Grande Recife inicia entrega do VEM Infantil

terça-feira, 13 de outubro de 2009

O Grande Recife Consórcio de Transporte entregou, hoje, simbolicamente a duas crianças que utilizam o Sistema de Transporte Público de Passageiros da Região Metropolitana do Recife, os dois primeiros cartões do Vale Eletrônico Metropolitano (VEM) Infantil destinado usuários menores de seis anos. A iniciativa, que é inédita no País, irá beneficiar, de imediato, 16 mil crianças, cujos pais ou responsáveis já efetuaram o cadastro de solicitação do documento.
As inscrições terão caráter permanente. As garotas Amanda Vitória Lopes, 4, e Camilly Fernandes de Messias, 5 receberam os cartões das mãos do Secretário das Cidades, Humberto Costa e do presidente do Grande Recife, Dilson Peixoto.
Com o VEM Infantil, os pequenos usuários poderão utilizar os ônibus do Sistema de Transporte Público de Passageiros da Região Metropolitana do Recife (STPP/RMR), girando a catraca, acabando de vez com a necessidade de pular ou se arrastar por baixo do equipamento. Graças à tecnologia instalada no cartão, quando a criança completar seis anos, seu uso será automaticamente bloqueado e uma mensagem indicando o cancelamento do benefício aparecerá no validador, caso haja tentativa de utilizá-lo fora do prazo.
A entrega dos cartões do VEM Infantil está sendo feita pela Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, que desde a última sexta-feira (09/10) iniciou o repasse do documento aos pais e responsáveis legais, em suas residências, com conforto e segurança. O presidente do Grande Recife, Dilson Peixoto, lembra todo o esforço feito pelo consórcio para acabar de vez com o constrangimento histórico de meninos e meninas. “Partimos do zero, pois como se trata de uma iniciativa pioneira no Brasil, e por isso não tínhamos parâmetros a seguir. Tudo foi estudado com cautela. Afinal, tínhamos o dever de garantir que o serviço funcionasse de forma que garantisse praticidade, conforto e segurança para as crianças, seus pais e responsáveis e para todo o sistema”, afirmou Dilson.
Este público receberá em sua residência uma correspondência do consórcio, orientando para a aquisição do VEM Estudante – já que neste caso as crianças têm seis anos completos ou mais. O VEM Estudante que só pode ser retirado pelas crianças que possuem carteira de estudante, garante um abatimento de 50% no valor da tarifa cheia.
O VEM Infantil ganhou um visual especial, criado a partir da visão de crianças de três a cinco anos sobre o Sistema de Transporte Público de Passageiros da RMR. Alegre e colorido, o cartão tem causado surpresa na meninada.
Projeto ''Desenhe seu ônibus'' na comunidade da UR-02(Ibura), zona sul do Recife, ajuda crianças a usar o transporte público de maneira mais consciente.

A escolha das crianças que receberam o cartão hoje, marcando o início do processo de distribuição, foi feita com o apoio da associação de moradores da UR-2, no Ibura, Zona Sul do Recife. A área é um das que registra o maior índice de depredação de ônibus na Região Metropolitana do Recife, mas que graças a um trabalho focado na conscientização e cidadania, luta para reverter esta situação. O Grande Recife Consórcio de Transporte apóia a iniciativa e tem participado de eventos e ações de caráter lúdico e educativo.

Local de Cadastramento em regime permanente: Gerência Comercial do Grande Recife Endereço: Av. Agamenon Magalhães, 143 – Derby Horário: 8h às 16h.
Documentos necessários para solicitar o cartão: certidão de nascimento da criança (cópia e original); carteira de identidade ou profissional dos pais ou responsável legal (cópia e original); comprovante de residência (cópia e original) e 01 (uma) foto 3x4 da criança com fundo branco. Após o cadastro, os pais ou responsáveis levarão para casa um protocolo de cadastramento.

READ MORE - Grande Recife inicia entrega do VEM Infantil

Seja um Seguidor, Campanha do Blog Meu Transporte


Campanha do Blog Meu Transporte é chegar até o fim deste ano a pelo menos 50 seguidores, você caro leitor que estar vendo a serenidade, competência e disposição deste Blog em mostrar de fato o que acontece com um dos principais serviços públicos do país que é o Transporte Público, não pode ficar de fora desta campanha, por isso convidamos você a ser mais um seguidor deste Blog que vem mostrando dia a dia a situação do Transporte Público que você usa, clique em seguir este blog e convide seus amigos.

Abraços!!!
READ MORE - Seja um Seguidor, Campanha do Blog Meu Transporte

Metrobus Transporte Coletivo (GO) abre 418 vagas para motorista e fiscal


A Metrobus Transporte Coletivo S/A e a Secretaria de Ciência e Tecnologia de Goiás (Sectec) lançaram o edital de abertura da seleção pública que disponibiliza 418 oportunidades. Do total de chances, 209 serão imediatas e outras 209 reservadas à formação de cadastro reserva.As chances são para o cargo de motorista de ônibus urbano (que exige alfabetização, no mínimo 21 anos e carteira de habilitação na categoria E) e fiscal de transporte coletivo (que exige nível fundamental). De acordo com o documento de abertura do concurso, a remuneração varia de R$ 602,23 a R$ 1.233,27. Os novos servidores terão também direito a uma séria de benefícios.O processo seletivo será organizado pela MS Concursos.

As inscrições estarão abertas até o dia 8 de novembro e podem ser feitas pelo site http://www.msconcursos.com.br/. A taxa de participação varia de R$ 25 a R$ 35. Quem não tem acesso à internet pode se inscrever no posto montado pela organizadora, no endereço indicado no edital.

