No Rio, Passageiros do Metrô e da Supervia enfrentam transtornos nas estações

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Passageiros do Metrô e dos trens da SuperVia enfrentaram transtornos na manhã desta quarta-feira.  As concessionárias alegaram defeito nas composições, o que provocou atrasos de 10 minutos nos ramais de Japeri e Santa Cruz e de 1h37 em Saracuruna. Na linha 1 do Metrô, o intervalo das composições subiu de seis para 10 minutos nos sentidos zonas Sul e Norte. Não houve tumulto nas plataformas.

No intervalo de uma hora, duas composições da Concessionária Metrô-Rio apresentaram defeito e os usuários foram obrigados a desembarcar para seguir viagem.  Às 9h03, o trem em direção à Zona Sul parou na  estação do Catete. Às 10h6, o mesmo aconteceu no Largo do Machado, sentido Saens Peña. A operação de transferência para outra composição atrasou a viagem em quatro minutos.

Um
trem sem passageiros da SuperVia, que seguia para a Oficina de São Diogo, no Centro, parou na estação do Engenho Novo, o que gerou atraso de 10 minutos entre as composições, entre 9h05 e 11h20, nos ramais de Japeri e Santa Cruz.

Entre 6h e 7h37, a circulação entre Saracuruna-Vila Inhomirim foi suspensa por questões operacionais devido ao problema em uma locomotiva, segundo informou a SuperVia através de nota.  Técnicos da concessinária estiveram no local para fazer o conserto.



READ MORE - No Rio, Passageiros do Metrô e da Supervia enfrentam transtornos nas estações

Operação do Detro recolhe 23 ônibus em situação irregular na Baixada Fluminense

O Detro (Departamento de Transportes Rodoviários) com 38 fiscais realizou uma força-tarefa para fiscalizar na manhã desta quarta-feira (29) os terminais da Baixada Fluminense. A operação chamada Tempestade no Deserto recolheu às garagens das empresas 23 veículos e aplicou 48 infrações. De acordo com o presidente do Detro, Rogério Onofre, as linhas da baixada apresentam grande número de reclamações.
        
Entre as irregularidades anotadas nesta manhã estão ar-condicionado defeituoso, falta de adesivos obrigatórios, limpador de para-brisa defeituoso, abandono do veículo em via pública, iluminação externa queimada, falta de equipamentos de segurança e de pneus reserva, instalação de roleta em ônibus rodoviário, rampa para portadores de deficiência defeituosa.

Fonte: R7.com

Em Duque de Caxias, as empresas Única, Vera Cruz, Cavalcanti e Fabios tiveram ônibus recolhidos. Já as empresas Jurema, Limousine Carioca e Máster foram multadas.
No terminal de Nova Iguaçu, foram apreendidos veículos da Expresso Mangaratiba, Nossa Senhora da Penha, Master, Rio Minho, Transmil, além de um veículo infracionado da Normandy.
No município de São João do Meriti, tiveram  ônibus recolhidos as empresas São José, Flores, Vera Cruz, Cruzeiro do Sul, Vila Rica e, ainda, um ônibus da Beira-Mar infracionado. Em Nilópolis, foram recolhidos ônibus da Cruzeiro do Sul, Ponte Coberta, Santa Teresinha e Nilopolitana.

READ MORE - Operação do Detro recolhe 23 ônibus em situação irregular na Baixada Fluminense

Salvador: Metrô de 6 km tem novo prazo para inauguração: início de 2012

A interminável obra do Metrô que liga a Estação da Lapa ao Acesso Norte, de apenas 6 km, tem mais um novo prazo para começar a funcionar. Desta vez quem assumiu o compromisso com a data não foi o prefeito João Henrique (PP), que já isentou-se de fazê-lo, mas o secretário de Transportes e Infraestrutura (Setin), José Mattos.

