Campinas suspende crédito do Bilhete Único

sexta-feira, 29 de março de 2019

Em comunicado no site da prefeitura de Campinas, interior de São Paulo, a Emdec – Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas informa que a partir deste domingo, 24 de março de 2019, será extinta a antecipação de créditos para pagamento da tarifa do transporte público coletivo com o Bilhete Único Comum, até então concedida na hipótese de insuficiência de saldo.

A medida foi formalizada por meio do Decreto Nº 20.223, publicado no Diário Oficial do Município no dia 1º de março deste ano.

No comunicado a Emdec explica a medida, afirmando que o processo de antecipação de créditos para pagamento da tarifa de ônibus mostrou-se insustentável, ocasionando déficit ao sistema.

“Um levantamento indicou a existência de mais de 370 mil cartões com saldos devedores. Embora os valores antecipados sejam descontados no ato da próxima recarga, muitos usuários acabam migrando para outros cartões da família Bilhete Único (Vale Transporte, Escolar, Universitário, Idoso) sem saldar os créditos antecipados na modalidade Comum”, dia a nota.

O sistema de transporte público coletivo de Campinas registra uma média de 560 mil passagens registradas pelas catracas por dia útil e 14 milhões de passageiros por mês.

Parte do conjunto de medidas que preparavam o sistema de transporte público de Campinas para o fim do pagamento embarcado em dinheiro, a antecipação de créditos foi implantada em 2014.

Como estímulo ao uso do Bilhete Único, os usuários com saldo insuficiente passaram a receber um crédito de até duas vezes o valor da tarifa vigente, acrescido de até quatro vezes o valor correspondente à integração.

A Emdec esclarece que “a suspensão não isenta os usuários do transporte público de solucionar os saldos devedores, quando este for o caso. Dessa forma, no ato da próxima recarga do Bilhete Único Comum, essas pessoas terão o desconto dos valores antecipados correspondentes”.

A empresa municipal ressalta que o tíquete QR Code, mesmo sendo uma opção para a insuficiência de saldo no Bilhete Único, não dá direito a integração.

“Para os usuários do transporte público que necessitam realizar a integração diariamente, a Emdec recomenda e estimula o uso e recarga de um dos cartões da família Bilhete Único, que possibilita a utilização até três ônibus no período de duas horas. A primeira integração é gratuita. Na segunda, o usuário paga R$ 0,40”, esclarece o comunicado.

O QR Code (Quick Response Code, Código de Resposta Rápida) virtual pode ser adquirido pelo smartphone, por meio do aplicativo “Transurc Smart”, disponível nos sistemas Android e iOS. O pagamento é feito com cartão de crédito.

COMO FAZER

O Bilhete Único pode ser confeccionado ou recarregado nos terminais Barão Geraldo, Central, Campo Grande, Mercado, Metropolitano e Ouro Verde; e nas unidades do Poupatempo localizadas no Centro e no Campinas Shopping. Confira os endereços no site da Transurc.

O cadastro e emissão são realizados de forma gratuita, com apresentação do CPF e RG. Também é possível efetuar a recarga em estabelecimentos comerciais que integram a rede credenciada da Transurc.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Informações: Diário do Transporte

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960