Os candidatos inscritos passarão por provas objetivas, redação e prova prática. A primeira etapa está marcada para o dia 22 de novembro.
READ MORE - Metrobus Transporte Coletivo (GO) abre 418 vagas para motorista e fiscal

Em Manaus, Lei proíbe retirada de cobradores do sistema de transporte coletivo


O projeto que proíbe a retirada das pessoas que exercem função de cobrador do transporte coletivo da capital foi deliberada na manhã de hoje (13) na Câmara Municipal de Manaus (CMM). A proposta é de autoria do vereador Jaildo dos Rodoviários (PRP) e prevê evitar a extinção dos empregos de cerca de 3.500 cobradores do sistema.

O projeto seguirá para a análise da Comissão de Constituição, Justiça e Redação da Casa.

Josi Lima da Silva, 31, trabalha no transporte coletivo em Manaus, na função de cobradora de ônibus há 11 meses. Atualmente, ela está na linha 121 (Vila Marinho), trabalhando diariamente das 6h50m até às 14h30m. Para ela, a deliberação do projeto na Casa é uma vitória.

- A garantia da permanência dos cobradores nos ônibus tem dois fortes componentes: o primeiro é o fato dos trabalhadores continuarem com seus empregos.

O segundo fator é a segurança dentro do transporte coletivo, ainda mais com essa onda de assaltos que vem atingindo a cidade. Cobradores e motoristas acabam fazendo companhia um para o outro, disse Josi.

A funcionária relatou ainda que desde que entrou na função, ela e outros membros da categoria vivem com este medo de perder o emprego.

- O Distrito Industrial vem desempregando muita gente. Já imaginou se o transporte coletivo extingue a função de cobrador? Vai ter muita gente desempregada, acrescentou.

Motorista da linha 221 (Nova Esperança), Pedro de Oliveira Bruno, 43, trabalha há 18 nos como rodoviário e disse que a extinção da função de cobrador prejudicaria o sistema de transporte coletivo em Manaus.

- Caso não houvesse a existência do projeto, todos nós, motoristas, ficaríamos sobrecarregados, cuidando do volante, parando para receber dinheiro e ainda ir atrás de troco, ressaltou.
READ MORE - Em Manaus, Lei proíbe retirada de cobradores do sistema de transporte coletivo

Cidade de maringá sofre com a falta de integração no transporte coletivo


Desde 1º de outubro, quem se desloca de uma cidade da Região Metropolitana de Maringá para outra economiza, mas usuários querem que o benefício seja válido também para quem precisa de ônibus dentro de Maringá


Moradores de Região Metropolitana de Maringá (RMM) e que trabalham na Cidade Canção são os que mais gastam para ir ao trabalho com transporte coletivo. Alguns têm opções de integração entre cidades próximas, mas o problema é quando os usuários precisam de um ônibus metropolitano e outro que circula apenas dentro do perímetro de Maringá. Nesses casos não há integração e os usuários precisam pagar até quatro passes por dia.
Assim como muitos trabalhadores, Dona Vilma tem emprego em Maringá, mas mora em Sarandi. A diarista precisa pagar duas passagens para ir para o serviço e outras duas no retorno, o que resulta em um gasto diário de R$9,20. Arlindo Engs, residente em Paiçandu, também sente o prejuízo no bolso. “Gasto em média R$4,20 para ir e R$4,20 para voltar”, contabiliza.
Segundo Luis Carlos Pinto, coordenador de tráfego do Transporte Coletivo Cidade Canção (TCCC), não é possível oferecer esse beneficio, pois o sistema de cobrança entre as empresas é diferente. “São empresas distintas, com sistemas de bilhetagem eletrônica também distintos e que não conversam entre si para que possam fazer essa integração”, disse.
Já o coordenador do transporte metropolitano, José Felipe, explica que a proposta está sendo discutida. “Dentro de quinze dias vamos nos reunir com os representantes. Hoje, praticamente 60% dos trabalhadores de Sarandi e 40% dos de Paiçandu trabalham em Maringá. Eles estão sendo sacrificados”, disse.
READ MORE - Cidade de maringá sofre com a falta de integração no transporte coletivo

Recife: Corredor Norte/Sul é discutido


Em 2011, o Sistema Estrutural Integrado (SEI) de ônibus do Grande Recife sofrerá grandes mudanças. A partir dessa data, passará a integrar nove municípios da Região Metropolitana - Recife, Olinda, Paulista, Abreu e Lima; Igarassu, Araçoiaba, Itapissuma; Itamaracá e Jaboatão dos Guararapes - através do Corredor Norte/Sul. “O corredor vai ter 45 quilômetros e 11 subestações. Será possível ir de um lado ao outro pagando apenas uma passagem. Além disso, deve sair dos terminais um ônibus por minuto e o tempo de viagem será reduzido em 40%”, contou o vereador do Recife Gilberto Alves.
O presidente do Grande Recife Consórcio de Transporte, Dilson Peixoto, disse que, como o deslocamento dos ônibus será mais ágil, a frota contará com menos 160 veículos. “Haverá mais viagens e em um tempo menor, por isso, essa diminuição será possível”, justificou. Ele comunicou que as obras já começaram. “As estações do SEI do Barro e Joana Bezerra, assim como as estações de Metrô Cajueiro Seco, Prazeres, Aeroporto e Trancredo Neves”.
READ MORE - Recife: Corredor Norte/Sul é discutido

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960