Em entrevista ao jornal Correio, o titular informou que faltam R$ 28 milhões para inaugurar a obra – segundo ele, a verba já estaria acertada para sair dos cofres do Ministério das Cidades. O custo da obra já ultrapassou a casa de R$ 1 bilhão, mas o trecho 1 original, que ligava a Lapa à Estação Pirajá, foi desmembrado em dois tramos para que fosse possível a conclusão no curto prazo – o que não veio acontecer. “Até dezembro, todos os testes e o treinamento da operacionalização do sistema também serão concluídos.

A previsão é que, no começo do ano que vem, o meio de transporte seja entregue à população”, acredita Mattos. Devido à pouca quantidade de passageiros que utilizariam o sistema tão curto, há quem duvide da viabilidade financeira de sua operacionalização, como Paulo Roberto Silva, secretário-geral do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil e Pesada (Sintepav).





READ MORE - Salvador: Metrô de 6 km tem novo prazo para inauguração: início de 2012

Usuários do transporte público de Porto Alegre vão ter a segunda passagem integrada grátis

A partir do dia 1 de julho, os usuários de ônibus de Porto Alegre e do trem metropolitano poderão contar com uma facilidade: a segunda passagem integrada grátis, incluindo os estudantes e professores. Ao mesmo tempo, o prefeito José Fortunati anunciou a implantação do cartão SIM vale-transporte da Trensurb, a integração do TRI e do SIM com desconto de 10% para usuários do vale-transporte e da passagem antecipada, e, a partir do dia 15, a permissão da compra fracionada de créditos escolares.

O anúncio dos novos benefícios para os usuários do transporte coletivo de Porto Alegre e da Região Metropolitana é resultado de uma parceria entre a prefeitura, a Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre (Trensurb) e a Associação dos Transportadores de Passageiros (ATP).

O usuário que fizer o embarque dentro do período de integração - tempo estimado do percurso acrescido de 30 minutos - não pagará a segunda tarifa. O benefício será estendido aos estudantes e professores, que totalizam cerca de 223 mil usuários do cartão TRI Escolar. Outros 515 mil utilizam o cartão vale-transporte e de passagem antecipada. Esses números indicam que mais de 700 mil pessoas estarão aptas a realizar o segundo trajeto com isenção total da tarifa. De acordo com os números divulgados pela prefeitura, dois milhões de passageiros por mês utilizam o serviço, atualmente tarifado em 50% da passagem.

"São novidades importantes que agregam qualificação ao transporte público da Capital", definiu Fortunati. O prefeito enalteceu o transporte coletivo da cidade, que é tido como um dos melhores do País, servindo de referências para outros municípios. "O benefício atingirá, especialmente, os usuários com menor renda, que acabam caminhando um trecho para não pagar a segunda passagem", explicou.

Além desta vantagem, o prefeito aproveitou para explicar os pontos positivos aos usuários de vale-transporte e da passagem antecipada. Será possível o cidadão acessar o trem com um cartão TRI de ambos, ou embarcar no ônibus com um cartão SIM dos mesmos perfis. Além disso, o passageiro será agraciado com um desconto quando utilizar os dois meios de transporte. Por exemplo, quem entrar em qualquer ônibus de Porto Alegre até 30 minutos após descer do trem, ou o inverso, terá um desconto de 10% sobre a soma das duas tarifas. Com o valor atual de R$ 4,40, somando ônibus (R$ 2,70) e trem (R$ 1,70), há uma redução de R$ 0,44. No total, aproximadamente 525 mil pessoas poderão se beneficiar da integração.

Outro pedido feito pelos usuários do transporte escolar da Capital era a possibilidade da compra fracionada de créditos, o que será possível a partir do dia 15 de julho. A mudança consiste na viabilidade de mais de uma compra por mês. Com a alteração, será possível até quatro compras mensais, desde que não exceda o limite de créditos permitidos, que é de 75 passagens ou 150, conforme a necessidade comprovada.

O presidente da ATP, Enio dos Reis, ressaltou a constante modernização do transporte coletivo, o que vem a facilitar a vida de quem depende do ônibus em Porto Alegre. "Estamos dando início a este processo de interoperabilidade dos dois tipos de transporte, e quem ganha com tudo isso é o usuário", disse o presidente.

