São Luís amanhece sem transporte coletivo, motorista estão em greve por tempo indeterminado

segunda-feira, 23 de maio de 2011

São Luís amanheceu praticamente sem transporte coletivo nesta segunda-feira. Os rodoviários da capital deram início à paralisação logo nas primeiras horas da manhã, mas a decisão tomada entre a Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), Sindicato dos Rodoviários, Sindicato dos Empresários e representantes da Justiça do Trabalho pediu pelo menos 80% da frota se mantivesse circulando não foi cumprida.

Dos 919 ônibus que eram para ser mantidos em circulação (80%), não foi respeitada. A população da capital teve dificuldade nesta manhã para se deslocar para trabalho e escola, além de outras atividades. Os terminais de integração amanheceram sem a movimentação costumeira, pois os usuários do transporte foram avisado com mais de 10 dias de antecedência.

A paralisação é por tempo indeterminado.

Reivindicações

O Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário do Estado do Maranhão (STTREMA) solicita um aumento salarial de 16% e mais 30% de reajuste no tíquete-alimentação. A contraproposta está bem abaixo do exigido, apenas 2% de aumento no salário e nenhum reajuste no tíquete.

Transporte alternativo
Quem precisa cumprir horário no trabalho ou escola teve que utilizar os transportes alternativos como as vans e micro-ônibus. Os preços variam e chegam a ser duas vezes mais caro que o coletivo, mas a população tem que pagar para poder chegar no horário.


READ MORE - São Luís amanhece sem transporte coletivo, motorista estão em greve por tempo indeterminado

Começa a greve dos ônibus em Natal

As multidões que dependem dos ônibus urbanos de Natal começam a sofrer nas paradas: os rodoviários entraram em greve à meia-noite esta segunda (23) e, desde então, apenas 30% do total de veículos que costumam circular - a chamada "frota de emergência" - está nas ruas.

Os rodoviários e seus patrões - representados respectivamente pelo Sintro e pelo Seturn - vem negociando há dias, mas até aqui não houve sucesso. Entre as reivindicações, os rodoviários querem quase 14% de aumento no salário de motoristas e cobradores enquanto os empresários fizeram contraproposta de 6,5% - o que não atende a nenhuma das partes (para os rodoviários, os 6,5% oferecidos não representam ganho real; para os empresários, não há como pagar os precisamente 13,98% reivindicados). Uma nova rodada de negociações está prevista para a quarta (25).



READ MORE - Começa a greve dos ônibus em Natal

Salvador: Rodoviários confirmam greve para terça-feira

Quem precisa de transporte público em Salvador deve se preparar, pois está mantida a greve dos rodoviários a partir da zero hora de terça-feira, por tempo indeterminado. Segundo o diretor administrativo do Sindicato dos Rodoviários, Ubirajara Sales, a única possibilidade de que a greve não aconteça é se os empresários fizerem uma proposta diferente na rodada de negociação que acontece hoje, às 8h, na DRT.
Entre as reivindicações dos rodoviários estão reajuste de 18%, a volta do quinquênio, tíquete-refeição nas férias e também para os 30 dias do mês, além da volta da gratuidade dos 100 quilômetros.
As empresas, entretanto, ofereceram um reajuste de 3,37%. “Não queremos prejudicar a população, mas é inadmissível aceitar o que o patronal está propondo”, afirmou Sales. Em Salvador, rodam 2,3 mil ônibus urbanos operados por 6 mil motoristas e 6 mil cobradores.


Fonte: Correio 24 Horas

READ MORE - Salvador: Rodoviários confirmam greve para terça-feira

Ônibus Linha Turismo oferece uma maneira especial de descobrir e conhecer Porto Alegre


Em funcionamento desde janeiro de 2003, a Linha Turismo já encantou mais de 395 mil pessoas. A Linha Turismo vem permitindo ao público conhecer as belezas e atrativos da capital gaúcha ou redescobrir os detalhes e história das ruas e recantos por onde os porto-alegrenses transitam todos os dias.
O ônibus possui o segundo andar aberto, câmeras de segurança e janelas panorâmicas. A porta central do veículo possui acessibilidade universal e está servindo de referência para implantação de outras iniciativas similares, no Brasil. A Linha conta ainda com Guias de Turismos especializados e bilíngues, credenciados pelo Ministério do Turismo.


