Brasil precisa de 50 mil novos motoristas de ônibus e caminhão

segunda-feira, 2 de julho de 2012


As empresas estão sofrendo com a falta de mão de obra. Segundo a Confederação Nacional do Transporte faltam 50 mil motoristas de caminhão e de ônibus, em todo o país.

Em Minas Gerais, a situação é tão crítica que as empresas de ônibus estão formando novos motoristas em cursos gratuitos.

Lá se foi o tempo em que a fila de candidatos em busca de uma vaga como motorista de ônibus dobrava o quarteirão na porta da empresa: “Nós temos observado os candidatos migrando para outras áreas”, diz a gerente de RH  Rejane Aguiar.

O anúncio na parede e a caixa de currículos já não chamam muita atenção. Algumas transportadoras até facilitam para o candidato. Basta pegar o telefone.

Segundo a Confederação Nacional do Transporte, no país faltam 50 mil motoristas de caminhão e de ônibus.

Para evitar o apagão de mão de obra, sindicatos e empresas de transporte de BH e RMBH se uniram. Criaram um curso gratuito para formar novos motoristas. Para estimular os alunos, a sala de aula já dá uma idéia de como vai ser o local de trabalho.

Tem empregada doméstica, motoqueiro, manobrista, soldador, cobrador, gente em busca de novas oportunidades.
“Já consigo pegar os passageiros, os idosos. É meu sonho desde criança. Agora eu estou tentando realizar e vou realizar”, diz uma aluna.

Fonte: www.cnttt.org.br (Globo – Bom Dia Brasil) 


READ MORE - Brasil precisa de 50 mil novos motoristas de ônibus e caminhão

Em BH, Recarga a bordo no Cartão BHBUS em mais 47 linhas


A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da BHTRANS, informa que mais 47 linhas do transporte coletivo de Belo Horizonte oferecem o serviço de recarga a bordo para os usuários que usam o Cartão BHBUS Usuário ao Portador (cor azul).

A recarga de créditos no cartão dentro do ônibus está sendo ampliada para as seguintes linhas: 80, 104, 341, 503, 504, 637, 702, 703, 705, 706, 708, 709, 710, 711, 713, 714, 715, 716, 732, 737, 837, 1030, 1505, 1509, 1510, 3050, 3055, 4103, 4106, 4108, 5102, 8203, 8208, 9032, 9202, 9204, 9206, 9405, 9801, 1207A, 1404A, 1404B, 1404C, 1505R, 2234A, 2234B, 5506B.

Com as 47, o Sistema de Transporte Coletivo de Belo Horizonte conta, agora, com 59 linhas com a operação de recarga a bordo. Em 16 de abril, as linhas circulares SC03 A e SCO3 B inauguraram o serviço, seguidas de outras dez linhas (105, 107, 2102, 4501, 807, 8101, 8103, 811, 822, 9106) em 18 de maio.

Dentro dos veículos dessa terceira etapa de implantação do serviço haverá informações para os passageiros sobre a recarga de créditos eletrônicos.

A recarga terá um valor fixo e único de R$ 10,00 por viagem. Esse valor foi estipulado em função da média de recarga nos postos físicos de atendimento, que normalmente, varia de R$ 10,00 a R$ 20,00.

Ficam mantidos todos os postos de venda de créditos eletrônicos, nos seguintes locais e endereços:

• Transfácil: Rua Professor Moraes, 216 – Funcionários;
• Setra-BH: Rua Aquiles Lobo, 504, Floresta;
• Estação BHBUS Venda Nova: Rua Padre Pedro Pinto, 2.277, Venda Nova,
• Estação BHBUS Barreiro: Av. Afonso Vaz de Melo, 640, Barreiro,
• Estação BHBUS Diamante: Av. João Rola Filho, 50, Milionários,
• Bilheterias das Estações do Metrô

 BHBUS POR TELEFONE

Outra modalidade de compra de créditos eletrônicos e carregamento a bordo é por meio do telefone. Quem usa Cartão BHBUS Usuário Identificado ( também azul, identificado por meio de um cadastro realizado no momento da compra do cartão (“casco”), quando a pessoa informa, entre outros dados, seu e-mail e escolhe até três linhas que utiliza para seus deslocamentos) pode ligar para o Consórcio Transfácil – 3248-7300 – e fazer a solicitação de compra dos créditos. Um boleto bancário é enviado ao e-mail do usuário. Após o pagamento do boleto ou a realização de um depósito bancário identificado, o passageiro pode recarregar seu cartão no validador do ônibus.

Assessoria de Comunicação e Marketing da BHTRANS

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - Em BH, Recarga a bordo no Cartão BHBUS em mais 47 linhas

No Rio, Motoristas do BRT têm treinamento especial

Os motoristas do sistema BRT (Bus Rapid Transit), usados nos corredores expresssos da Transoeste, Transcarioca, Transolímpica e Transbrasil, recebem treinamento especial e têm que portar uma carteira especial para dirigir os ônibus articulados.

Com 56 km de extensão, o TransOeste liga Santa Cruz à Barra da Tijuca. Nas vias exclusivas, ônibus articulados, com capacidade para 140 passageiros e ar condicionado, vão trafegar livres de congestionamentos, o que encurtará pela metade o tempo de viagem de que faz diariamente o trajeto entre Santa Cruz e o Terminal Alvorada.



Com Informações: Cidade Olímpica

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - No Rio, Motoristas do BRT têm treinamento especial

Em Olinda, Corredor de ônibus da Presidente Kennedy se tornou uma obra sem fim


Uma obra que vinha para melhorar a situação dos usuários de ônibus, se tornou em um problema sem fim, o primeiro corredor de ônibus a ser construido em Olinda parece não que nunca será inaugurado devido a prazos e mais prazos para sua conclusão.

A obra só inclui a implantação de um corredor central de ônibus com oito paradas, parecido com o que existe na Avenida Caxangá no Recife. Orçada em R$ 7,5 milhões, ela deveria ser entregue no mês de setembro de 2011, isso já somado os atrasos.

A faixa de ônibus tem 4 km foi projetada para diminuir o tempo de viagem de quem precisa do transporte público, mas essa faixa hoje é usada até de estacionamentos.

São paradas de ônibus construídas e já precisando de manuntenção, mesmo sem ser utilizadas, num verdadeiro desperdicio do dinheiro público.
Além das paradas inutilizadas, acidentes acontecem com frequencia devido a falta completa de sinalização.

Usuários de ônibus são desrespeitados e as vezes não sabem se pegam ônibus na nova parada que não tem nemnhuma placa de aviso ou nas improvisadas.

A bagunça é tamanha que os ônibus circulam nas faixas dos carros e os carros nas faixas destinadas aos ônibus e nenhuma fiscalizaçlão é encontrada para amenizar o caos que se torna nos horários de pico.

Sem ciclovias
Um perigo também para quem precisa usar suas bicicletas, pois acidentes graves com ciclistas acontecem com frequencia, num total desrespeito aos ciclistas.

Sem prazo
E para piorar, está grandiosa obra não tem prazo para ser entregue, ou seja, isso mostra a falta de prioridade dada a quem precisa do transporte público em Olinda.


READ MORE - Em Olinda, Corredor de ônibus da Presidente Kennedy se tornou uma obra sem fim

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960