Motoristas de ônibus de Goiânia terão cursos de requalificação profissional

sábado, 17 de setembro de 2011

A Rede Metropolitana de Transporte Coletivo (RMTC) vai investir R$ 4 milhões em cursos de requalificação para os motoristas do transporte coletivo de Goiânia, de acordo com o  promotor de Justiça Érico de Pina Cabral.  "Os cursos para melhorar a eficiência do transporte iniciam em outubro", diz o promotor.

Segundo o representante das empresas de ônibus, o fator de acidente com culpabilidade do motorista, é em média 14 por um milhão de km rodados. A meta da RMTC é baixar para no máximo 10.

Fiscais
A Companhia Metropolitana de Transporte Coletivo (CMTC), anunciou nesta quinta-feira (15), que vai completar o quadro de fiscais, com a convocação e treinamento dos concursados, até o final de 2011. Segundo o presidente da CMTC José Carlos Xavier, há um quadro previsto de 43 fiscais. “Estamos fazendo esforços para que esse quadro seja mantido", afirma.

Mortes
Em julho de 2011, dois acidentes fatais no embarque e desembarque de passageiros, levaram o Ministério Público Estadual a exigir melhorias no transporte coletivo de Goiânia. O garoto Gabriel Henrique Ferreira, de 7 anos, foi arrastado na plataforma do Terminal Vera Cruz, segundo testemunhas, por que o motorista abriu a porta antes de parar o ônibus. A criança morreu dias depois no hospital. Outro acidente tirou a vida da diarista Maria Zulmira, de 57 anos. Ela estava no terminal Garavelo, quando ia subir no ônibus se desequilibrou, caiu e acabou sendo atropelada.


Fonte: G1.com.br

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960