Cartões do sistema de transporte coletivo de Sorocaba com novos modelos são gratuitos

segunda-feira, 21 de março de 2011

A solicitação de cartões do sistema de transporte coletivo, nos novos modelos, em 11 categorias, lançados recentemente pela Urbes, ou a substituição dos cartões antigos pelos novos não tem nenhum custo para os usuários. Basta apenas apresentar documento de identidade e fazer o pagamento do valor de duas tarifas, que dá direito a duas passagens pela catraca de um dos terminais ou de dentro dos ônibus. A informação é da Urbes, responsável pela administração do sistema.

A empresa pública continua a cobrar a taxa de R$ 4 para emissão de segundas vias em razão de danos por quebra, cortes ou dobras. Mas, na prática, esse procedimento não foi adotado com a dona de casa Ivanete Fulini, 47 anos. Segundo ela, o valor foi cobrado sem os motivos alegados pela empresa municipal. Ivanete procurou quinta-feira a central de atendimento do Terminal São Paulo para fazer a troca. Ela utiliza o passe social diariamente e disse ter ficado surpresa com a cobrança de R$ 4. De acordo com Ivanete, o seu cartão tem um ano de uso e não está danificado. "O próprio presidente da Urbes [Renato Gianolla] afirmou nas entrevistas que não teria custo nenhum a aquisição do cartão, mas pelo que eu vi não é bem isso", comenta.

A usuária do transporte urbano também foi informada pela funcionária da central de atendimento que, para a troca, o cartão antigo seria retido e o novo disponibilizado 48 horas depois para a transferência dos créditos. A reportagem do Cruzeiro do Sul entrou em contato com a Urbes, sexta-feira à tarde, pelo telefone (15) 3331-5000. Uma atendente confirmou que é cobrada a taxa de R$ 4 para quem busca a troca do cartão danificado pelo novo.

Mais categorias
A Urbes esclarece que não há a necessidade de nenhuma troca de cartões. Os antigos continuam válidos e utilizados no sistema de transporte coletivo de Sorocaba. Os usuários que tenham cartões gastos ou danificados pelo tempo de uso e queiram trocá-los poderão ir a qualquer unidade da Casa do Cidadão ou na central de atendimento, ao lado do Terminal São Paulo, para fazer a troca. Entre os novos modelos, as substituições por segundas vias e trocas, foram entregues 1.400 cartões.

Os novos cartões são divididos em 11 categorias, cada um com uma cor. As mais usuais são o cidadão, estudante, vale-transporte, sênior e especial. No futuro, a Urbes pretende liberar a os cartões unitário, criança cidadã - para menores de 5 anos de idade - e empresarial. O objetivo da empresa é extinguir ainda este ano o uso dos bilhetes de papel.
 

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960