Absurdo, Veradores de Cuiabá pedem o fim de faixa exclusiva para ônibus

sábado, 24 de março de 2012

Cerca de 50 comerciantes instalados na Avenida Morangueira compareceram à sessão de ontem (22) e deixaram a Câmara Municipal de Maringá satisfeitos. Um requerimento assinado por todos os vereadores e aprovado por unanimidade pede que a prefeitura reveja a implantação de corredores exclusivos para ônibus na via, em horários de pico.

Desde 15 de fevereiro, um trecho de 3,2 km da Avenida Morangueira, entre as avenidas Colombo e Alexandre Rasgulaeff, tornou-se o primeiro corredor exclusivo para ônibus em Maringá. A chamada “faixa amarela” funciona das 6 às 9 horas no sentido bairro-centro, e das 15 às 19 horas no sentido inverso. Nestes horários, estacionar no sentido da avenida onde a faixa está funcionando é proibido.

Há 30 anos com uma mecânica na Morangueira, Grimaldo Dalben diz que a faixa amarela está prejudicando pelo menos 315 comerciantes, que assinaram um abaixo-assinado pedindo solução para o problema. “Os clientes acham que não dá para estacionar mais na Morangueira, porque as letras nas placas, informando o horário da proibição, ficaram pequenas”, critica.

No requerimento, os vereadores sugerem a diminuição do canteiro central da Avenida Morangueira para a abertura de faixas exclusivas para os ônibus, eliminando as faixas amarelas e preservando os estacionamentos. No plenário, 10 vereadores pediram que a prefeitura abandone o projeto das faixas exclusivas imediatamente, enquanto não elabora nova proposta.

Fonte: O Diário

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960