Metrô de Sobral terá duas linhas e funcionará com Veículos Leves sobre Trilhos (VLTs)

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Sobral terá o segundo metrô a ser operado no Interior com recursos do Estado. E a empresa responsável é a Engexata Engenharia que vai cobrar R$ 38,7 milhões para realizar as obras civis do empreendimento. A empresa foi anunciada como vencedora da licitação, na última semana, pela Procuradoria Geral do Estado (PGE) e, após a assinatura da ordem de serviço, terá um prazo de um ano e meio para concluir a obra - ou seja, ainda em 2012 começa a operar.

Como o metrô que opera entre Crato e Juazeiro do Norte, o de Sobral será um Veículo Leve sobre Trilho (VLT), mas, diferente daquele do Cariri, vai circular só no perímetro urbano, num trecho de 12,5 quilômetros. Serão duas linhas principais: a Norte, que vai ligar o Polo Industrial da Grendene, no bairro da Expectativa, ao bairro da Cohab 3, e a Sul que terá uma extensão de sete quilômetros, ligando o bairro da Cohab 2, na zona Leste, ao bairro do Sumaré, na zona Oeste.

O projeto usará a malha ferroviária subutilizada da cidade, promovendo menores investimentos de implantação. Terá 11 estações de passageiros. Na linha Sul, os usuários terão as estações Cohab 2 – Sinhá Sabóia, localizada no quilômetro 229 da linha férrea existente; Dom Expedito; Boulevard do Arco; Coração de Jesus; Paço Municipal; Dom José e Sumaré, no quilômetros 236 da linha férrea.

Na linha Norte a extensão é de quase quatro quilômetros. Naquela área fica o bairro mais populoso da cidade: o Dr. José Euclides, além da empresa Grendene, com um grande número de trabalhadores e o Centro de Convenções. Lá serão instaladas as estações Grendene, Coração de Jesus, Junco e José Euclides.
Metrofor
A operação e o gerenciamento do Metrô de Sobral serão de responsabilidade do Metrofor, assim como são do Metrô do Cariri. O Governo do Estado firmou um convênio com a Prefeitura de Sobral e cada parte assumiu algumas atribuições.

A Secretaria estadual da Infraestrutura se comprometeu, por exemplo, a fazer a remodelação da via permanente existente em Sobral, a construção de quase quatro quilômetros de via permanente que constituirá a Linha Norte do projeto e o fornecimento de material rodante: cinco veículos automotriz, do tipo VLT, com motorização diesel, tração hidráulica, movimentação bidirecional, duas cabines de comando, e ar condicionado com capacidade para 185 pessoas, entre outras.

Já a Prefeitura de Sobral vai ceder as áreas necessárias para instalações do Centro de Administração e Controle Operacional de Trens e da oficina e pátio de estacionamento de trens, além da edificação das estações, entre outras atribuições.


0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960