Campinas: Prefeito vistoria obras da Estação Campos Salles

domingo, 2 de maio de 2010


O prefeito Dr. Hélio de Oliveira Santos e o secretário de Transportes e presidente da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (EMDEC), Sérgio Torrecillas, vistoriaram na tarde desta quinta-feira, 29 de abril, as obras de implantação da Estação de Transferência Campos Salles. A visita foi no trecho entre a Avenida Senador Saraiva e Rua Ernesto Kuhlmann.

A Estação Campos Salles está na segunda fase de trabalhos. Desde a sexta-feira da semana passada, 23 de abril, as obras estão concentradas entre a Senador Saraiva e Rua Álvares Machado.Já o trecho entre as ruas Álvares Machado e Ernesto Kuhlmann, primeira etapa de execução, foi concluído e liberado à população.

De acordo com o cronograma de obras elaborado pela EMDEC, a implantação da Estação Campo Salles é feita “quadra a quadra”. Sete quadras da Avenida serão beneficiadas, em um trecho com extensão total de 800 metros, entre as avenidas Andrade Neves e Francisco Glicério.

“Pude constatar que as obras estão obedecendo ao cronograma definido e a ideia é que tudo esteja pronto antes do Natal para que a população não tenha nenhum tipo de problema durante as compras de fim de ano”, disse o prefeito Dr. Hélio.

Com a implantação da estação de transferência, as calçadas da Campos Salles estão sendo remodeladas, assim como os pontos de parada, que recebem novos abrigos, piso podotátil, rampas acessíveis, nova comunicação visual, reforço do pavimento e da sinalização, e gradis de proteção. O entorno receberá projeto paisagístico, definido pela Secretaria de Urbanismo. Além disso, as fachadas dos comércios serão remodeladas; a publicidade, adequada; e as bancas seguirão padronização definida pela Prefeitura.

“Já entregamos um trecho da estação, iniciamos o segundo e o ritmo do trabalho está dentro do planejado. Teremos um espaço bonito, mais seguro e acessível para o usuário do transporte público de Campinas”, disse o secretário municipal de Transportes, Sérgio Torrecillas.

Os investimentos para implantação da Estação são custeados pelo Consórcio Urbcamp, formado pelas empresas Itajaí e Expresso Campibus, e estão orçados em R$ 1,5 milhão.

Fonte: EMDEC

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960