Edital de licitação do transporte coletivo de Porto Alegre será publicado nesta segunda

domingo, 30 de março de 2014

A prefeitura de Porto Alegre publica nesta segunda-feira, o edital de licitação do transporte coletivo por ônibus na Capital que será disponibilizado no site da Prefeitura. A publicação do extrato ocorrerá no Diário Oficial de Porto Alegre (DOPA) e em veículos da mídia impressa, de circulação regional e nacional.

A licitação foi construída a partir de contribuições da população nos encontros do Orçamento Participativo (OP), com a participação de cerca de 1.700 pessoas, em 24 reuniões realizadas nas 17 regiões da cidade.

Ar-condiconado 
A inclusão de ar-condicionado em toda a frota foi contemplada no edital. Outra previsão no edital será a redução do número de passageiros por metro quadrado. O edital prevê, também, instrumentos de monitoramento para controle da qualidade do serviço prestado, mediante o cumprimento de metas. O não cumprimento destas metas acarretará a aplicação de penalidades. A bilhetagem eletrônica e a comercialização dos créditos serão gerenciadas pelo poder concedente. As propostas serão recebidas no dia 3, às 10h, na sede da EPTC, rua João Neves da Fontoura nº 7.

O serviço de transporte será dividido em três lotes. Poderão participar empresas de forma isolada ou reunidas em consórcios. As interessadas poderão apresentar proposta em todos os lotes, mas somente poderão ser declaradas vencedoras em um único lote. O critério para escolha do vencedor, em cada lote, será o menor valor da tarifa.

Esta será a primeira licitação na história do transporte coletivo de Porto Alegre, desde a década de 1920, quando foi autorizada a operação de ônibus na Capital. Desde então, o sistema funciona através de permissões. Atualmente são 1.704 ônibus, 400 linhas, operados em três consórcios (STS, Unibus e Conorte), além da empresa pública Carris.

Informações: Correio do Povo


READ MORE - Edital de licitação do transporte coletivo de Porto Alegre será publicado nesta segunda

Tarifa de ônibus entre Cuiabá e Várzea Grande terá redução de R$ 0,15

Os usuários do transporte coletivo entre Cuiabá e Várzea Grande, na região metropolitana da capital, vão pagar menos pela tarifa a partir desta terça-feira (1º). Com a redução de R$ 0,15, a passagem cobrada será de R$ 2,75. A redução atende a um acordo entre o Ministério Público Estadual (Ager), governo do estado e Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados (Ager).

O acordo foi firmado em 2007. O valor menor será cobrado durante 454 dias. Conforme a assessoria da Ager, a redução foi possível por causa de uma lei federal que reduz a contribuição da previdência do empregador, pela redução da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins).

A passagem das linhas intermunicipais subiu para R$ 2,95 em dezembro de 2012. A tarifa foi reajustada em 13,43%, aumentando de R$ 2,60 para R$ 2,90. Na época, a Associação Mato-grossense de Transportadores Urbanos de Mato Grosso (MTU) alegou que o reajuste foi feito por conta do aumento do preço do combustível e da mão de obra.

No trecho, entre as duas cidades, circulam 92 ônibus coletivos que transportam mais de 30 mil passageiros por dia.
No ano passado, também houve alteração no valor da passagem dos ônibus que circulam só no perímetro de Várzea Grande, mas depois voltou a ser o que era antes. De R$ 2,95, a passagem caiu para R$ 2,70 em julho de 2013. Primeiro, já tinha sido reduzida para R$ 2,85 em junho. Depois, a prefeitura da cidade anunciou nova redução após uma avaliação técnica.

Informações: G1 MT

READ MORE - Tarifa de ônibus entre Cuiabá e Várzea Grande terá redução de R$ 0,15

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960