Prefeitura de Fortaleza apresenta BRTs e anel expresso

sexta-feira, 12 de julho de 2013

O prefeito Roberto Cláudio apresentou aos ministros das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, e do Planejamento, Miriam Belchior, projetos de quatro corredores para ônibus e do anel expresso, uma continuidade da Via Expressa. O objetivo é incluir o investimento, de R$ 1,1 bilhão, no Pacto pela Mobilidade do Governo Federal – que disponibilizará R$ 50 bilhões para mobilidade urbana pelo País.

Dos projetos apresentados, o que requererá mais recursos é a implantação do BRS (Bus Rapid Service) Pontes Vieira/13 de Maio/Alcindo de Moura/Miguel Dias, um total de R$ 278,34 milhões.
Foto: Blog Fortalbus
O BRT (Bus Rapid Transit) das avenidas Perimetral/Juscelino Kubitschek representa investimento de R$ 237, 8 milhões. O da Leste-Oeste é estimado em R$ 42,17 milhões e o das ruas Emílio de Menezes/Vital Brasil demandará R$ 47,2 milhões. Foram demandados, ainda, recursos para a compra de veículos: 285 ônibus articulados para os corredores e 213 ônibus padrão especial, com ar-condicionado.


Também foi apresentado em Brasília o projeto do Anel Expresso, que dará continuidade a Via Expressa, cuja ideia original era ligar o Mucuripe ao Pirambu. Para completar o trajeto, serão feitos quatro viadutos, investimento de R$ 102,36 milhões. As informações são da Prefeitura de Fortaleza por meio de sua assessoria de imprensa.

Cid Gomes

Também na reunião, o governador Cid Gomes apresentou projetos do Estado, que somam E$ 1,8 bilhão. Conforme já publicado pelo O POVO, os recursos seriam para a eletrificação, duplicação e ampliação, até o Pecém, da Linha Oeste do Metrofor - que hoje liga o Centro a Caucaia. 

Segundo o secretário municipal da Infraestrutura, Samuel Dias, os projetos foram submetidos à avaliação do Governo Federal, que pode ou não aprovar os recursos. A previsão é que a ministra anuncie ainda neste mês quais serão contemplados. Caso aprovados, eles devem entrar em fase de licitação ainda neste ano.

Mário Azevedo, professor do Departamento de Engenharia de Transporte da Universidade Federal do Ceará (UFC), diz que nem todas as demandas apresentadas pelo Estado são necessárias. “Não vejo necessidade de ampliar a Linha Oeste até o Pecém, por exemplo. Duplicar e eletrificar, tudo bem, há demanda real para isso”.

O presidente do Sindiônibus, Dimas Barreira, destaca a importância dos BRTs para Fortaleza. “Faz tempo que a gente defende a implantação de BRT. São projetos que custam menos que os transportes sobre trilhos e atendem aos pedidos da população em relação à rapidez e conforto”.

BRT e BRS

Os BRTs são corredores exclusivos para ônibus, com veículos sanfonados. Já o BRS são faixas preferências para ônibus, mas por onde é possível a circulação de outros tipos de veículos, como o que existe na Bezerra de Menezes.

Informações: O Povo Online
READ MORE - Prefeitura de Fortaleza apresenta BRTs e anel expresso

Pedidos de oito estados para mobilidade urbana somam R$ 52 bilhões

O pedido de recursos para investimentos em mobilidade urbana de oito estados somaram R$ 52 bilhões, disse hoje (10) a ministra do Planejamento, Miriam Belchior. O montante ultrapassa os R$ 50 bilhões liberados para ações de melhoria do transporte público de massa. De acordo com ela, com as propostas apresentadas, o governo vai decidir como será feita a divisão dos recursos, anunciados pela presidenta Dilma Rousseff, no último dia 24, em resposta às manifestações populares por melhorias nos serviços públicos.

“Encerramos esse ciclo [de reuniões] e vamos parar para fazer o balanço”, disse. Segundo ela, ainda está indefinida a origem os recursos para os investimentos e os procedimentos a serem adotados para liberação do dinheiro para os estados.
Ainda falta definir também se outros estados serão ouvidos. Miriam Belquior destacou ainda que o anúncio deve ocorrer em breve e que propostas com projetos prontos terão prioridade. “Aqueles [pedidos] com projetos prontos poderão mais rapidamente se transformar em obras”, comentou.

Durante a manhã, a titular do Planejamento e o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, receberam o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, e o prefeito do Recife, Geraldo Julio. Eles pedem R$ 4,5 bilhões ao governo federal. Estado e prefeitura apresentaram proposta única.

