Prefeitura de Porto Alegre investe na renovação do transporte público

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Enquanto a população atual de Porto Alegre, de 1.409.351 habitantes, aumentou 3,58% em dez anos (Fonte: IBGE), a frota de veículos cresceu, no mesmo período, 45,81%, passando de 485.437 para 707.834 veículos (Fonte: Detran/RS). Para qualificação da circulação, enfrentando a realidade de um carro a cada 2 habitantes, além das obras em andamento e as previstas no pacote para a Copa do Mundo, e antes da implantação do metrô e do Sistema BRT (Bus Rapid Transit), a prefeitura, por meio da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), tem investido na renovação do transporte público, considerado, atualmente, um dos mais modernos do País.
         
“Nunca se renovaram tantos ônibus, táxis e lotações como agora”, afirma Ivo Hoerlle, técnico da EPTC, responsável pelo serviço de inspeção veicular. “Somente em 2011, no modal ônibus, já foram renovados cerca de 150 veículos, e outros 50 ainda estão previstos até o final do ano. Quanto aos lotações, já foram renovados este ano 120 veículos, 62 com elevadores para portadores de deficiência. E a frota de táxis, a maioria já com ar-condicionado e quatro portas, teve uma renovação de 730 veículos em 2011”, informa Hoerlle.
           
Os 403 lotações atendem cerca de 60 mil passageiros por dia em 29 linhas, com 3.600 viagens/dia. Este sistema será ampliado em 2012 para atender aos bairros Restinga e Belém Novo. Todos os lotações circulam com ar-condicionado, sendo já 62 com elevador para pessoas portadoras de deficiência física. Os veículos possuem motor eletrônico, com baixo índice de poluição, poltronas reclináveis, padrão rodoviário e cintos de segurança retráteis.Os corredores dos lotações estão mais largos, passando de 35cm para 70cm, proporcionando um maior conforto e segurança no deslocamento dos usuários. A vida útil de um lotação é de, no máximo, dez anos, com vistorias realizadas pela EPTC de 90 em 90 dias. A meta é mais 12 novos lotações, todos com elevador, até o final do ano,
.
Vanderlei Cappellari, Diretor-Presidente da EPTC, afirma que a preocupação com a qualidade no transporte público é permanente: “Trabalhamos intensamente para garantir um melhor atendimento aos usuários, em renovação das frotas, investimentos tecnológicos, fiscalização e engenharia de tráfego. Além disto, estamos presentes nas comunidades para os ajustes necessários. Nosso objetivo é um serviço cada vez mais qualificado, sempre priorizando o transporte coletivo”. Existe um projeto de incluir 80 novos táxis até a Copa do Mundo: “Seria uma reposição de veículos (concessões) que já saíram da frota no decorrer dos anos, por motivos diversos. A idéia é que estes carros sejam adaptados para deficientes físicos”, acrescenta.

Os 1.658 veículos da frota de ônibus têm uma idade média de 3 anos e 11 meses. A vida útil máxima de um ônibus é de 10 anos. O serviço de transporte coletivo por ônibus opera com 372 linhas, 25 mil viagens/dia, e transporta cerca de 1 milhão de passageiros por dia. Dos 1.658 ônibus, 330 têm até um ano de idade, renovados entre 2010 e 2011. Todos os novos veículos circulam com motores eletrônicos, os quais emitem baixo nível de poluentes. A frota de ônibus adaptada para portadores de deficiência é de 732 veículos, correspondendo a 44,15% da frota total de ônibus. A exigência de vistoria varia, de acordo com a idade do veículo, entre 60 e 120 dias. Foi qualificada a iluminação interna, com lâmpadas leds, letreiros eletrônicos frontais maiores para dar maior visibilidade dos itinerários/linhas aos usuários; bancos mais confortáveis, com espumas de maior densidade; possibilitando 43 lugares sentados, em média.                                             

Todos os novos táxis, quatro portas, bagageiro mais espaçoso, de uma frota de 3.920 veículos, idade média de 3 anos e 10 meses, possuem ar-condicionado (obrigação desde 2006). A exigência de vistoria varia entre 30 e 180 dias, de acordo com a idade do veículo. A vida útil do carro não pode passar de 15 anos.


Fonte: Prefeitura de Porto Alegre

READ MORE - Prefeitura de Porto Alegre investe na renovação do transporte público

Passageiros reclamam de falhas em trens do Metrô e da CPTM

Os passageiros da Grande São Paulo reclamam que os trens do Metrô e da CPTM têm apresentado muitas falhas. As composições transportam 6,5 milhões de pessoas todos os dias.
Na madrugada desta quinta (27), os trens da Linha 2-Verde circularam com velocidade reduzida por 11 minutos devido à falta de energia elétrica. Na terça-feira (25), o acionamento indevido do sistema de emergência parou um trem da Linha 12 Safira da CPTM. Muitos passageiros consideraram o conserto demorado demais e resolveram seguir a pé pelos trilhos. No mesmo dia, uma falha na rede elétrica fechou a Estação Largo 13 da Linha 5.

