Contagem planeja novo transporte público com veículos leves

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010


No bairro Eldorado, em Contagem, deve ter início um novo sistema pra agilizar o trânsito na cidade: o VLT. A sigla significa veículo leve sobre trilhos. É um trem mais leve e mais econômico. Outros municípios também estão interessados no novo sistema. A Prefeitura de Contagem já está com o projeto pronto, mas falta dinheiro.

E, por enquanto, quem pega ônibus ou metrô fica com a esperança de ter um transporte público de qualidade. Quem depende do transporte público na região metropolitana sabe o que é enfrentar um ponto de ônibus nos horários de pico. Nas estações do metrô, não é diferente. Melhorar o transporte público nas grandes cidades não é apenas dar mais conforto aos usuários. É influenciar toda mobilidade urbana. Diminuir o trânsito. Dinamizar a capacidade de ir e vir da população.

Na região metropolitana, medidas como a ampliação do metrô e a implantação de estações de ônibus não conseguiram trazer para a população uma sensação de melhoria no transporte público. Agora surge uma nova proposta, o VLT, veículos leves sobre trilhos.

O projeto foi apresentado hoje num seminário sobre mobilidade urbana em Betim. o VLT é um trem mais leve e mais econômico que o metrô e usaria a estrutura de uma linha de trem já existente na região metropolitana, por isso, ficaria mais barato que a ampliação metroviária. A Prefeitura de Contagem elaborou um projeto.

O VLT começaria a operar próximo a Estação Eldorado, passando por três novas plataformas: Novo Eldorado, Parque São João até chegar na Bernardo Monteiro. Seriam quase cinco quilômetros de linha.

Cálculos prévios mostram que, hoje, a passagem custaria R$ 1,04. A implementação do sistema está orçada em R$ 600 milhões. Tanto a Prefeitura de Contagem como a de Betim, que também apresentou um projeto de VLT para a cidade, dizem que não há previsão de quando o novo sistema vai sair do papel. Tudo vai depender de financiamentos.


0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960