Metrô chegará a Ipanema em dois meses

segunda-feira, 19 de outubro de 2009


Nunca o metrô foi tão longe. Nunca Ipanema esteve tão perto dele. Dentro de dois meses, precisamente às 11h do dia 17 de dezembro, os trens da Linha 1 chegarão finalmente à Praça General Osório, concretizando um sonho de pelo menos três décadas. Para cumprir o prazo acordado com o governo do estado, cerca de mil operários da Odebrecht trabalham dia e noite. É o que informa a reportagem de Paulo Marqueiro, publicada na edição do GLOBO deste domingo.
Em ritmo acelerado seguem também as obras de ligação das linhas 1 e 2, que eliminarão a transferência no Estácio. Elas também serão inauguradas no dia 17 de dezembro. A conexão direta Pavuna-Botafogo é um investimento de R$ 1,1 bilhão bancado pela empresa Metrô Rio, em troca da renovação da concessão.
Para entregar a tempo 1,3 quilômetro de viadutos e 1,2 quilômetro de vias duplas na superfície, cerca de mil operários da Carioca Engenharia trabalham ininterruptamente, à luz do sol ou de potentes refletores.

Segundo Joubert Flores, diretor de relações institucionais da Metrô Rio, a inauguração da conexão Pavuna-Botafogo, daqui a dois meses, dobrará a oferta de lugares, durante o horário de pico, no trecho entre a Central e Botafogo, para onde se dirige a maior parte dos passageiros:
- Dos cerca de 20 mil lugares por hora, passaremos a ter 40 mil lugares por hora.
Outro efeito imediato das obras, segundo Joubert, é a redução do intervalo entre os trens no trecho Central-Botafogo: passará dos atuais 4 minutos (Linha 1) para 2,5 minutos, o que significa uma diminuição de quase 40%. Nas pontas do sistema, no entanto, a espera deve aumentar para cinco minutos.
Com a nova conexão, os trens que partem da Pavuna seguirão diretamente até Botafogo, sem passar pelo Estácio. Os que saem da Praça Saens Peña irão até a Praça General Osório. O passageiro da Linha 2 com destino a Ipanema terá de fazer a transferência em qualquer estação do trecho entre a Central e Botafogo.

Fonte: O globo

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960