Fonte: Prefeitura de Porto Alegre

READ MORE - Ônibus Linha Turismo oferece uma maneira especial de descobrir e conhecer Porto Alegre

No Rio, Campo Grande ganha 22 km de ciclovias



Os trechos de ciclovia inaugurados oficialmente neste domingo (22) no Rio de Janeiro custaram quase R$ 1 milhão por quilômetro. Além da construção dos novos 22 km na zona oeste, o investimento de R$ 20 milhões compreende a arborização da região ao longo do traçado, a criação de rampas de acesso a passarelas e a instalação de bicicletários.

"Não há preço que justifique você dar transporte de qualidade para as pessoas. Essa é a área da cidade que mais se desloca de bicicleta", declarou o prefeito Eduardo Paes (PMDB).

O secretário municipal do Meio Ambiente, Carlos Alberto Muniz, ressaltou a arborização e os bicicletários para jusitificar a verba investida. "O dinheiro não é por quilômetro de ciclovia, é por todo um trabalho de urbanização", afirmou. De acordo com a prefeitura, com os 22 km entregues hoje o Rio passa a ter 200 km de ciclovia.

O secretário Muniz lembrou que a meta é chegar a 300 km até o final de 2012. Ele adiantou que uma nova ciclovia de 6 km será construída para ligar os estádios do Maracanã e do Engenhão. Outras devem acompanhar a Transoeste e Transcarioca, corredores viários que serão criados pelo poder executivo municipal. Atualmente, a zona oeste da cidade é que mais possui ciclovias.

Dos três novos trechos inaugurados, o maior deles possui 14 km e acompanha o traçado da linha de trem entre seis estações do ramal Santa Cruz (Paciência, Cosmos, Benjamin do Monte, Inhoaíba, Tancredo Neves e Santa Cruz). O segundo, com 6 km de extensão, sai do centro de Santa Cruz até a Companhia Siderúrgica do Atlântico (CSA), cruzando a reta João 23, no limite com o município vizinho de Itaguaí.
O terceiro trecho possui apenas 2 km e liga a ciclovia Bangu-Campo Grande à estação de trem de Campo Grande, além de uma extensão até a ciclovia Alfredo Del Cima. O projeto também compreendeu a instalação de 38 postes de luz que funcionam a partir da energia solar.
READ MORE - No Rio, Campo Grande ganha 22 km de ciclovias

Tecnologia de ônibus híbrido da Volvo é revolucionária e a mais avançada do mercado

O ônibus híbrido que a Volvo e a concessionária Auto Sueco apresentou em Campinas tem uma tecnologia revolucionária e é a solução híbrida mais avançada já desenvolvida. Chamada de “Híbrida em Paralelo”, foi projetada para um ônibus com dois motores, um a diesel e outro elétrico, que funcionam em paralelo ou de forma independente. O motor elétrico é utilizado para arrancar o ônibus e acelerá-lo até uma velocidade de aproximadamente 20 quilômetros por hora, e também é usado como gerador de energia durante as frenagens.
O motor diesel entra em funcionamento em velocidades mais altas. A cada vez que se acionam os freios, a energia de desaceleração é utilizada para carregar as baterias. Quando o veículo está parado, seja no trânsito, em pontos de ônibus ou em semáforos, o motor diesel fica desligado. Estudos da Volvo demonstram que o tempo que o veículo fica parado pode representar até 50% do período total de operação do ônibus. Durante todo esse tempo, não há emissões de poluentes, pois o motor diesel se apaga completamente.