Segundo Eduardo Campos, o pleito contempla investimentos em transporte sobre trilhos (monotrilho), veículo leve sobre trilhos (VLT) e corredores exclusivos para ônibus. O governador enfatizou que todos os projetos apresentados podem ser iniciados até 2014.

“Trouxemos uma proposta que dialoga com o plano diretor de transporte urbano da região metropolitana. Todas essas propostas temos condição de colocar em obras até o primeiro semestre do próximo ano, algumas delas podemos ter obras ainda em 2013”, garantiu.

O encontro marcou o fim da primeira rodada de reuniões entre o governo e estados. Neste primeiro momento, foram recebidos os representantes dos governos do Rio de Janeiro, de São Paulo, da Bahia, do Ceará, de Minas Gerais, do Rio Grande do Sul e do Paraná.

Informações: Agência Brasil
READ MORE - Pedidos de oito estados para mobilidade urbana somam R$ 52 bilhões

No Recife, Trânsito na Madalena será alterado para cravação das estacas do Túnel da Abolição

A partir deste sábado, 13 de julho, os motoristas que circulam pelo Bairro da Madalena, zona Norte do Recife, deverão ficar atentos às alterações que serão feitas no trânsito local. A partir da 00h, o trecho da Rua Real da Torre, entre os cruzamentos com a Rua José Osório e a Avenida Caxangá, será interditado. Apenas o tráfego local e os coletivos poderão circular na via. A medida é devido ao início da cravação das estacas para construção do Túnel da Abolição, localizado ao lado do Museu de mesmo nome. A construção do túnel, orçado em R$ 16 milhões, é mais uma etapa do Corredor Exclusivo de TRO (Transporte Rápido de Ônibus) do eixo Leste/Oeste, que está sendo implantado do Derby até Camaragibe.

Com a cravação das estacas na Rua Real da Torre, três das quatro faixas localizadas entre a Rua José Osório e a Av. Caxangá ficarão bloqueadas, com isso todos os veículos que desejarem cruzar a Av. Caxangá ou seguir para a Rua Benfica, pela Rua Real da Torre, serão obrigados a desviar na Rua José Osório e retornar pela Av. Caxangá. O acesso ao trecho em obras será exclusivo para os moradores, comerciantes e o transporte público. O acesso ao comércio local será permitido com saídas pelas ruas Lopes de Carvalho, 19 de Novembro ou Av. Caxangá.


Para o secretário Danilo Cabral essa é mais uma etapa importante da obra que vai precisar do apoio da população. “Todos os esforços estão sendo feitos para minimizar os transtornos aos motoristas e usuários de ônibus, mas é importante lembrar que o tráfego na área é muito grande e vamos precisar contar com a compreensão da população”, disse o secretário. As estacas são responsáveis por toda a sustentação do túnel. A cravação será iniciada pela Real da Torre, depois segue pela a Rua João Ivo da Silva e por fim será feita no cruzamento da Caxangá. Só depois dessa fase, que deve durar algo em torno de cinco meses, será feita a escavação e o assentamento da laje de cobertura do Túnel.

Em paralelo a esta etapa da cravação das estacas, serão pavimentadas as quatro faixas da João Ivo da Silva, onde foram demolidos os imóveis. “Com essa via pavimenta, vamos dar mais agilidade ao trânsito no local”, afirma o secretário Danilo Cabral.

O Túnel - Com a construção do Túnel da Abolição, o Governo de Pernambuco espera desafogar o trânsito, considerado como um dos pontos de maior congestionamento do Recife. Atualmente, passam, em média, 4.600 veículos por hora pelo cruzamento da Avenida Caxangá com a Rua Real da Torre. A expectativa é dobrar essa capacidade.O túnel terá 287 metros de extensão e nove de largura, com três faixas de rolamento num sentido único. Ele vai ter início na Rua Real da Torre, ao lado do Museu da Abolição, vai passar por baixo do encontro entre a Rua Benfica e a Avenida Caxangá e sairá pela Rua João Ivo da Silva. A previsão é concluir a obra em janeiro de 2014.

Sinalização – Todas as interdições durante a obra está contando com apoio dos órgãos de trânsito como da CTTU, Detran e BPTran e ainda do Consórcio Grande Recife e a turma do Fom Fom que vão ajudar na orientação aos motoristas e usuários de ônibus. As vias do entorno estarão sinalizadas durante todo o processo. Guardas Municipais estarão na redondeza orientando o trânsito e divulgadores circulando nas vias próximas, nos semáforos, com faixas e panfletos informando aos motoristas sobre a obra e as vias alternativas. 

Informações: Sec. das Cidades




READ MORE - No Recife, Trânsito na Madalena será alterado para cravação das estacas do Túnel da Abolição

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960