Funcionamento do Bilhete Único faz um mês e passageiros ainda reclamam

segunda-feira, 1 de março de 2010


Nesta segunda feira (1º), faz um mês o funcionamento do Bilhete Único - o novo sistema que deixa mais barato o transporte intermunicipal. Esperar um ônibus em Itaipuaçu, Maricá, parece tortura. Ainda mais quando as condições do tempo não ajudam. “Isso aqui é o que nós enfrentamos todos os dias, esse ponto descoberto. Fora os freqüentes atrasos”, disse um passageiro.
Mas os passageiros também reclamam de outros problemas, como a falta de ônibus que aceitam o Bilhete Único. Rodrigo tem o cartão, mas quase não usa. “A maioria são tarifas. Os que vêm com uma porta só, eles colocam no site com o espaçamento de horário muito grande. Aí fica complicado a gente pegar”, disse o estudante Rodrigo Ferraz.
O ônibus de Rodrigo chegou após 40 minutos de espera, às 7h20. Às 9h, ele tem que estar no Rio e a opção que ele tem é o ônibus frescão. Ele contou que vai ter que desembolsar R$ 9, dinheiro que poderia ser gasto em outra coisa.
Há um mês o Bilhete Único foi implantado no Rio e em mais 19 municípios da região metropolitana. Com o sistema, o passageiro gasta R$ 4,40 para fazer duas viagens em um período de até duas horas, sendo que um dos trajetos tem que ser intermunicipal.
Fonte: RJTV

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960