Prefeito do Rio apresenta sistema BRT na Barra como o principal legado das Olimpíadas

terça-feira, 20 de setembro de 2011

RIO - Foi apresentada, nesta terça-feira, a primeira estação da BRT da Transoeste (Bus Rapid Transit, sistema de pontos de ônibus em faixa exclusiva, com estruturas de estações para embarque de passageiros). O ponto modelo fica na Avenida das Américas, na altura do condomínio Novo Leblon, na Barra da Tijuca (Zona Oeste). O prefeito Eduardo Paes ressaltou que este é o principal legado das Olimpíadas para a cidade.
 - Esse é o pontapé para resolver a mobilidade na cidade. Essa é uma mudança que envolve vários outras questões como a de moradia, por exemplo. Por que muitas das vezes as pessoas moram barracos? Porque em locais com melhores condições, elas iria demorar horas para chegar ao serviço. Esse é um sistema que vao mexer com a logística da cidade - afirmou o prefeito.

A estação do Novo Leblon mede 250 metros e tem capacidade para até cinco mil passageiros por hora. O secretário municipal de Obras, Alexandre Pinto, disse que a próxima estação a ser finalizada será a de Guaratiba, no início de outubro.

- Estamos dentro do prazo e vamos entregar todas as estações dentro do tempo previsto - afirmou.

As obras do BRT Transoeste, no trecho entre Campo Grande/Santa Cruz e o Terminal Alvorada, na Barra da Tijuca, só ficarão prontas no fim do primeiro semestre de 2012. Mas a prefeitura decidiu antecipar a construção de duas das 39 futuras estações de embarque e desembarque, para que a população comece a se familiarizar com o projeto.

O BRT Transoeste faz parte de um projeto maior, coordenado pela Secretaria municipal de Transportes e ainda em estudo, para reorganizar a circulação das linhas de ônibus. Tanto no Transoeste como nos demais BRTs - Transcarioca, Transolímpico e Transbrasil -, não haverá venda de bilhetes nos veículos. Será preciso comprar antes os tíquetes e validá-los nas estações. Os veículos articulados circularão com intervalos entre 60 segundos e 90 segundos.



0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960