Para 2012, a meta é integrar o sistema de ônibus da Região Metropolitana com o Trensurb. "Primeiro faremos a avaliação de todo esse processo de mudanças e, logo a seguir, analisaremos as falhas para aperfeiçoar a integração dos sistemas de ônibus da Região Metropolitana com trem", explicou Reis.




READ MORE - Usuários do transporte público de Porto Alegre vão ter a segunda passagem integrada grátis

Grande Vitória: Governo autoriza implantação de corredores urbanos em Cariacica

O Governo do Espírito Santo autorizou o início das obras de implantação dos Corredores Sudeste e José Sette, em Cariacica. As obras serão realizadas por meio do Departamento de Estradas de Rodagem do Espírito Santo (DER-ES), autarquia vinculada à Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop), e têm estimativa de serem concluídas em dezoito meses, desconsideradas interferências externas, como períodos de chuva prolongados.
Esses corredores contribuem significativamente para a estruturação do território de Cariacica, criando importante ligação transversal à BR 262, funcionando como eixo norte-sul da cidade, revitalizando áreas atualmente propícias a processos de transformação e valorização urbana e, ao mesmo tempo, oportunizando o adensamento de áreas atualmente subutilizadas.
O Corredor Sudeste vai ligar a Avenida Alice Coutinho Santos à Rodovia Leste Oeste e tem 3,92 quilômetros de extensão, criando mais uma alternativa de trajeto para os bairros do entorno.
Já as obras na rodovia José Sette, o Governo do Espírito Santo vai realizar obras de duplicação que vão melhorar a mobilidade urbana na região.
As obras compreendem o trecho que vai de Alto Laje até o bairro Tucum, num trecho de aproximadamente seis quilômetros.
A ordem de início será assinada nesta terça feira, e a partir deste prazo as empresas terão até trinta dias para montar canteiro de obras e contratar pessoal.
Juntas as obras dos dois corredores somam um investimento de aproximadamente R$ 31 milhões.


Fonte: Governo do Estado do Espirito Santo

READ MORE - Grande Vitória: Governo autoriza implantação de corredores urbanos em Cariacica

Metrô de Teresina volta a funcionar no dia 5 de julho

O diretor técnico da Companhia Metropolitana, Antonio Sobral, confirmou hoje (28) que o metrô volta a funcionar em uma semana, no dia 05/07. Em mais de um mês de paralisação ordenada pelo governador Wilson Martins, a Companhia fez a troca de cerca de 3 mil dormentes.

Além da troca, foram tomadas medidas para facilitar a drenagem ao longo da linha. Em entrevista ao vivo no Jornal do Piauí, Antonio Sobral declarou que, inicialmente, serão feitas 12 viagens por dia, metade do que era feito antes.

Antes da retomada das viagens, a Companhia fará dois testes na linha: um sábado e outro na segunda. Esses testes dinâmicos serão para dar segurança aos usuários.
"Foram feitos diversos serviços complementares como drenagem da linha para melhorar a condição de tráfego. São feitos levantamentos periódicos na linha e estava precisando de reposição. Não que o trem não pudesse circular. Foi uma decisão do governo para questão de segurança. Optou-se pela paralisação para que o serviço fosse agilizado", explicou.

O diretor garante também que o preço da passagem não será alterado, continua R$ 0,80.

Leilane Nunes - CidadeVerde.com

READ MORE - Metrô de Teresina volta a funcionar no dia 5 de julho

Prefeitura de Salvador duvida de projeto do estado para Copa

Se o governo do estado quiser mesmo colocar 22 quilômetros de metrô nos trilhos até a Copa de 2014, vai ter que contar com a boa vontade de uma empreiteira que tope fazer o serviço sem saber quanto, quando e se vai receber pela obra.

Isso porque, apesar de o sistema ter sido anunciado na terça-feira passada, pelo secretário estadual do Planejamento, Zezéu Ribeiro, o Ministério das Cidades ainda não decidiu quanto dos R$ 18 bilhões do PAC da Mobilidade virá para Salvador.

