Em SP, Estação Adolfo Pinheiro do Metrô será entregue sábado

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse nesta terça-feira (28) que a estação Adolfo Pinheiro do Metrô será entregue no próximo sábado (30). Segundo ele, trata-se da primeira das 11 estações que liga a Linha 5- Lilás, do Capão Redondo à Estação Klabin, todas na zona sul da capital paulista.

Inicialmente, de acordo com o governador, a nova estação funcionará em fevereiro de segunda a sexta-feira, com horários reduzidos. Os sábados e domingos serão usados para ajustes.

— Neste final de semana, excepcionalmente, a estação funcionará.

Até o final de março, a estação Adolfo Pinheiro passará a funcionar integralmente, das 4h50 até 1 hora. As demais dez estações, de acordo com Alckmin, serão entregues muito próximas umas das outras.

— Essa será a linhas dos hospitais, da AACD, do Hospital do Servidor e Hospital São Paulo.

Ainda de acordo com Alckmin, amanhã, quarta-feira (29), o Governo do Estado e o Metrô lançarão o Edital de Parceria Pública Privada para escolher as empresas que construirão Linha 18 do Metrô.

— É a primeira vez que o Metrô vai sair da capital.

A expectativa do governador é assinar o contrato com a empresa vencedora em 90 dias. As obras serão financiadas com recursos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), do governo federal, e do governo do Estado. O governador fez as declarações em breve entrevista que concedeu à imprensa após ter acompanhado a chegada do "Megatatuzão" à estação Eucaliptos da Linha 5-Lilás do Metrô, na zona sul da capital paulista.

O Megatatuzão, uma máquina projetada para escavar túneis nas obras do Metrô, partiu do Poço Bandeirantes no dia 11 de setembro do ano passado e percorreu 483 metros. O túnel faz parte da extensão da Linha Lilás, entre o Largo Treze e a Chácara Klabin. A previsão do Metrô é de que o equipamento trabalhe 22 meses para concluir o túnel.

Informações: Estadão

Leia também sobre:

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960