Menos poluentes
“Esta tecnologia tem duas vantagens principais: mais economia de combustível e grande redução no impacto ambiental”, destaca Luis Carlos Pimenta, presidente da Volvo Bus Latin America. O sistema híbrido da Volvo proporciona uma redução no consumo de combustível de até 35%. Já a diminuição das emissões de poluentes que saem do escape pode variar de 80% a 90%, na comparação com motores a diesel convencionais.
Estes excelentes resultados não se devem somente por causa do reaproveitamento de energia para tracionar o ônibus. A alta potência do motor elétrico possibilita a instalação de um motor diesel menor e mais econômico. “Além disso, funções auxiliares como compressor de ar e bomba hidráulica, são feitas por motores elétricos”, explica Euclides Castro, gerente de ônibus urbanos da Volvo Bus Latin America.
“O sistema híbrido da Volvo reduz não somente as emissões de CO2 (gás carbônico, um dos principais gases responsáveis pelo efeito estufa), mas também de NOx (Óxidos de Nitrogênio, responsáveis por alergias e ardência nos olhos, por exemplo) e de materiais particulados”, complementa Fábio Lorençon, engenheiro de vendas da empresa.

Fonte: Petromaxx

READ MORE - Tecnologia de ônibus híbrido da Volvo é revolucionária e a mais avançada do mercado

Novos ônibus começam a circular em Criciúma

Criciúma amanheceu com uma novidade em seu transporte coletivo. Entrou em operação neste domingo a nova frota de ônibus apresentada recentemente pela ACTU, fruto de investimento conjunto das empresas que exploram o setor. São 24 coletivos entre os amarelinhos, que fazem a união entre os três terminais, e os brancos, que conduzem os passageiros para os bairros.
No interior dos veículos, é possível visualizar as diferenças antecipadas. Entre elas, no setor de embarque e desembarque nos terminais passaram a ser disponibilizadas duas portas, em vez das três que antes existiam. Os ônibus ganharam também espaço específico para os cadeirantes, próximo à porta traseira.
Câmeras de vigilância são visíveis no teto, tanto no fundo do ônibus quanto na altura dos cobradores, próximo à catraca. A ventilação melhorou, com mais janelas abertas.

Fonte: Engeplus

READ MORE - Novos ônibus começam a circular em Criciúma

Passageiros de ônibus em Mauá desconhecem integração

Passageiros das linhas de ônibus municipais de Mauá ainda desconhecem a possibilidade de transferência gratuita por meio do cartão DaHora. Nesta semana, a Prefeitura iniciou a integração tarifária com o tíquete eletrônico fora das dependências do terminal central, nos moldes do Bilhete Único, usado na Capital. Até então, a baldeação só podia ser feita no interior da estação. O tempo para o embarque em outra linha sem custo adicional é de uma hora.
A falta de divulgação da novidade fez com que os usuários do sistema continuassem se dirigindo ao terminal para fazer a baldeação. Caso do promotor de vendas Elton Souza dos Santos, 21 anos, que demoraria meia hora a menos para se deslocar de casa até o trabalho sem passar pelo Centro. "Não estou sabendo desta mudança. Para mim seria bom, mas eu não vi nada avisado em nenhum lugar. Ninguém está sabendo", afirmou o morador do bairro Nova Mauá.
No Centro de Mauá, a reportagem constatou que poucas pessoas têm o novo cartão, implantado há seis meses. Na saída do terminal, mais de 20 passageiros foram abordados pela equipe, sendo que apenas três declararam ter o novo modelo do bilhete eletrônico. Em fevereiro, as empresas que operam os dois lotes do transporte público no município deixaram de aceitar o antigo cartão. A primeira a aceitar o DaHora foi a Leblon, que assumiu o serviço em outubro já adaptada para o sistema.
O secretário municipal de Mobilidade Urbana, Renato Moreira dos Santos, foi procurado, mas não atendeu à equipe para detalhar o funcionamento do cartão. A Prefeitura também não divulgou quantos tíquetes já foram emitidos.


READ MORE - Passageiros de ônibus em Mauá desconhecem integração

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960