O valor total será dividido (não igualmente) entre 24 cidades, que podem conseguir de de zero a R$ 2,4 bilhões. Por serem sedes de regiões metropolitanas com mais de 3 milhões de habitantes, nove delas - Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre, Brasília, Recife, Fortaleza, Salvador e Curitiba - têm a chance de receber o teto de R$ 2,4 bilhões.

A decisão será anunciada apenas no final do ano, mas, otimista, o governo do estado já conta com o valor máximo. Pelo orçamento preliminar do Grupo de Trabalho Executivo (que avaliou  sete projetos apresentados por sete empresas diferentes e não se decidiu por nenhum), a obra custará entre R$ 2,6 e R$ 3 bilhões. Mas o “dono” do dinheiro, o ministro Mário Negromonte,  não está tão otimista assim. “Se o projeto for mesmo de trilhos, em 2014 não vai estar pronto, não dá tempo”, disse ontem, ao CORREIO.

Some-se a isto o fato de que os R$ 570 milhões que o estado já tem nas mãos, pelo PAC da Copa, são para a execução de um projeto de BRT (ônibus de trânsito rápido), apresentado no início do ano pela prefeitura. Resultado: não há um centavo garantido para materializar o sonho de um dia ter trilhos na avenida Paralela.

“Isso tudo são pedras no meio do caminho. Tenho certeza de que vamos resolver”, disse ontem o confiante Zezéu, revelando, entretanto, que não tem um plano B, para o caso de a verba não sair.

Incrédula, a prefeitura apresentou um projeto alternativo, de asfaltar as laterais do canteiro da avenida Paralela e implantar corredores de BRT para a Copa. “Depois, com mais calma, a infraestrutura seria aproveitada para a implantação do metrô”, explica o secretário da Casa Civil, João Leão.

Cronograma
O Ministério das Cidades, porém, também tem até 31 de dezembro para definir as cidades que recebem e quanto recebem do PAC da Mobilidade, o que cria um impasse, uma vez que o estado pode licitar a obra sem nem mesmo saber se terá a verba disponível.  “Não tenho como contratar sem dinheiro, mas esse é o prazo máximo, vamos torcer para que (a verba) saia antes”, diz Zezéu.

Como se não bastasse, outro percalço promete perturbar o sono do pessoal do Palácio de Ondina. Segundo Negromonte, uma condição crucial para a liberação da verba pelo governo federal é que estado e prefeitura concordem com o projeto. As duas esferas, porém, não se entendem.

Depois que Zezéu anunciou o sistema de trilhos, na semana passada, João Leão andou dando declarações contra o projeto.  “O cronograma é irreal, não tem nem verba garantida para isso”, disse, antes de anunciar o projeto alternativo de BRT da prefeitura. Mas Zezéu não quer conversa. “A proposta aprovada é aquela de conhecimento de todos e vamos batalhar por isso”, diz.
Ele critica a atitude do representante da prefeitura. “Foi ruim a postura dele. Isso é criar uma insegurança que não existe”, disse.

Decisão - Para liberar o dinheiro, um grupo de técnicos dos ministérios do Planejamento e das Cidades (o chamado GPAC) vai analisar se o projeto de cada município atende a critérios  como viabilidade, integração com o resto do sistema e capacidade de resolver problemas de trânsito.
O prazo para a decisão era no início de junho, mas como em 4 de abril a maioria das cidades (inclusive Salvador) apresentou projetos pouco objetivos, o cronograma foi estendido até o final do ano.

- Pelo calendário da Secretaria do Planejamento do estado, um termo de referência especificando detalhes do sistema de trilhos e BRT está sendo preparado e deve ficar pronto em agosto. Em seguida, começa o processo licitatório. Até o fim do ano, a empresa vencedora tem que estar contratada.

Fonte: iBahia.com

READ MORE - Prefeitura de Salvador duvida de projeto do estado para Copa

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960