100 metros do terminal.

O governo ressalta que, somente com a primeira etapa em operação, será possível transportar 100 mil pessoas por dia. No total, o monotrilho terá 17,7 quilômetros até 2016.

Informações: Band

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - Governo de SP tenta convencer governo federal sobre a importância do monotrilho para capital e obter nova linha de financiamento

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960