Grupo de Transporte do Mercosul conhece experiência de Curitiba

sábado, 18 de setembro de 2010

Diretores, superintendentes e técnicos de organismos federais ligados à área do transporte público do Brasil e da Argentina conheceram de perto a experiência de Curitiba no setor, durante a visita do chamado Grupo de Transporte do Mercosul à Urbs – Urbanização de Curitiba S/A nesta sexta-feira (17).. A apresentação técnica do sistema de transporte da cidade foi feita pelo presidente da empresa, Marcos Isfer.

Isfer disse que o sistema de transporte curitibano continua servindo de modelo a outras cidades do país e do mundo, e foi o embrião, em 1974, do hoje chamado Sistema BRT (Bus Rapid Transit). Disse ainda que existe uma tarifa única, de R$ 2,20, paga pelos usuários em quaisquer das linhas urbanas, e mostrou a importância da integração físico-tarifária.

Graças a esses mecanismos, o passageiro faz deslocamentos rápidos e seguros, dirigindo-se aos mais diversos pontos da cidade pagando uma só tarifa e viajando em ônibus que oferecem qualidade e conforto”, disse Isfer.

O presidente da Urbs disse ainda que o total de viagens diárias feito pelos cerca de dois mil coletivos urbanos que transportam em média dois milhões de usuários, corresponde a oito voltas em torno da Terra, Salientou ainda que, graças aos mecanismos de plnejamento, Curitiba faz investimentos contínuos no setor com recursos próprios, do governo federal e de organismos instenacionais.

A delegação argentina, formada por representantes de órgãos como a Comissão Nacional de Regulação de Transporte, da Comissão de Transporte e Segurança Viária e da Subsecretaria de Transporte Ferroviário, foi liderada pelo coordenador de Políticas de Transporte Automotor de Passageiros, Raul Cuence,

O grupo brasileiro foi representado pelo diretor do Departamnto de Planejamento e Avaliação da Política de Transportes, do Ministério dos Transportes, Francisco Luiz Baptista da Costa, bem como gerentes e superintendentes da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Após a palestra de Marcos Isfer e da apresentação do sistema em audiovisual, o Grupo do Mercosul fez visita técnica à Linha Verde, onde conheceu o traçado revitalizado da BR-476, bem como os ônibus articulados que usam combustível 100% à base de soja. A delegação percorreu ainda parte do eixo Boqueirão.

Fonte: URBS

Share |

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960