No Recife, Trânsito muda em dois importantes corredores

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Uma série de intervenções viárias vai beneficiar a circulação, sobre­­­tudo do transporte público, em dois importantes corredores do Recife nas próximas sema­­­nas. Na avenida Norte, gi­­­ros à esquerda serão extintos em três pontos. Um deles é o cruzamento com a Cruz Ca­­­bu­­­gá, em Santo Amaro.

Já na avenida Marechal Mascarenhas de Morais, na Imbiribeira, será o contrário - a cria­­­ção de um giro à esquerda - que vai facilitar o acesso de ônibus ao Terminal Integrado (TI) Tancredo Neves, beneficiando 10,6 mil passageiros por dia. As ações vêm sendo feitas de forma conjunta pela Empre­­sa de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb) e pela Companhia de Trânsito e Trans­­porte Urbano (CTTU).

Na Cruz Cabugá, a proibição será nos dois sentidos. Nesta quinta-feira (21), quem vem de Olinda pode convergir à esquerda na avenida Norte rumo à Ponte do Li­­­moeiro. Agora, terá que seguir em frente pela Cabugá e entrar à direita na rua Frei Casimiro, fazendo o giro de quadra pela rua 13 de Maio até a avenida Norte (ver arte). Já quem sai do Centro pela Cabugá terá que fazer a conversão à direita na rua 24 de Agosto e fazer o looping de quadra até a avenida Norte.

Para permitir o cruzamento, o canteiro central foi aberto, perto da Contax. A intersecção Norte-Cruz Cabugá recebeu nova sinalização e foi recapeada. Até setembro, giros também serão extintos nos cruzamentos da avenida Norte com a Praça Cas­­tro Al­­ves (Encruzilhada) e com a avenida Professor José dos Anjos (Casa Amarela).

“No caso da Cruz Cabugá, existe o terceiro tempo sema­­­fórico. Em breve, passará a ser feito um giro de quadra, beneficiando linhas de ônibus e, sobretudo, o BRT Norte-Sul”, ex­­­plica a presidente da CTTU, Taciana Ferreira. É nesse trecho que o modal tem a menor velocidade média ao longo do corredor: 4 km/h. A medida antecede planos de implantação de uma faixa exclu­­­siva na avenida. “Para a opera­­­ção do BRT, será uma inter­­­ven­­ção fantástica. O transpor­­­te pú­­­blico agradece”, diz o diretor de operações do Grande Recife Consórcio, André Melibeu.

Tancredo Neves
No acesso ao TI Tancredo Neves, é o oposto. Ôni­­­bus de três linhas que seguem para o Centro (avenida Conde da Boa Vista, rua do Príncipe e Imip) perdem tempo fazendo giros de quadra para retornar ao terminal, mesmo passando praticamente ao lado dele. São 2,1 km que serão con­­­vertidos em menos de 600 metros com a abertura de um giro à esquerda na altura da rua Coro­­­nel Fabri­­­ciano, que dá acesso ao TI. 

Para isso, um trecho do canteiro central da Mascarenhas de Morais está sendo aberto pela Emlurb desde o dia 11 e tem conclusão prevista para a primeira quinzena de agosto. Um semáforo foi implantado. Além dos ônibus, que terão uma redução entre cinco e se­­­te minutos no tempo de viagem, veículos menores poderão usar a nova estrutura. Devido à mu­­­dança, um ponto de retorno me­­­tros antes será desativado.

“Isso vai trazer mais rapidez ao transporte público. Era uma demanda antiga de moradores do Ibura, que integram naquele terminal e vêm sendo beneficiados com a Faixa Azul da Mascarenhas e da avenida Recife”, diz Taciana.

André Melibeu, do Grande Re­­­cife, afirma que a mudança terá impacto direto no atendi­­­mento aos passageiros. “Essas linhas terão uma redução em torno de 10% em sua extensão, o que significa, já de saída, um ganho de até sete minutos no tempo de viagem. Para a operação, é algo bastante expressivo”, declara. 

Informações: Folha de PE

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960