Nos últimos 30 dias, foram 17 ocorrências no Metrô e seis na CPTM.

Para o engenheiro de tráfego e transportes Humberto Pullin, o número de passageiros cresceu, mas a estrutura pouco mudou. “Tem faltado nos trens do Metrô e da CPTM manutenção preventiva. Acredito que as equipes e a própria estrutura de manutenção não estavam preparadas para esse aumento da demanda”, diz.

O Metrô e a CPTM dizem que a manutenção nos trens é eficiente e que o número de ocorrências está dentro da normalidade. “No último mês, nós realizamos mais de 100 mil viagens. Dessa forma, tivemos um número de ocorrências significativamente pequeno em relação a esse número de viagens realizadas”, afirma Wilmar Fratini, gerente de operações do Metrô.

“Quando a gente compara esse número de ocorrência, ou seja, pega o número de quatro ocorrências durante esse mês, que impactaram efetivamente a vida do usuário, nós tivemos uma média de uma ocorrência para cada 18 mil viagens”, calcula Francisco Pierrini, gerente de operações da CPTM.

Os passageiros não conhecem a estatística, mas sabem muito bem quando as falhas atrapalham a ida e a volta para casa.

Fonte: G1.com.br

READ MORE - Passageiros reclamam de falhas em trens do Metrô e da CPTM

Prefeitura de Manaus mantém preço da passagem do microônibus em R$5,50

Após uma reunião com o prefeito Amazonino Mendes, o titular da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU) anunciou, na noite desta quinta-feira (27), que o preço da passagem do transporte coletivo Executivo permanece em R$ 5,50. O prefeito e a SMTU pretendem articular uma reunião com os trabalhadores a partir desta sexta (28) e afirmaram ter acionado o Ministério Público (MP) para discutir a questão.

Segundo Cavalcante, o prefeito está disposto a continuar as negociações com os trabalhadores e já procurou o MP. "A presença do MP é para dar mais legitimidade e para chancelar a decisão que for tomada em conjunto com o Ministério, fazendo um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para definir as regras e o futuro desta modalidade de transporte", destacou o diretor-presidente.  

Cavalcante disse, ainda, que o procurador chefe de Justiça, Francisco Cruz, já tem conhecimento da urgência do caso.

De acordo com o presidente da Federação das Cooperativas de Transportes do Amazonas (Fecootram), Equias Subrinho, disse que os microônibus permanecerão nas ruas, já que agora a presença do MP traz garantias para a categoria. A promessa de paralisão dos microônibus caiu. "O que muda a nossa posição é a participação do MP. Porque o Ministério vai nos dar um respaldo para continuarmos funcionando tendo garantia jurídica", reforçou Equias.

Análise de planilha de custo das cooperativas para se chegar ao valor da tarifa ideal que deve ser realizada durante as reuniões, também ajudou na decisão de manter os microônibus rodando na cidade, de acordo com Equias.


Fonte: D24 AM

Share |
READ MORE - Prefeitura de Manaus mantém preço da passagem do microônibus em R$5,50

Cidade de Santos ganha faixa preferencial para ônibus da Avenida Bernardino de Campos

Entra em vigor, a partir da próxima segunda-feira, a faixa preferencial para ônibus da Avenida Bernardino de Campos (Canal 2), no Campo Grande. A medida funcionará de segunda a sexta-feira, das 17 às 20 horas, sentido Centro/Praia.

Para agilizar o trânsito, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) padronizou o estacionamento dos veículos de passeio no lado esquerdo da via, junto ao canal. Com isso, de 140 vagas disponíveis, a pista terá ao todo 337 lugares.

“Antes havia uma alternância nos lados da pista para receber o estacionamento. Agora, não mais. Essas vagas só não poderão ser utilizadas no horário de vigência do corredor”, diz a diretora de planejamento de Projetos da CET, Luciane Beck.

A nova medida será semelhante à faixa preferencial existente na Avenida Conselheiro Nébias. Os motoristas flagrados pelos agentes da CET transitando pelo espaço dos ônibus serão orientados a trocar de pista.

“Ninguém será multado por trafegar nessa faixa. Não se trata de um corredor exclusivo para coletivos, como o da Avenida Ana Costa. Porém, cabe ao cidadão consciente dar prioridade aos ônibus na via”, explica Luciane.

Segundo a representante da CET, serão multados somente os condutores que não respeitarem os horários e os locais de estacionamento permitidos.


Fonte: A Tribuna

Share |
READ MORE - Cidade de Santos ganha faixa preferencial para ônibus da Avenida Bernardino de Campos

No Rio, Ônibus que substituem bondes começam a operar 7 de novembro

A Secretaria Municipal de Transportes anunciou, na tarde desta quinta-feira (27), que as duas linhas de ônibus que vão substituir os bondes de Santa Teresa, no Rio, entram em operação no dia 7 de novembro. Eles têm capacidade para 35 passageiros e a passagem vai custar R$ 0,60.

