Projeto propõe proibir tarifa diferente em ônibus em Bauru

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009


O vereador Roque Ferreira (PT) deu entrada em projeto de lei que visa proibir a cobrança diferenciada de tarifas do transporte coletivo em Bauru.
Atualmente, as empresas que operam o sistema na cidade cobram R$ 2 por passagem básica para quem compra antecipado e R$ 2,15 para quem paga em dinheiro, direto no ônibus.
Essa cobrança de preços diferentes é chancelada pela Emdurb, que regulamenta o transporte na cidade, e realizada desde 2008.
O autor do projeto alega que a cobrança diferenciada é ilegal. “Tal prática, salvo melhor juízo, afronta a Constituição Federal que, em seu artigo 5º, assegura que todos são iguais perante a lei”, diz parte da justificativa do projeto.
O petista afirma que, com a cobrança diferenciada, há uma “sanção pecuniária simplesmente porque [os usuários] preferiram não antecipar receita aos proprietários das empresas concessionárias deste serviço público”.
O projeto está em tramitação na Câmara desde segunda-feira e vai ser analisado pela Comissão de Justiça, que dará parecer pela legalidade ou ilegalidade da matéria.

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960