No Rio, Rodoviários decidem suspender greve de ônibus

domingo, 3 de março de 2013

Os rodoviários do Rio decidiram, em assembleia realizada na manhã deste domingo (3), suspender a greve iniciada na última sexta-feira (1º), mesmo sem ter as reivindicações atendidas. O vice-presidente do sindicato, Sebastião José, explicou que a decisão ocorreu porque as negociações vão passar a ser feitas no Tribunal Regional do Trabalho.

A RioÔnibus, sindicato que representa as empresas, deve ser chamada nesta segunda (4) para apresentar nova proposta, segundo Sebastião José. Já o Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus do Rio de Janeiro (Sintraturb) agendou nova reunião para quinta (7), às 18h, para definir novos rumos da paralisação.

Por meio de nota, a Secretaria municipal de Transportes confirmou a informação do fim da greve e informou que 100% da frota das empresas programada para este domingo estão circulando e que o mesmo ocorrerá na segunda-feira, ou seja 9 mil coletivos.

Depois da sexta de caos devido à paralisação dos rodoviários, o sábado (2) teve mais ônibus rodando pela cidade. Mesmo assim, passageiros reclamaram da demora nas filas nos pontos da Central do Brasil. “Tem uma hora que eu estou aqui e não passou o 386 que é o que eu quero”, contou outra passageira, a caminho de Anchieta.

Na sexta à noite, a Justiça do Trabalho já havia determinado que 80% dos ônibus deveriam voltar a circular para que as empresas não fossem multadas. Neste sábado, segundo a Secretaria Municipal de Transportes, o sindicato dos rodoviários cumpriu a exigência. A previsão é que a frota completa esteja circulando no início da semana.Supervia terá 100% da frota.

Supervia terá 100% da frota
Mesmo com o fim da greve dos ônibus, a Supervia anunciou que vai operar com 100% da sua frota nesta segunda-feira (4). Segundo a concessionária, os trens partirão dos ramais Deodoro e Santa Cruz, a cada 10 e 15 minutos, respectivamente.

No horário de volta do trabalho, haverá viagens expressas da Central do Brasil para Japeri (18h e 19h) e Saracuruna (18h25), além de viagens extras para os ramais Deodoro e Santa Cruz.

READ MORE - No Rio, Rodoviários decidem suspender greve de ônibus

Linhas urbanas do Amapá ganham 20 novos ônibus na próxima terça

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amapá (Setap) apresenta ao prefeito Clécio Luís na próxima terça-feira, 5 de março, 20 novos ônibus que serão incorporados à frota urbana. O evento está marcado para as 9h ao lado do Teatro das Bacabeiras.

São 10 ônibus da empresa Siãothur, 5 da Expresso Marco Zero, 3 da Amazontur e 2 da Capital Motena. Boa parte dos veículos são do modelo B270F. São chassis Volvo e Mercedes Benz e carrocerias Mascarrelo, Marcopolo e Comil.

Os veículos equipados com a nova motorização Euro 5. Eles seguem a norma Proconve P7 do Conama, reduzindo a emissão de poluentes por motores diesel. “Com o objetivo de reduzir a emissão de poluentes dos veículos automotores, aprimorar a qualidade dos combustíveis e conscientizar a população sobre a poluição, o Conava criou o Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores. O Programa foi criado em 1986, e passou por cinco diferentes fases desde então, resumindo-se à exigência de medidas tecnológicas, por parte das montadoras e distribuidoras de combustível, de modo à gradativamente, diminuir o índice de poluentes no ar. A partir de janeiro de 2012 entrou em vigor a fase P7, visando diminuir significamente a emissão de NOx (óxido de nitrogênio) e material particulado”, explica o engenheiro Artur Sotão.

Todos os ônibus são adaptados para cadeirantes. O Setap estima para

2014 que 100% da frota urbana e intermunicipal seja de veículos com acessibilidade para cadeirantes, pessoas com mobilidade reduzida, obesos e idosos.

A cada renovação de frota, as empresas locais incorporam veículos adaptados, democratizando o acesso das pessoas com necessidades especiais ao transporte público. Atualmente, 186 veículos compõem a frota de ônibus, sendo 147 a frota operante.

Em 2008, existiam apenas dois ônibus adaptados com elevadores. Hoje são 99, o que representa 67% da frota. Há empresas, como a Amazontur, em que todos os veículos já são adaptados. A Sião Thur deve também chegar nesta marca em 2013.

Entre 2009 e 2012 foram incorporados à frota 54 ônibus novos, todos com acessibilidade, um investimento de mais de R$ 13 milhões. Hoje a média de idade dos ônibus de Macapá é de 4.3 anos, bem abaixo da média nacional, que é de 5.5 anos. Somente este ano, para a compra dos 20 veículos fora feitos investimentos de R$ 5 milhões e 200 mil.

“Mantendo o padrão da frota, as empresas buscaram no mercado nacional novos e modernos veículos que permitem a acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência e de mobilidade reduzida ao transporte com mais conforto e segurança, antecipando em um ano a obrigatoriedade desse benefício, previsto na legislação brasileira, conforme especificações da Norma Brasileira 14022, que atendem dispositivos do Decreto Federal nº 5296, que trata da acessibilidade, dando condições para que portadores de necessidades especiais utilizem o serviço de transporte de maneira autônoma ou assistida”, explica o presidente do Setap, Décio Melo.

Os 20 veículos adaptados possuem box com cintos de segurança para cadeira de rodas e seus ocupantes, assentos preferenciais para idosos, gestantes, pessoas com crianças de colo, obesos e deficientes visuais, inclusive com espaço apropriado para acompanhamento de cão-guia.

Além da mais avançada tecnologia em chassis e carroceria, as empresas adquiriram os ônibus mais completos em equipamentos de segurança, dentre os quais o sistema “anjo da guarda”, da empresa Confiare de controle de velocidade (quando chove, o motorista aciona o limpador de pára-brisas e a velocidade é automaticamente reduzida, sem interferência direta do condutor) e controle de partida automático (os ônibus não partem quando qualquer uma das portas estiverem abertas, e as portas somente se abrem com o veículo parado), que oferecem segurança e conforto aos passageiros.

Aliado a compra dos veículos, o Setap fez investimentos da ordem de R$ 2 milhões para implantar um dos mais modernos sistemas de bilhetagem. Isso possibilitou que em janeiro de 2011 fosse iniciado o processo de integração das linhas urbanas. Hoje são mais de 15 linhas que podem integrar-se a outras 40.

READ MORE - Linhas urbanas do Amapá ganham 20 novos ônibus na próxima terça

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960