Rondonópolis: tarifa do transporte coletivo passa de R$ 1,80 para R$ 2,00

sexta-feira, 20 de novembro de 2009


O mistério acabou. O prefeito de Rondonópolis, Zé Carlos do Pátio (PMDB), assinou o decreto que estipula o novo valor para a tarifa do transporte coletivo na cidade. O decreto, assinado ontem, aumenta a passagem para R$ 2,20 e terá validade a partir da zero hora do dia 20 de novembro. O valor da tarifa será o mesmo tanto no pagamento em dinheiro como no pagamento pelo cartão de transporte. Atualmente, a passagem no cartão custa R$ 1,80 e sem cartão o valor da passagem é de R$ 2,00.
O prefeito havia feito exigências junto a Cidade de Pedra, empresa que detém a concessão do serviço de transporte coletivo, para autorizar o aumento da passagem. Pátio quer que a empresa coloque em circulação na cidade pelo menos mais 20 novos ônibus e ainda coloque lixeiras nos pontos. Pátio estava com o decreto pronto para ser assinado desde sexta-feira da semana passada, que previa inicialmente para ter validade a partir do dia 18 de novembro. No entanto, o prefeito alegou durante esse período que gostaria de estudar com mais profundidade a mudança.
A necessidade de aumento da tarifa do transporte coletivo foi definido pelo Conselho Municipal de Trânsito, ainda no mês passado, quando o valor apontado pelo Conselho foi de R$ 2,30 e não R$ 2,20 como ficou definido. A empresa, de início, queria que a passagem chegasse a R$ 2,50. O aumento que passa a ter validade a partir de sexta-feira será o primeiro do transporte coletivo na atual gestão e nos últimos quatro anos não houve qualquer reajuste.

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960