Resolução publicada no Diário Oficial do Município nesta quinta definiu os parâmetros de operações das duas linhas circulares, a SE 006 (Silvestre-Castelo) e SE 014 (Paula Matos-Castelo) (circular), que vão atender aos moradores do bairro, que não contam mais com os trens desde o acidente de agosto, em que seis pessoas morreram e mais de 50 se feriram. Nesta quinta-feira, faz dois meses em que ocorreu o acidente.

A medida que criou as linhas de ônibus foi decretada pelo prefeito Eduardo Paes, no Diário Oficial do município, no início do mês. O serviço terá duração de um ano e seis meses. Atualmente o bairro de Santa Teresa é atendido por outras duas linhas de ônibus e um serviço noturno.

Diretor exonerado do cargoO diretor de operações dos bondes que circulavam em Santa Teresa, no Centro do Rio, Fábio Tepedino, foi exonerado do cargo pelo presidente da Central, Eduardo Macedo também no início do mês, logo após a divulgação do laudo da perícia sobre o bonde que se acidentou. Peritos apontaram que o veículo tinha 23 falhas.


Fonte: G1.com.br

READ MORE - No Rio, Ônibus que substituem bondes começam a operar 7 de novembro

No Recife, Túnel que estava sendo construido pelo Governo do Estado na Estrada da Batalha cede e vai complicar o trânsito por muito tempo

Um incidente em uma obra na Estrada da Batalha, próximo ao Aeroporto, deixou o trânsito em quase toda a Zona Sul do Recife e parte de Jaboatão dos Guararapes paralisado. Parte da pista que dá acesso ao bairro de Prazeres cedeu, afundando cerca de 13 metros, o que provocou a interrupção da circulação de veículos na área. A outra pista, no sentido Imbiribeira, também foi fechada por medida de segurança. Apesar do susto, nenhum veículo caiu na cratera aberta na pista e nenhum funcionário da empresa Camargo Corrêa, responsável pela obra, se feriu.

Os veículos que seguiam no sentido Recife-Prazeres precisaram desviar a rota pela avenida Centenário Aviador Santos Dumont e, em seguida, pela avenida Maria Irene, no Jordão. Já os veículos no sentido contrário, precisaram desviar pelo bairro de Boa Viagem. Os reflexos foram sentidos em vários bairros da região onde ocorreu o acidente. O trânsito, já complicado no horário de pico, ficou praticamente parado nas avenidas Mascarenhas de Morais, Estrada da Batalha, Boa Viagem, Conselheiro Aguiar, Recife, entre outras vias próximas. Agentes da Companhia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) e do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran) permaneceram no local para prestar orientação aos motoristas.

“Isso aqui já é complicado todos os dias e hoje (ontem), está pior. Com certeza foi um serviço mal feito. Agora isso aqui, deve ficar fechado durante muito tempo e complicar ainda mais”, disse Moisés Silva, motorista de uma concessionária de veículos e que passa no local todos os dias. Nenhum funcionário da Camargo Correia prestou esclarecimentos sobre o ocorrido no local. Em nota, a assessoria de Imprensa da construtora informou que “o rompimento de uma adutora da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), na madrugada do último sábado, provocou o alagamento de um túnel em construção na Estrada da Batalha, divisa entre Recife e Jaboatão dos Guararapes, e em decorrência desse alagamento, o pavimento da rodovia cedeu, interrompendo o tráfego”.

O rompimento da adutora Araçá no sábado passado provocou a abertura de um grande buraco e o vazamento de água, provocando alagamentos nas ruas próximas. Após o incidente, representantes da Secretaria de Transportes, Secretaria de Recursos Hídricos e Energéticos, Compesa e Departamento de Estradas de Rodagem (DER) se reuniram para avaliar as medidas a serem tomadas após o afundamento do asfalto. Técnicos do DER e da Compesa foram enviados ao local para realizar vistoria. Também em nota, foi informado que “constatou-se que o problema havia sido causado pelo estouramento de uma tubulação da Compesa, ocorrido no último sábado. No entanto, ao realizar o conserto da tubulação, a Compesa identificou que os canos haviam sido danificados por uma retroescavadeira da Construtora Camargo Corrêa, que realizava serviços no local”.

O documento diz ainda que o DER está adotando todas as providências para retomar o trânsito no local e que hoje, haverá uma reunião pela manhã, com todos os órgãos envolvidos e com a Construtora Camargo Corrêa.


Fonte: Folha de Pernambuco

Share |
READ MORE - No Recife, Túnel que estava sendo construido pelo Governo do Estado na Estrada da Batalha cede e vai complicar o trânsito por muito tempo

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960