BH: Ônibus da Região Metropolitana ganham nova pintura

sábado, 30 de maio de 2009

Parte da frota de 2,4 mil ônibus que fazem o transporte público na Região Metropolitana de Belo Horizonte, já começou a circular com um novo layout, na parte externa. Nesta sexta-feira, foram apresentados os primeiros dez veículos de um total de 145 já adquiridos pelas empresas permissionárias, com nova pintura na parte externa dos veículos, cujo objetivo é facilitar a identificação à distância pelos usuários e assim oferecer um melhor nível de conforto. “Esta é mais uma evolução do sistema de transporte público da Região Metropolitana, que já começou a ser reestruturado. Já implantamos a bilhetagem eletrônica, criamos mais de 40 novas linhas e reorganizamos o sistema. Ainda temos muito que melhorar, mas já avançamos bastante”, disse o secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas, Fuad Noman. Estes novos veículos possuem elevadores para acesso aos portadores de necessidades especiais, balaustres na cor apropriada para portadores de deficiência visual e piso antiderrapante para os usuários de cadeiras de rodas. A frota metropolitana, com aproximadamente 2,4 mil veículos, tem idade média de 4,2 anos, terá até dezembro de 2010 para se adequar ao novo modelo. “Serão gastos R$ 6 mil na pintura de cada ônibus. Além disso, renovaremos 12% da frota anualmente”, informou o presidente do Sindicato das Empresas de Transporte Metropolitano, Sintran, Rubens Lessa.
Padrões
Veículos têm piso antiderrapante e cores vivas no interior
Dentre as cores escolhidas, foram utilizadas tonalidades vivas e vibrantes com a estampa do novo Centro Administrativo nas laterais dos veículos, demonstrando a importância do projeto como referência na evolução do Estado.
A cor vermelha é predominante para a maioria dos veículos do Sistema Metropolitano, que fazem a ligação da área central de Belo Horizonte com os demais municípios da Grande BH, podendo ou não passar por um terminal de integração ou por uma estação ponto, a serem construídos.
Os veículos de cor azul são aqueles que fazem a ligação entre os municípios da Grande BH, sem passar pela área central de Belo Horizonte.
E a cor laranja será para os veículos que fazem também a ligação entre municípios da Grande BH, sem acessar a área central da capital, mas que possuem como destino ou origem os terminais de integração ônibus/metrô ou as estações ponto.
Atualmente, 107 linhas fazem integração com o metrô, sendo 12 em São Gabriel e 95 em Eldorado.Através de uma combinação inteligente de elementos gráficos, o tipo de pintura adotada para a frota possibilita a redução do tempo gasto em manutenção e reparo da lataria realizado pelas empresas.
Novo modelo
A reestruturação do sistema de transporte público da Grande BH, dividido em duas etapas, iniciou em fevereiro de 2008. A primeira etapa transformou o atendimento das quase 800 linhas aos 34 municípios da região metropolitana em sete Redes Integradas de Transportes (RIT). A segunda etapa vem buscando a racionalização e otimização dos serviços de cada RIT, por meio da já implantada bilhetagem eletrônica e em andamento a elaboração dos projetos de engenharia dos terminais de integração, estações pontos e futuramente a interligação entre terminais. “Até o final de 2010, todos terminais de integração estarão funcionando, permitindo ao usuário ir de uma cidade para outra sem passar pelo Centro de Belo Horizonte”, informou Fuad Noman.

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960